“Estou aprendendo a não reagir a tudo que me incomoda” – Vale a pena ler!

Desenvolver o domínio da inteligência emocional, trabalhar a autoconsciência e descobrir as atitudes mais adequadas para estar em paz, sentindo-se bem e incorporando sabedoria é o que se deve almejar na busca contínua do bem viver.

E esses pontos compõem a temática abordada no texto que reproduzo abaixo, divulgado no site MULHERES MADURAS.  A publicação, escrita de forma concisa, com boa dose de pragmatismo sobre a vida, não deve, a meu ver, ser vista com ressalvas pelo fato de dar ênfase para a individualidade. Ao contrário, vi a mensagem com olhar positivo, por entender que traz dicas comportamentais que precisam ser levadas em conta, por proporcionar, por exemplo, aprendizados em termos de satisfação pessoal e autoestima, a partir dos contrapontos destacados pela autora, chamando a atenção, subliminarmente, para que se evitem determinados tipos de reações, tão comuns, que acabam fazendo grandes estragos nas relações e no estilo de viver.

Recomendo a leitura!

“Estou aprendendo a não reagir a tudo que me incomoda

Por Rania Naim

Eu estou aprendendo que não preciso machucar de volta quem me machucou. Às vezes, o sinal máximo de maturidade é virar as costas ao invés de pagar na mesma moeda. Eu estou aprendendo que a energia que eu gasto para reagir a cada coisa ruim que acontece me esgota e me impede de ver o lado bom da vida. Eu estou aprendendo que não posso agradar todo mundo, e isso é ok. Eu estou aprendendo que tentar ganhar a afeição de todo mundo é uma perda de tempo e de energia, e que me enche apenas de vazio.

Eu estou aprendendo que não reagir não significa que eu estou bem com as coisas, e sim que eu apenas estou lidando com elas. Eu estou escolhendo tirar isso como lição e aprender com a situação. Eu estou escolhendo ser melhor. Escolhendo a minha paz de espírito porque é o que eu realmente preciso. Não quero mais drama. Não preciso de ninguém me fazendo sentir que não sou boa o suficiente. Eu não preciso de brigas e discussões. Eu estou aprendendo que, de vez em quando, não dizer nada diz tudo.

Eu estou aprendendo que reagir ao que me faz mal dá poder para outra pessoa sobre as minhas emoções. Você não pode controlar o que os outros fazem, mas pode controlar como você responde, como você lida, como você interpreta e quanto disso você leva para o lado pessoal. Eu estou aprendendo que na maior parte do tempo, essas situações não dizem nada a respeito de mim, mas sim a respeito do outro. Eu estou aprendendo que talvez todas essas decepções são simplesmente para me ensinar a me amar, porque esse amor é a armadura e o escudo que eu preciso contra quem tenta me derrubar. É o que me salva quando alguém tenta diminuir minha confiança ou questionar o meu valor.

Eu estou aprendendo que mesmo que eu reaja, isso não vai mudar nada, não vai fazer ninguém me amar ou respeitar e não vai magicamente mudar a mente de ninguém. Às vezes é melhor simplesmente deixar estar, deixar pessoas irem, não lutar por fechamento, não pedir explicações, não procurar respostas e não esperar que alguém entenda a minha história. Eu estou aprendendo que a vida é melhor vivida quando eu não foco no que está acontecendo ao meu redor, e sim quando eu foco em mim mesma. Trabalhar em mim e na minha paz interior me faz perceber que não reagir a toda pequena coisa que me incomoda é o primeiro ingrediente para viver uma vida feliz e saudável.

Texto originalmente publicado no Thought Catalog, livremente traduzido e adaptado pelo site Mulheres Maduras.
Foto: Becca Tapert 

Publicado em: http://www.mulheresmaduras.com.br/estou-aprendendo-nao-reagir/

Anúncios
Publicado em Motivação e crescimento humano | 2 Comentários

“O que é a antiginástica e o que ela pode fazer por você e seu corpo”

Você já ouviu falar de antiginástica, do original antigymnastique?

Para mim, saber a esse respeito foi uma grande novidade, uma descoberta surpreendente, ao ler interessante e recente artigo publicado no site BBC Brasil, que vou reproduzir adiante.

Percebi que a antiginástica nada mais é do que um método, ou técnica, de autoconhecimento sobre o corpo que proporciona bem-estar, energiza a pessoa e reduz dores, mediante a prática de pequenos movimentos (exercícios), que foi desenvolvida por uma francesa, na década de 1970. A técnica vem se espalhando pelo mundo afora e já é praticada aqui no Brasil.

Para que você fique informado(a), leia o mencionado artigo da BBC, a seguir. Logo após, se quiser conhecer um pouco mais, veja vídeo com a criadora do método, Thérèse Bertherat, com duração de apenas 3:19.

Pesquisando, encontrei diversos vídeos no YouTube com informações específicas, mas complementares, sobre a antiginástica. Bom proveito!

“O que é a antiginástica e o que ela pode fazer por você e seu corpo

Sessão de antiginástica
Image captionA antiginástica é realizada em grupos – às vezes são usados acessórios, como bolas ou almofadas, para facilitar algum movimento | Foto: KH Photography

A jornalista Carolina Robino, repórter da BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC, conta abaixo sua experiência com a antiginástica:

Cada vez que conto a alguém que estou fazendo antiginástica sou bombardeada por risadas e piadas:

– Como é? Você não faz nada? É perfeito para mim.

– Você senta no sofá e assiste à televisão? Que legal!

– Perder peso sem sair de casa? Maravilhoso!

Sim, o nome pode gerar mal entendidos, mas os piadistas estão muito longe da realidade.

A antiginástica é uma prática corporal que busca autoconhecimento do corpo e o entendimento de que várias partes diferentes se conectam. O método também busca reconhecer e despertar áreas que estão adormecidas, que perderam mobilidade ou sensibilidade, com o objetivo final de aumentar o bem-estar.

Por exemplo:

Em minha primeira sessão – que, diferentemente das outras, foi individual -, passei muito tempo deitada no chão apenas mexendo a língua e a mandíbula para todos os ângulos imagináveis e possíveis, tentei com relativo sucesso mover meu dedinho sem mexer os outros dedos e sem tirar o pé do chão, e mantive uma perna levantada para o teto por vários minutos.

Antiginástica com a língua
Image captionMover a língua pode beneficiar outras partes do corpo | Foto: KH Photography

E isso foi tudo.

Para minha surpresa, quando cheguei em casa, deitei no sofá e dormi profundamente durante pelo menos três horas. Estava esgotada. Algo raro? Nem tanto. O esforço para mexer algo há muito tempo parado pode ser extenuante, mas tem sua recompensa.

Rompendo padrões

A antiginástica foi criada na década de 1970 pela fisioterapeuta francesa Thérèse Bertherat, que dedicou boa parte da sua vida a observar o corpo e entender tanto o potencial que ele tem, quanto os obstáculos que criamos.

Seu trabalho foi inspirado principalmente nas pesquisas de sua colega e compatriota Françoise Mézières, que analisou com profundidade a poderosa cadeia de músculos entrelaçados na parte de trás do corpo, desde a base do crânio até debaixo dos pés.

Bertherat acredita que muitos dos males que nos assolam vêm do excesso de tensão, encurtamentos e contrações dessa cadeia de músculos. Ela apostou que exercícios de alongamento ajudariam a relaxar o corpo para que, eventualmente, todos os ossos, músculos, tendões e ligamentos voltassem ao lugar, naturalmente.

A criadora da antiginástica, Therese Bertherat
Image captionA criadora da antiginástica, Thérèse Bertherat | Foto: Isabelle Levy/Lehmann

“Minha mãe era uma mulher muito pragmática, estudiosa e observadora”, explica Marie, filha de Bertherat, que desde a morte da mãe, em 2014, administra o principal centro de antiginástica do mundo, em Paris.

Seu método se desenvolveu a partir de diversas disciplinas que ela investigou e praticou – psicanálise, acupuntura e rolfing (espécie de medicina alternativa), entre outros – mas, acima de tudo , da extrema observação de como nos movimentamos, paramos, caminhamos e nos sentamos.

Ela chamou de “antiginástica” um pouco por acaso, porque queria escrever sobre o tema e precisava de um nome. Nos anos 1970, era moda romper com modelos e padrões.

Seu próprio marido se ocupava com a antipsiquiatria, que defendia tratamentos mais brandos para pessoas com doenças mentais. Ironicamente, ele foi morto por um de seus pacientes.

Antiginástica nos pés
Image captionOs pés, a base do corpo, são fundamentais para os exercícios de antiginástica | Foto: KH Photography

O corpo e suas razões

Em 1976, Thérèse Bertherat publicou O corpo e suas razões, livro que virou best-seller instantâneo e expôs suas ideias a milhões de leitores em todo o mundo.

Depois de lê-lo, milhares de pessoas escreveram para ela pedindo ajuda para salvá-los e curá-los.

Isso a desconcertou. Inicialmente, ela pensou que esses leitores não tinham entendido a proposta. Se tornar uma espécie de guru era algo que estava bem longe de suas intenções.

“É uma pedagogia no sentido de que dá informações sobre si mesmo”, explicou ela.

“Mas não existe magia.”

Na antiginástica, tudo tem uma razão anatômica. Ela é direcionada a cada parte do corpo: pés, ombros, olhos, mandíbulas, costas, abdômen, períneo, diafragma, espinha, ombros, clavículas. Ao mesmo tempo, ela também se volta para as conexões entre essas partes.

Quando se esfrega repetidamente a palma de uma mão, pode-se estar, sem saber, ajudando de alguma maneira a alongar o músculo do trapézio. E, ao movimentar a língua repetidamente, estamos fortalecendo ou soltando a traqueia – ou, ainda que seja difícil notar, fortalecendo também as pernas.

Mariela Panero
Image captionA argentina Mariela Panero descobriu a antiginástica depois de ler um livro sobre o assunto | Foto: Santiago Ginzburg

Todos os exercícios são ferramentas para tomar consciência do próprio corpo e de como ele pode contar nossa história e emoções.

Bertherat descreveu essa ideia muito bem, usando uma metáfora:

“Há uma casa que tem seu nome, você é o único proprietário, mas você não pode entrar. Você fica afastado, na frente da fachada, porque você perdeu a chave (…) Mas as paredes sabem tudo, elas não se esquecem de nada.”

Dor crônica

Mariela Panero tem 47 anos e há dez descobriu a antiginástica. Ela é argentina e vive em Londres desde 1998. Sempre trabalhou com o corpo – primeiramente como bailarina e, em seguida, como professora de pilates.

“Eu acreditava que conhecia meu corpo, mas tudo que tinha feito era treiná-lo, forçá-lo e domesticá-lo”, conta.

“Como tanta gente, exigia muito (do corpo) e comecei a ter dores crônicas nas costas e na cabeça. Eu não queria passar pela rotina médica de injeções, remédios, exames. Então comecei a investigar, a ler”, diz.

Ela descobriu o livro O corpo e suas razões – e leu em dois dias.

“Vi que era o caminho que eu queria seguir”, afirma.

Panero estudou a técnica na Espanha, um dos países onde há praticantes e entusiastas do método criado por Bertherat. Há também cursos de formação em outros 32 países, como Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru, Uruguai e Venezuela.

Cada um por si

A antiginástica se desenvolve em ciclos de 11 ou 12 sessões. Ao fim de uma, começa outra totalmente diferente.

Ao contrário de outras técnicas de trabalho corporal, você nem sempre sabe a razão de estar fazendo aquele movimento. O instrutor dá apenas dicas, sem nunca mostrar como fazer exatamente. Também não há espelhos, para que o participante não copie o jeito de se movimentar do colega. Cada um trabalha com seu próprio corpo.

Antiginástica
Image captionA antiginástica não usa espelhos: cada um descobre como fazer os movimentos | Foto: KH Photography

Não é necessário ter experiência ou qualquer doença, embora muitos que começam a praticar o exercício sofram de dores físicas. A antiginástica pode ser praticada por qualquer pessoa.

“Você só precisa ter um corpo”, brincou Bertherat.

“Eu vi atletas que tentaram fisioterapia ou reabilitação, e que apenas com a antiginástica conseguiram competir novamente”, diz Panero. “Mas também há pessoas que não têm nada, que ouviram falar sobre o método e ficaram curiosas” .

“Talvez uma pessoa com excesso de peso, à medida que se conhece, acaba perdendo peso, mas não é cardiovascular”, ela esclarece.

“O corpo é maleável e, até morrer, há sempre a possibilidade de ser melhor”, diz ela. “O que estamos procurando nos exercícios é ser um pouco mais felizes, mais livres e mais autônomos”.

Ela acrescenta: “O corpo gosta de bem-estar e, uma vez que o encontra, vai querer mais”.

Talvez seja por isso que as pessoas resistem e insistem nas sessões, mesmo que algumas delas sejam francamente estranhas e até mesmo desconfortáveis.

Foi o que aconteceu com Peter, um londrino de 56 anos que pratica antiginástica há cinco anos:

“Algumas das aulas podem ser exigentes, mas quando terminam sempre me sinto mais confortável com meu corpo. É algo sutil e efetivo.”

“As lições se tornaram um oásis semanal em que descubro meu corpo, com tempo e paciência. Experimentei mudanças profundas não só nele, mas também na alma”, conclui.

Voltando às piadas, encontrei uma boa metáfora para explicar o que faço: é como ir ao psicólogo, mas quem fala é o corpo. Ouvir isso é surpreendente. Você pode nos contar as coisas mais interessantes sobre a autocobrança, a importância de reconhecer nossos limites e a felicidade.

Um dia, um tempo atrás, enquanto esperava o ônibus, comecei a sorrir. Se alguém tivesse me perguntado a causa, minha resposta teria sido: “Eu apenas senti como o fêmur se move na articulação do quadril”.

Pode não parecer grande coisa, mas eu garanto que a antiginástica provoca alegria.

Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/brasil-42574030

Veja o vídeo abaixo (há legenda disponível, em português):

Publicado em Livros e leitura, Saúde, Vídeos diversos | 6 Comentários

Inspiração musical: Geraldo Azevedo e a linda canção VOCÊ SE LEMBRA!

Como inspiração musical, trago neste sábado belo videoclipe com Geraldo Azevedo, compositor, cantor e violonista pernambucano, interpretando a linda canção VOCÊ SE LEMBRA, um dos inúmeros sucessos do artista, que foi composta por Fausto Nilo, Geraldo Azevedo e Pippo Spera.

O vídeo, de link a seguir, está disponível no YouTube. Curta a melodia, a poesia e o vídeo muito bem produzido, de destacada beleza!

Publicado em Músicas | 8 Comentários

VAMOS ENRIQUECER NOSSA VIDA (Um belo olhar sobre o envelhecimento)!

Resultado de imagem para uma vida de felicidade e plenitude

Em harmonia com minhas convicções e com as postagens que tenho feito aqui sobre o processo de envelhecimento e sobre a aposentadoria, reforçadas pela continuada elevação da expectativa de vida e maior longevidade futura, trago hoje belíssima crônica que recebi, com satisfação, do amigo José Paes Landim.

A despeito da sua condição de idoso e já integrante da chamada quarta idade, cuja marca dos 90 anos já começa a ser sentida no horizonte, Landim é exemplo de jovialidade, autonomia, renovada atividade intelectual e plenitude. Essa crônica, reveladora de um olhar positivo e de uma evidente esperança sobre o tempo da maturidade, tem tudo a ver com a mentalidade e o espírito de vida do autor. Por conhecê-lo faz tempo, asseguro que o texto é resultado de uma convicção forte e verdadeira.

Recomendo a leitura (a seguir). Não tenho dúvida de que lhe fará bem!

VAMOS ENRIQUECER NOSSA VIDA         

( José Paes Landim*)

Várias são as fases de nossa vida. Todas elas enriquecedoras quando bem vividas, porém duas delas ocupam maior destaque no calendário do nosso dia a dia:  quando somos jovens e quando nos tornamos pessoas idosas.

A vida dos jovens é plena de sonhos, enquanto a dos idosos é rica de sabedoria.   Lindos, quão cheios de fantasia, são os sonhos dos jovens, enquanto grande é a alegria dos idosos em tomá-los de volta, para revivê-los e concretizá-los, os quantos sonhos que lhes foram levados pela esteira do tempo.

Enquanto os jovens se perdem, por vezes, nos sonhos de suas fantasias, os idosos ganham na contemplação do belo. Se, por um lado, os jovens triunfam pelo seu vigor físico, não menor é o triunfo dos idosos pelo crescimento de sua maturidade, a enriquecer-lhes, com não menor vigor, o espírito com os ensinamentos do saber.

Não é raro ver-se em muitos idosos vigorosos jovens, vibrantes, produtivos e alegres, enquanto não raro é ver-se, também, em muitos jovens eternos velhos, debruçados sobre si mesmos em lamentações, sem norte, sem esperança e sem as manhãs que embelezam e dão sentido à vida.

Veem-se que são entre os jovens e os idosos que estabelecemos esses paralelos, destacando-se a forma de sonhar de cada um deles, o que nos remete, por se tratar também de uma feliz exaltação, a essa pérola de Victor Hugo, quando ele nos diz, com tamanha beleza, que “Nos olhos dos jovens, vemos chamas, mas é nos olhos dos mais idosos onde vemos a luz”.

Por tudo quanto nos aponta esse contexto é uma agressividade chamar-se de velha uma pessoa com idade avançada, considerando-se que velhice cheira inutilidade, posto que não mais nos surpreende ver-se quantos idosos se realizarem mais fecundamente nessa quadra da vida, revelando-se mais úteis e produtivos do que quando viviam seus anos de juventude.

Tal realidade nos aconselha dispensar-lhes o tratamento não de pessoas velhas, mas de pessoas idosas, cumprindo, na plenitude de suas faculdades mentais, seu ciclo biológico, dentro, tão comumente, de um processo de renovação de ideias, quanto de rejuvenescimento.

Diferentemente dos velhos, cujo olhar se fixa para baixo, os idosos projetam-no para o alto na direção de novos horizontes, de novas manhãs, fazendo sua vida até mais prazerosa do que antes, pois que não são poucos os sonhos que, represados lá atrás, se veem aflorados e realizados nesse segundo momento do seu existir.

Temos, assim, a distinção entre o velho e o idoso, diante do que só fica velho o desatento a essa realidade, pois que, de posse dessa consciência, sobram motivos para se provar que o idoso poderá fechar seu ciclo biológico na plenitude de sua saúde mental, jovem e feliz, não importando quantas madrugadas tenha que varar, mesmo que bem longas sejam as travessias dos anos.

Não é demais acrescentar o quanto nos faz bem, para nossa qualidade de vida e para nossa longevidade, não deixar morrer, cultivando-a sempre alegre e feliz, aquela criança inocente, na sua pureza, que fomos um dia e que continua morando dentro de cada um de nós, tendo-se em vista o quanto ela tem a ver com nosso estado de espírito.

A propósito de saúde e longevidade, apraz-nos acrescentar que o Dr. Norman Causins, Diretor na área de medicina da Universidade da Califórnia, estudioso do assunto e nele se apoiando, publicou em seu livro “Man and Medicine” que existe a possibilidade de o homem viver cento e vinte anos como um trabalhador alegre e produtivo.

Esperamos que notícias e conceitos tão auspiciosos, reforcem nossa crônica “Vamos enriquecer nossa Vida”, servindo, também, como ponto de reflexão, para que se possa viver alegremente, com o olhar permanentemente fixado nas manhãs resplandecentes de cada dia, plenas de horizontes, exatamente como forma de não se deixar emudecer a criança feliz a que nos aludimos, que fez morada em cada um de nós.

Tendo em vista tão agradáveis notícias no que toca a uma longevidade saudável, plenamente realizadora, vamos alcançá-la, vivendo-se alegremente, convencidos de que a idade cronológica não é por si só limitadora, pois a idade que conta, para valer, é a idade da mente.

*José Paes Landim – aposentado do Banco Central do Brasil, cronista para o Jornal A Tarde (Salvador-BA), autor dos livros “Resgate de um débito” e “Fragmentos do tempo: na voz do Rio Preto”.                                           

                  

Publicado em Motivação e crescimento humano, Saúde | 7 Comentários

Sonhar e fazer acontecer: Uma reflexão de Augusto Cury!

Sonhar é essencial, é alimento para a vida. Ter sempre por perto a sua lista atualizada de sonhos, de desejos autênticos, é fator que promove a automotivação e a jovialidade. Aliás, trazer os sonhos ativados é antídoto contra o envelhecimento psicológico (da mente)!

Mas esse sonhar, pra valer, tem que ter consequência. É preciso que você busque realizá-lo, no espírito da esperança a que me referi na postagem de ontem.

Na linha do desejar com vontade e determinação, recorro a este singelo e feliz pensamento do escritor Augusto Cury:

Resultado de imagem para frases de augusto cury

Publicado em Frases célebres, Motivação e crescimento humano | Deixe um comentário

Ter esperança (e não ficar esperando) é fundamental para o sucesso e o bem viver!

Resultado de imagem para viver com esperança Imagem: Recanto das Letras

Ainda sob influência do Ano Novo, de começo de mais uma jornada de 365 dias chamada 2018, quero chamar a atenção para um aliado mais do que essencial para um viver positivo, pulsante, com felicidade e ao mesmo tempo com leveza. Trata-se da esperança!

Como princípio de bem viver, precisamos direcionar o extraordinário poder da nossa mente para um olhar predominantemente auspicioso (de esperança), de quem deseja e acredita, de quem enxerga boas perspectivas e oportunidades em todas as circunstâncias da vida, de quem almeja avançar e ter sucesso, de maneira que a nossa energia seja sempre carreada para os resultados que imaginamos e que queremos alcançar. Entretanto, convenhamos, somente isso não é o bastante. Esse poder mental (ou mindset) de quem tem esperança necessita ter incorporado o espírito realizador, isto é, o componente do fazer acontecer. É preciso arregaçar as mangas, agir, ir ao encontro dos seus desejos e planos.

Essa, portanto, é a minha leitura para o que se pode denominar de esperança, no sentido pleno e valoroso da palavra. Assim como o otimismo, a esperança precisa ser consequente!

Aliás, o professor e palestrante Mário Sérgio Cortella disse, em vídeo que circula pelas redes sociais, que é fundamental termos esperança, mas a esperança do verbo esperançar, de ir atrás, de buscar a realização dos sonhos, de ser feliz, nunca a esperança do verbo esperar, do espero que dê certo, espero que resolva…

E a esperança foi exatamente o tema principal, o mote, para a 74ª edição do Encontro da Cultura, organizado mensalmente pelo professor Garrido, ao qual compareci na noite de ontem (9 de janeiro), no auditório da Livraria Cultura, no Salvador Shopping, em Salvador-BA. Foi um evento agradável, de alta qualidade e enriquecedor, com grande presença de público, que contou com palestrantes ilustres, entre os quais a poetisa Mabel Veloso, o palestrante Kau Mascarenhas e o presidente da ABRH-BA Cezar Almeida. No programa constaram ainda atrações artísticas, da música e da dança locais.

E para fechar esta postagem, quero deixar com vocês uma frase memorável sobre esperança, do jornalista e escritor Berilo Neves (1899 – 1974), mencionada no Encontro de ontem, que é uma verdadeira pérola:

“Esperança é sentir felicidade antes de a felicidade chegar.”

Publicado em Frases célebres, Motivação e crescimento humano | Deixe um comentário

O AMOR como força do universo e essência da vida – Belo vídeo com o mestre Divaldo Franco!

Nesta terça-feira, quero destacar o AMOR, ou seja, o ato de amar o outro com espírito elevado, com nobreza, por convicção e sentido de doação, em atitude espontânea e desinteressada, que pode ser sintetizado como a verdadeira essência da existência humana.

Com efeito, Johann Goethe, escritor alemão, disse:

“O verdadeiro amor é aquele que permanece sempre, se a ele damos tudo ou se lhe recusamos tudo.”

De outro lado, assim falou a poetisa inglesa Percy Bysshe Shelley:

“Ao contrário do ouro e do barro, o verdadeiro amor, dividido, não diminui.”

E é a pretexto de estimular inspiração e reflexão a respeito do amor que selecionei para hoje o vídeo “O nosso sentido existencial é amar”, com o mestre Divaldo Franco, espírita, professor e notável palestrante, falando sobre exemplos de amor, sobre a sua força e importância para a vida e para o universo!

O vídeo, publicado no YouTube por Jornal Pioneiro, circulou hoje em grupo virtual do qual participo e tem duração de apenas 2:53. Veja a seguir:  

Publicado em Bom comportamento, Frases célebres, Meditação e Espiritualidade, Vídeos diversos | 4 Comentários

Sobre saúde e longevidade: O QUE ACONTECE QUANDO ENVELHECEMOS?

Trago hoje mais um interessante vídeo com o médico neurologista Fabiano Moulin, publicado recentemente pela Casa do Saber (link abaixo), desta feita falando, com a sua habitual clareza e destacada autoridade, a respeito do processo de envelhecimento, no contexto da saúde e da longevidade.

Com efeito, as pessoas que acompanham minhas atividades e publicações vão perceber, facilmente, que a essência da explanação trazida no vídeo representa significativo reforço para o que tenho dito/escrito sobre essa grande temática.

O doutor Fabiano nos oferece, como resultado da sua experiência e de sucessivas pesquisas mundo afora, em especial no campo da genética, uma série de informações sobre o processo de envelhecimento, sobre saúde, adoecimento e afins. Você vai ficar sabendo, por exemplo, o que são e qual a importância dos telômeros e da telomerase.

Convenhamos, há muito de bom senso sobre saúde e qualidade de vida. No vídeo, o médico argumenta que o equilíbrio para um viver mais e com bem-estar decorre, basicamente, do tripé boa alimentação (dieta), atividade física regular e meditação.

Como registrei no meu livro LONGEVIDADE, saúde é um continuum, é resultado de práticas adequadas acumuladas no tempo (página 57). Em outro momento, afirmo que a saúde é decorrência de um processo continuado de práticas e comandos para o corpo e a mente (página 119).

Ao final do vídeo, com duração de apenas 5:25, você compreenderá melhor o que acontece quando envelhecemos e terá alguns esclarecimentos relevantes sobre a saúde nessa fase da vida.

Confira a seguir: 

 

Publicado em Saúde, Vídeos diversos | 4 Comentários

IMAGINE – Mais uma bela interpretação do grupo vocal TriGO!

Neste primeiro sábado do ano, nada melhor do que invocar a paz. Para tanto, a inspiração musical de hoje vem com o talentoso grupo vocal (brasileiro/carioca) TriGO, que já esteve aqui em 29 de outubro de 2016, interpretando a imortal canção Imagine, composta por John Lennon e Yoko Ono. 

O vídeo está disponível no YouTube. Curtam a seguir:

Publicado em Músicas | 4 Comentários

A maçã traz benefícios para a saúde que você talvez não conheça. Veja este artigo!

Voltando a falar sobre Saúde, o foco hoje é para a MAÇÃ, fruta que está por aí desde antes de Cristo, em especial na Ásia e na Europa, e que, além de apreciada pelo seu sabor e versatilidade na composição das mais diversas comidas, bebidas e sobremesas, tem importante contribuição para a prevenção de doenças.

Felizmente, a maçã foi aprimorada com o tempo e também adaptada em diversos países e continentes do planeta. No Brasil, por exemplo, são produzidas algumas espécies distintas da fruta. 

O artigo abaixo, publicado no site CicloVivo, destaca 10 benefícios da fruta que podem contribuir efetivamente para a sua saúde, ou para o não-adoecimento, com um apanhado de pesquisas as mais diversas. Fica claro, cada vez mais, que comer maçã regularmente é mesmo uma boa!

Confira a seguir:

“Conheça 10 benefícios da maçã

A concentração de fibras e vitaminas B, C e E faz desta fruta uma importante aliada na prevenção de doenças.

Conheça 10 benefícios da maçã Foto: iStock by Getty Images

Um velho ditado diz que comer uma maça, por dia, mantém o médico afastado. A concentração de fibras e vitaminas B, C e E faz desta fruta uma importante aliada na prevenção de doenças. Caso não saiba do poder da maçã, conheça dez benefícios que esta fruta pode trazer.

Diabates: A maçã é rica em pectina, uma fibra que ajuda no controle da glicemia. Recomenda-se o consumo de duas maçãs pequenas diariamente, esta quantidade é suficiente para a dose de pectina necessária.

Colesterol: Pesquisadores da Universidade da Flórida constataram que a fibra pectina também auxilia na redução do mau colesterol ao formar uma fibra na parede intestinal impedindo a absorção do colesterol e de outras gorduras. O estudo foi realizado com 160 mulheres entre 45 e 65 anos de idade.

AVC: Frutas com a polpa branca, como maçã e pera, podem reduzir o risco de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Esta é a conclusão de um estudo feito pela Universidade de Wageningen, na Holanda, em que foram acompanhadas 20.069 pessoas, entre as idades de 20 e 65 anos. A pesquisa levou dez anos para ser desenvolvida. Após este período, os pesquisadores viram que as pessoas que mais comiam alimentos de polpa branca de frutas e legumes tinham 52% menos chances de ter um AVC. Apesar de deixarem claro que é preciso ter mais estudos para confirmar as descobertas, os estudiosos afirmam que o consumo de uma maçã por dia, reduz o risco em cerca de 40%.

Problemas respiratórios: A maçã possui antioxidantes que ajudam a melhorar a capacidade respiratória e ainda protegem os pulmões. Uma pesquisa feita pela Universidade de Nottingham, Inglaterra, mostrou que as pessoas que comem cinco maçãs ou mais por semana têm menos problemas respiratórios, incluindo asma. A maçã também possui uma propriedade adstringente que auxilia a garganta e as cordas vocais.

Doenças estomacais: A maçã possui agentes cicatrizantes que ajudam os que sofrem de problemas como azia, gastrite e úlceras, além de auxiliar no funcionamento intestinal. Esta fruta age de forma benéfica na mucosa do sistema digestivo. Quem tem problemas de má cicatrização, equimoses e sangramento das gengivas também pode melhorar este quadro comendo maçã.

Prevenção de cárie dentária: Esta infecção é causada por causa de bactérias e o sumo das maçãs têm propriedades que podem matar até 80% destes germes. Por isso, alguns dentistas recomendam oferecer maçãs para as crianças que comem muitos doces, pois a fruta ajuda a proteger a superfície dos dentes e gengivas.

Cérebro: Devido às vitaminas do complexo B, a fruta também ajuda na prevenção de todo o sistema nervoso. Isso se dá por ela ser uma ótima fonte de nutrientes, sendo rica em vitamina C e ácido fosfórico.  Desta forma, a maçã ajuda a evitaar doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

Câncer e envelhecimento: Por ser rica em taninos e flavonóides, que são fitonutrientes que agem como antioxidantes, adstringentes e antiinflamatórios, a fruta ajuda na prevenção do envelhecimento precoce. Os flavonoides também auxiliam em doenças cardiovasculares. Além disso, a maçã possui componentes que ajudam na prevenção do câncer de cólon, de próstata e de mama.

Saciedade: As maçãs são muito recomendadas aos que querem começar uma dieta. Isso porque a fruta possui fibras que ajudam a dar a sensação de saciedade. A casca, por exemplo, possui fibras insolúveis que não são digeridas e, por isso, ficam no estômago por mais tempo. Ela também tem o poder de reduzir a vontade de comer doces e chocolates.

Vitaminas: Não é possível falar de todos os benefícios da maçã, que são inúmeros. Mas, em resumo, por ela ter vitaminas B1, B2, B3, a fruta auxilia no controle do crescimento, ajuda a evitar problemas de pele, evita a queda de cabelo e ainda regula o organismo.

Redação CicloVivo “

Fonte: http://ciclovivo.com.br/noticia/conheca_10_beneficios_da_maca/

Publicado em Saúde | 2 Comentários