Mindfulness: sua importância para a saúde da mente e para o bem-estar. Confira!

Volto hoje a falar sobre autoconhecimento, equilíbrio emocional e sensação de bem-estar. E para um maior proveito nessa área, a prática da meditação é de substancial importância, o que por si só não é novidade, até porque já tratamos disso em diversas postagens por aqui.

E por falar em meditação, vamos colocar foco na técnica chamada de “mindfulness“, que significa atenção plena.

Uma pergunta bem oportuna: qual a diferença entre mindfulness e meditação?

Simplificando, mindfulness é requisito para a meditação, é o estágio básico da prática meditativa, que, em termos gerais, consiste em estar no momento presente, no aqui e agora, em quietude mental e respiração disciplinada, com o objetivo de proporcionar alcance de clareza mental e emocional!

Já a meditação pode ter abrangência bem maior, podendo envolver, além da concentração no momento presente, acima descrita, a utilização (cântico) de mantras, de posturas específicas, de ritos adequados à situação, podendo variar de acordo com a linha adotada, que normalmente tem origem e inspiração nas grandes tradições e práticas religiosas, orientais e seculares. Segundo registrado na Wikipédia, “textos orientais consideram a meditação como instrumento que leva em direção à libertação.

Portanto, podemos dizer que praticar mindfulness é praticar meditação; mas meditação não é apenas isso (mindfulness)!

Assim, pode-se inferir que estar em mindfulness, essencialmente um exercício de autoconsciência, leva a pessoa à natural obtenção de diversos benefícios, para a saúde da mente e para o bem-estar.

A propósito disso, trago hoje interessante vídeo da Casa do Saber, com Regina Giannetti. A instrutora argumenta que uma boa maneira de lidar com nossos mal estares, minimizando qualquer dano e compreendendo as razões dos problemas é praticando mindfulness. É um recurso que leva a pessoa a atentar para ela mesmo. Segundo diz, “Não se trata de brigar com o desconforto, mas lidar com ele e as situações da vida”.

O vídeo, com duração de apenas 6:42, foi publicado no dia 28 de julho passado. Veja a seguir:

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Educação, Meditação e Espiritualidade, Motivação e crescimento humano, Saúde, Vídeos diversos e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Mindfulness: sua importância para a saúde da mente e para o bem-estar. Confira!

  1. Arnaldo de Castro Costa disse:

    Ótimo texto e visão da prática de meditação. Tenho incorporado na minha vida!!

  2. lulaborda disse:

    Acho que tudo perpassa pelo auto conhecimento e auto controle das emoções, o que é um pouco complicado; mas a prática do dia a dia, nos leva a esse controle.

    • JCDattoli disse:

      Lúcia, posso dizer que, após praticarmos a medição algumas vezes, e sentirmos a sensação de quietude e bem-estar, facilmente a demanda por alguma prática meditativa vem naturalmente. A incorporação do hábito fica facilitada, na minha percepção!
      Grato pelo comentário, abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s