“O pessimista, antes de tudo, é vagabundo” – Oportuna reflexão sobre pessimismo/otimismo!

Resultado de imagem para um pessimista Imagem: Google – Facebook

Ouvi o filósofo, professor, escritor e palestrante Mário Sérgio Cortella falando outro dia sobre o que é ser um pessimista, em trecho de entrevista concedida para um programa de TV, que destacarei adiante. Gostei da argumentação, sem dúvida forte, mas pertinente e necessária. Refleti um pouco e tracei algumas ideias a esse respeito.

Vejamos, de pronto, o oposto, o lado positivo. Ser otimista, ter esperança e buscar os melhores meios para estar feliz na jornada da vida requer determinação, transpiração (trabalho) e coragem. Com essa mentalidade, a pessoa não fica passiva, na zona de conforto. Já disse aqui, em outras ocasiões, que ser otimista e ter esperança é próprio de quem se põe em ação, de quem busca, de quem dá vida a sonhos e ideias. Fácil concluir que, para defender, ou justificar, a sua visão de otimismo, ele/ela tem que demonstrar coerência, atitude, disposição, participação, ação. E isso não é para quem tem preguiça!

Felizmente, no meu DNA veio a carga do otimismo. Sou movido pelo princípio do querer fazer e melhorar, a mim e aos outros. Nesse diapasão, sempre procurei enxergar algum fator positivo, o outro lado da moeda, tirar aprendizados, mesmo nas piores circunstâncias. Convenhamos, essa é uma lógica que vem de longe e faz parte da sabedoria milenar. Por isso, busco estar todo o tempo com a perspectiva do otimismo e da esperança ativa. 

Com efeito, disse o mestre indiano Osho:

“Quem quiser Crescer se abra. 

É Preciso Coragem para ser Feliz…!” 

Reitero minha convicção de que esse olhar positivo sobre as pessoas, coisas, acontecimentos, circunstâncias etc. é ingrediente necessário para a evolução pessoal, para uma jornada de plenitude e de maior acúmulo de felicidade autêntica. Mais do que intuição e mero bom senso, os princípios da boa espiritualidade, assim como da chamada “lei da atração” e, mais recentemente, os achados da Física Quântica, evidenciam que os nossos pensamento e sentimentos determinam nossas ações e, consequentemente, os resultados que alcançamos, a colheita, o sucesso ou insucesso e, portanto, a nossa “sorte” ou “azar”.

E toda essa preparação é para chegar no oposto, que é o pessimista, aquele que não tem esperança, que está na defensiva, que espera pelo pior, que logo joga a toalha, que enxerga o mundo dando maior foco para o negativo. Trazer essa reflexão é mais do que oportuna, sobretudo diante da enorme quantidade de gente com esse tipo de mentalidade!

É aí que entra o vídeo com Mário Cortella. Vejam o que ele fala do pessimista. Serve de alerta. Tenhamos consciência de que o mundo será melhor pela participação ativa de cada um de nós. E com otimismo ficará ainda melhor!

O vídeo, link a seguir, está disponível no YouTube (duração de apenas 2:28):

Anúncios
Publicado em Frases célebres, Motivação e crescimento humano | 2 Comentários

“Erótica é a Alma” – Um texto genial sobre envelhecimento e jovialidade!!!

Quando falo sobre ‘bela longevidade’, sobre ‘idoso bem-sucedido’, sobre ‘aposentadoria ativa e realizadora’ etc., trago como pano de fundo a condicionante de que a pessoa tenha uma mente positiva e predisposta para brilhar no segundo tempo da vida, nutrida por uma jovialidade perene, pela vontade de realizar sonhos, de viver apaixonadamente, enfim, de ser e fazer doravante o que não conseguiu alcançar no tempo já decorrido, ou seja, no passado.

E nesse contexto está presente o fator idade. Tenho repetido, tanto quanto necessário, que a idade cronológica é para ser vista com a devida limitação, como um registro referencial e sobretudo para conferir direitos legais etc., mas que, por si só, esse marcador não pode ser encarado como fator determinante ou restritivo. Reitero que para viver plenamente, de forma realizadora e feliz, a idade que deve ser levada em conta, para valer, é a idade da mente (ou idade psicológica)!

Aliás, a ciência, como resultado de pesquisas que não param de ser divulgadas, vem demonstrando que, a despeito das inexoráveis marcas do envelhecimento trazidas pelo acumular dos anos de vida, a pessoa pode – e deve – manter sua jovialidade interior, desde que procure viver com alegria, otimismo, aprendendo e evoluindo continuamente, realizando…, em suma, de bem com a vida. 

E o texto Erótica é a Alma, da escritora Fabíola Simões, que reproduzo abaixo, traduz com rara felicidade o significado desse promissor tempo dos maduros, daqueles que, mesmo já classificados como da terceira ou da quarta idade, não se deixam impressionar e abater pelas marcas do tempo decorrido. Ao contrário, podem muuuito, pois cuidam do que é essencial!

De forma inteligente, a autora tomou como mote a instigante expressão “erótica é a alma”, da escritora mineira Adélia Prado, e produziu este belo texto, publicado em seu blog A Soma de Todos os Afetos.

Vale a pena a leitura, para começar bem a semana. Serve, ainda, para esclarecer a respeito da autoria do texto, pondo alguma ordem no emaranhado de distorções autorais que campeia pelos meandros da internet. Confira:

“Erótica é a alma – Fabíola Simões

Adélia Prado certa vez escreveu: “Erótica é a alma”. Além de poética, a frase é redentora, pois alivia o peso da sensualidade a qualquer custo, a busca desenfreada pela juventude perdida, a corrida pelos últimos lançamentos da indústria cosmética.

E nos autoriza a cuidar mais da alma, a viajar pro interior, a descobrir o que nos completa. Pois se os olhos são as janelas da alma, de que adianta levantar pálpebras se descortinam um olhar de súplica?

Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história. Que usa a espontaneidade pra ser sensual, que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos. Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios; erótica é a alma que não esconde seus defeitos, que não se culpa pela passagem do tempo. Erótica é a alma que aceita suas dores, atravessa seu deserto e ama sem pudores.

Porque não adianta sex shop sem sex appeal; bisturi por fora sem plástica por dentro; lifting, botox, laser e preenchimento facial sem cuidado com aquilo que pensa, processa e fala; retoque de raiz sem reforma de pensamento; striptease sem ousadia ou espontaneidade.

Querendo ou não, iremos todos envelhecer_faz parte da vida. As pernas irão pesar, a coluna doer, o colesterol aumentar. A imagem no espelho irá se alterar gradativamente e perderemos estatura, lábios e cabelos. A boa notícia é que a alma pode permanecer com o humor dos dez, o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos_ se você permitir.

O segredo não é reformar por fora. É, acima de tudo, renovar a mobília interior_ tirar o pó, dar brilho, trocar o estofado, abrir as janelas, arejar o ambiente. Porque o tempo, invariavelmente, irá corroer o exterior. E quando ocorrer, o alicerce precisa estar forte pra suportar.

Não tem problema cuidar do corpo. É primordial ter saúde e faz bem dar um agrado à auto estima. O perigo é ficar refém do espelho, obcecado pelo bisturi, viciado em reduzir, esticar, acrescentar, modelar_ até plástica íntima andam fazendo!
Aprenda: Bisturi algum vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio.

Vivemos a era das emergências. De repente tudo tem conserto, tudo se resolve num piscar de olhos, há varinha de condão e tarja preta pra sanar dores do corpo, alma e coração. Como canta Nando Reis, “O mundo está ao contrário e ninguém reparou…”

Desaprendemos a valorizar aquilo que é importante, o que é eterno, o que tem vocação de eternidade.
E de tanto lustrar a carapaça, vivemos a “Síndrome da Maça do Amor”: Brilhantes por fora e podres por dentro.
O tempo tornou-se escasso, acreditamos que “perdemos tempo” quando lemos um livro inteiro, quando passamos horas com nossos filhos, quando oramos ou viajamos com a família. E nos iludimos achando que poderemos “segurar o tempo” cuidando da flacidez, esticando a pele, preenchendo espaços.

Cuide do interior. Erotize a alma. Enriqueça seu tempo com uma nova receita culinária, boas conversas, um curso de canto ou dança. Leia, medite, cultive um jardim. Sinta o sol no rosto e por um instante não se preocupe com o envelhecimento cutâneo. Alongue-se, experimente o prazer que seu corpo ainda pode lhe proporcionar. Não se ressinta das novas dores, da pouca agilidade, dos novos vincos. Descubra enfim que a alegria rejuvenesce mais que o botox.
E não se esqueça: em vez de se concentrar no lustre da maçã, trate de aproveitar o sabor que ela ainda é capaz de proporcionar…

Nota: Este texto tem sido atribuído erroneamente à Adélia Prado. Porém, está registrado na Biblioteca Nacional como obra de Fabíola Simões e é parte integrante do livro “A Soma de todos os Afetos”, de Fabíola Simões “

Fontehttp://www.asomadetodosafetos.com/2013/09/erotica-e-alma.html

Publicado em Motivação e crescimento humano, Saúde | Deixe um comentário

Bráulio Bessa – Genial poema sobre a vida nas redes sociais!

Ainda com as artes neste fim de semana, trago vídeo com apresentação do talentoso Bráulio Bessa, poeta e cordelista cearense, em que declama seu recente poema sobre tecnologia e a vida em tempos de redes sociais.

Vejam o vídeo a seguir, disponível no YouTube, e confiram como ele expressa, em cordel, a forma como as pessoas se comunicam, se relacionam e se curtem pelos ambientes de redes sociais. Um show!

Publicado em Poesia, Vídeos diversos | 5 Comentários

Enya – So I Could Find My Way – Vídeo musical maravilhoso!

Neste espaço musical dos sábados, volto hoje com a excepcional artista irlandesa Enya, cantora, instrumentista e compositora, grande ícone da chamada música new age. A sua sonoridade peculiar, agradável, serena, nos faz transcender, pacificar e, providencialmente, serve para quebrar o agito das músicas carnavalescas que dominaram por aqui até três dias atrás! 

Selecionei vídeo, mostrando rica performance ao vivo, com a cantora interpretando a sua bela canção So I Could Find My Way, que compôs em parceria com Roma Ryan. A canção integra o disco (álbum) “Dark Sky Island”. 

Veja o vídeo a seguir, que foi publicado no YouTube por enyatv, e curta mais um som encantador, ou angelical, que a artista nos oferece!

Publicado em Músicas | Deixe um comentário

“6 dicas de como ler mais e melhor” – Vale conferir!

Sexta-feira, fim de semana chegando, tempo livre para relaxar. Isso lembra algumas atividades fora da rotina normal, como viajar em um bom livro. Quem me acompanha por aqui percebe que sou ativo incentivador da leitura.

O hábito de ler traz tantos benefícios que não preciso ficar repetindo. Funciona, por exemplo, até mesmo como terapia para o equilíbrio emocional. Mão não quero perder a oportunidade de realçar que, por conta da aquisição de conhecimentos e de incremento da capacidade crítica individual proporcionados pela leitura, a pessoa que lê se expande, transcende e fica muito mais habilitada para interagir. E em consequência, acaba ganhando (natural) autoridade e sendo vista mais positivamente pelos outros!

Para reforçar esse tom motivador, reproduzo hoje um artigo muito interessante, publicado no blog LEIA UM LIVRO, com boas dicas que podem ajudar você a ler mais e melhor!

A propósito de uma das dicas trazidas na publicação, me dou conta de que, como estratégia para auto-incentivo à leitura, tenho sempre comigo algum livro. Não me vejo em um avião, em uma sala de espera para atendimento… sem estar munido do meu objeto de leitura.

Bem, recomendo que você confira o artigo – a seguir:

“6 dicas de como ler mais e melhor

Como ler mais livros?

Compartilhamos com vocês dicas que podem ajudar a aumentar a quantidade – e qualidade – de leitura no seu dia-a-dia!

aplicando essas dicas consegui multiplicar por 4 o número de livros que leio todo mês, melhorando a capacidade de absorver os ensinamentos.” – Daniel Mostacada

como ler mais e melhor

Os livros são abelhas que levam o pólen de uma inteligência a outra.” James Lowell

Por que ler mais livros e como ler mais?

hábito da leitura está diretamente relacionado a diversos benefícios, como sucesso profissional, financeiro, aumento de inteligência.

Além de ser uma ótima forma de adquirir conhecimento, também serve como um ótimo hábito de lazer.

Pesquisa do Instituto Pró-livro indica que os leitores brasileiros são apenas 56% da população. Nos Estados Unidos 72% das pessoas leram pelo menos um livro em 2015.

Confira a seguir nossas 6 dicas de como ler mais e melhor!

Conheça também: os livros que inspiraram os filmes indicados ao Oscar 2018


1- Crie uma rotina e reserve tempo para ler

Separe sempre um tempo diário para leitura.

Não tem tempo disponível? E se deixar de navegar pelas redes sociais antes de dormir por, inicialmente, 10-15 minutos?

Ler pouco é melhor do que não ler nada… separe pelo menos 15 minutos para ler mais. Ou seja, ao invés de uma meta de ler um capítulo por dia, planeje ler 15 minutos.

Aos poucos, com o passar do tempo, vá aumentando o tempo de leitura e  perceberá como ler mais e mais.

Para criar rotina é importante eliminar as distrações!

Com o tempo a atividade vai se tornando um hábito prazeroso. E, com ensina O Poder do Hábito, é possível construimos novos costumes.


2- Leia mais de um livro por vez. Varie!

É claro que darei computadores aos meus filhos, mas antes terão livros. ” Bill Gates

Acabe com a regra de que “Só começo um novo livro quando terminar o atual”.

Na escola, faculdade e nos programas de TV não temos a capacidade de intercalar diversos assuntos? Por que com livros precisa ser diferente?

O esforço provoca cansaço mental e leva, invariavelmente, à desistência. Alguns livros levam tempo para ser digeridos.

Uma forma de descansar sem abandonar a leitura (e para ler mais) é intercalar.

Alterne livros de ficção e não ficção. Assim, quando estiver cansado de ler um livro não corre o risco de postergar a leitura e substituir por Netflix (nada contra, mas podemos mesclar atividades de lazer, não é mesmo?).

Como ler mais? Varie! Varie para não enjoar, para não procrastinar e para não substituir a leitura pelo celular.


3- Se não tiver gostando, não termine!

Esta dica é realmente desafiadora!

Ma vamos lá: existem milhões, bilhões, talvez zilhões de livros disponíveis!

Não se prenda em um livro que não está gostando…

Não está feliz com o livro? Abandone, passe para o próximo!

No entanto, antes de abandonar, tente ler pelo menos os dois/três primeiros capítulos! As vezes a leitura vai se tornando quando conhece melhor os personagens e o ponto de vista do autor.


4- Carregue sempre um livro com você

como ler mais e melhor

Como ler mais na correria do dia-a-dia?

Tenha sempre um livro ao seu alcance!

Para um leitor prevenido, qualquer momento de espera pode se transformar em um momento de leitura. Quem prefere um livro de papel pode reservar um espaço na bolsa ou mochila. Quem é adapto a tecnologia pode ter algumas opções de livros no celular, iPad ou Kindle.


5- Crie sua lista de leitura para ler mais

Como ler mais?
Procure dicas de livros e anote! Assim você se sente estimulado a ler mais.

Pode começar com os livros mais vendidos, uma obra de filosofia do Cortella, como Por que fazemos o que fazemos?,  ou por assuntos específicos de seu interesse.

Crie metas. Que tal começar com um livro por mês? Anote suas metas e acompanhe.

Mantenha uma lista de livros pendentes de leitura, assim não perde tempo quando um uma obra terminar e já parte para o próximo!

Acompanhe o Leia um Livro para dicas de obras que podem engordar sua lista de leitura!


6- Compartilhe suas experiências

livro a sorte segue a coragem

E por final, compartilhe!

A mente humana é limitada. Escrever e conversar com amigos sobre os livros que lemos é uma forma de ajudar a absorver melhor o conteúdo. 

A escrita serve não somente para nos lembrar do que lemos, mas também para nos ajudar a entender melhor o conteúdo dos livros.

O livro ensina alguma técnica específica?
Coloque em prática e compartilhe a experiência! Veja aqui como colocamos em prática as lições do livro Inteligência Visual!

Apesar da leitura ser um hábito solitário, compartilhar suas experiências com outros leitores e amigos é um prazer. Assim você transforma a leitura em um passatempo coletivo.

Converse com amigos, escreva comentários em pots de blogs sobre os livros que leu, compartilhe!


Dica extra de como ler mais!

Está difícil mudar seus hábitos para ler mais, conheça o livro O Poder do Hábito e veja o guia para mudança de hábitos em quatro etapas.

Fotos sem identificação: Creative Commons CC0, livremente editadas pelo blog.

Fonte: https://leiaumlivro.com/como-ler-mais-e-melhor/

Publicado em Livros e leitura | 2 Comentários

Segurança online: Veja estas dicas para evitar problemas com seus dados e equipamentos!

Resultado de imagem para segurança na internet  Crédito de imagem: E-Commerce News 

A invasão de dados, os furtos, prejuízos de toda a ordem para o cidadão, além de outros tipos de transtornos diversos, que incluem até chantagens com pedidos de “resgate”, vêm se avolumando, na proporção em que aumenta o uso da Internet pela população.

Portanto, a ordem é ficar cada vez mais esperto. Existem cuidados, muitos deles até simples, que precisam ser tomados no dia a dia para evitar fragilidades que possam afetar os nossos equipamentos e, pior ainda, os nossos dados: conteúdos específicos, informações em geral, imagens etc.

A esse propósito, reproduzo hoje 7 dicas de segurança que julgo importantes, trazidas em matéria publicada no site IDGNOW!, postada no dia 6 passado. Confira a seguir:

“7 regrinhas de segurança online que devemos praticar sempre

A segurança online não deve ser baseada em apenas um dia, mas sim, no ano todo

Os usuários, principalmente os brasileiros, já perceberam que 2018 começou com diferentes tipos de ataques de phishing e com um número bastante considerável de vítimas que acreditaram nesses golpes. E, hoje, no Dia da Internet Segura, vale lembrar que a segurança online não deve ser baseada em apenas um dia, mas sim, no ano todo. Para se ter uma ideia, segundo levantamento da Kaspersky Lab realizado em 2017, mais de 30% dos brasileiros sofreram ataques online no ano passado.

A Internet pode expor os usuários para diferentes perigos que muitas vezes não imaginam. “É com base no clique no link malicioso que os cibercriminosos conseguem trazer problemas ao usuário, que vão desde ao roubo de senhas de redes sociais até prejuízos financeiros, devido ao furto de dados de acesso à internet banking”, diz Thiago Marques, analista de segurança da Kaspersky Lab.

Não há dúvidas que a Internet tornou-se uma ferramenta fundamental e útil no nosso dia a dia. Ela é utilizada para trabalhar, educar e até mesmo para entreter. No entanto, devido ao nosso uso constante, muitos de nós tendem a diminuir nossa guarda e cometer erros de segurança que podem custar a nossa reputação, privacidade, dinheiro e até danos físicos.

Pensando nisso, a Kaspersky Lab listou 7 principais regras de segurança na Internet que ajudarão a evitar problemas online (e no mundo real):

1. Tenha cuidado com o que você publica nas redes sociais
Qualquer comentário ou foto que você postar na Internet pode permanecer lá para sempre, uma vez que a exclusão do original (por exemplo, do Twitter) não elimina as cópias feitas por outras pessoas. “Não há como “retirar” uma afirmação que você não gostaria de ter feito, e muito menos desconvidar alguém de uma festa”, afirma Marques. “Aqui, a regra a seguir é simples: não publique nada que você ache que sua mãe ou um chefe não gostariam de ler.”

2. Ative as configurações de privacidade
As pessoas que comercializam produtos gostam de saber tudo sobre você, mas os cibercriminosos também. Ambos podem obter muitos dados de seus hábitos de navegação e uso de redes sociais. No entanto, você pode assumir o controle de sua informação. Tanto os navegadores de Internet quanto os sistemas operacionais móveis oferecem configurações que permitem proteger sua privacidade online. Os principais sites, como o Facebook, também oferecem ajustes para aumentar a privacidade. De acordo com Marques, às vezes, esses ajustes são (deliberadamente) difíceis de encontrar porque as empresas desejam ter acesso às suas informações pessoais por um valor comercial. O especialista recomenda ativar essas proteções de segurança e mantê-las ativas.

3. Navegue de forma segura
Você não caminharia voluntariamente por meio de uma área perigosa, então aplique os mesmos critérios e não visite sites perigosos online. “Os cibercriminosos usam conteúdo mórbido como um gancho. Eles sabem que às vezes as pessoas são tentadas por conteúdos questionáveis e podem deixar a guarda quando a procuram. No submundo da Internet, existem muitas armadilhas difíceis de identificar, nas quais um clique descuidado pode expor dados pessoais ou infectar seu dispositivo com malware “, diz Marques.

4. Verifique se a sua conexão com a Internet é segura
Quando você se conecta a um site público utilizando uma rede Wi-Fi pública, você não possui controle direto sobre sua segurança. Os especialistas corporativos em cibersegurança estão preocupados com os “pontos finais”, ou seja, os terminais por meio dos quais uma rede privada se conecta com o mundo exterior. O seu ponto de extremidade vulnerável é a sua conexão local com a Internet. Use uma rede privada virtual (VPN) quando tiver duvidas sobre a segurança da rede WiFi. Esta ferramenta impede a intercepção de informações, pois criptografa todos os dados enviados e recebidos na rede.

5. Tenha cuidado com o que você baixar
Um dos objetivos prioritários dos cibercriminosos é enganá-lo para realizar o download de arquivos maliciosos, ou seja, programas ou aplicativos que contêm malware ou tentam roubar informações. “Este malware pode ser disfarçado como um aplicativo, seja na forma de um jogo popular ou aplicativo que relata tráfego ou clima”, alerta Marques. Como regra geral, não baixe aplicativos que parecem suspeitos para você ou provenientes de um site em que você não confia.

6. Crie senhas fortes
As senhas são uma das vulnerabilidades mais importantes de toda a estrutura de segurança da Internet, mas, no momento, não há como substituir este método de identificação. O problema é que as pessoas tendem a escolher senhas fáceis de lembrar (como “senha” e “123456”), que os cibercriminosos podem adivinhar sem muito esforço. Selecione senhas seguras que são difíceis de descobrir pelos cibercriminosos. O software de gerenciamento de senha pode ajudá-lo a gerenciar várias senhas para que você não as esqueça. “Para que uma senha seja segura, ela deve ser única e complexa; em particular, deve ter pelo menos 15 caracteres de comprimento e combinar letras, números e caracteres especiais”, recomenda Marques.

7. Mantenha seu programa antimalware atualizado
Um software de segurança robusto oferece proteção contra todas as ameaças, como a detecção e remoção de malware do seu PC, Mac e dispositivos móveis, desde que esteja atualizado. Tente atualizar o sistema operacional e os aplicativos que você usa regularmente, pois constituem uma camada vital de segurança.

“Vale reforçar que as dicas acima valem para todos os usuários, independentemente do dispositivo que estejam utilizando, seja dentro das empresas ou em casa − principalmente pelo fato de que os roubos de dados de clientes e o hacking de contas corporativas nas mídias sociais têm se tornado cada vez mais comuns”, alerta Marques.

Fonte: http://idgnow.com.br/internet/2018/02/06/7-regrinhas-de-seguranca-online-que-devemos-praticar-sempre/

Publicado em Educação, Sem categoria | 2 Comentários

Etiqueta no WhatsApp: Dicas da professora Dad Squarisi

De volta com o tema Língua Portuguesa, reproduzo rico conjunto de dicas muito interessantes, pelo conteúdo e pela utilidade nestes tempos de comunicação rápida, que requer clareza e precisão, sobretudo em ambiente de WhatsApp, apresentado pela excelente professora Dad Squarisi, que vi postado no blog ZÉDucando.

Vale a pena ler e compartilhar estas sugestões de regras de etiqueta. Com isso, a comunicação será cada vez mais objetiva e menos onerosa para todos. Confira a seguir:

Imagem relacionada Imagem: themrphone.com

“I – Etiqueta no WhatsApp: mensagem de voz

Vamos combinar? Mensagem de voz é fácil pra quem fala. Mas complicada pra quem escuta. Não dá para ouvir o recado e anotar pormenores ao mesmo tempo. Portanto, seja gentil. Só recorra à expressão oral em caso de emergência. Siga, então, estas diquinhas:

1. Escolha um lugar silencioso

2. Fale devagar e pronuncie bem as palavras

3. Dispense cumprimentos

4. Vá direto ao assunto

5. Seja objetivo

6. Respeite o tempo e a paciência do receptor: seja breve.

É isso.


II – Etiqueta do WhatsApp

Nove em cada 10 brasileiros usam o Whats App. Dar uma olhadinha na tela do celular tornou-se mais que obrigação. Virou vício. O aplicativo pra lá de acessível deixou o telefone pra trás. Antes, ligar pra alguém era tão natural quanto andar pra frente. Hoje o fazemos com cerimônia. Há quem peça autorização prévia. Quem diria!

A popularização do zap acarretou consequências. Perda de limites foi uma delas. A questão: sem regras ou freios, pode-se deitar e rolar no envio de mensagens, vídeos e fotos? A resposta é não. Nossa liberdade acaba no receptor. Muitos usam o WhatsApp para fins profissionais. Muitos participam de vários grupos. Muitos não têm tempo pra ler tudo. E daí? Deixe o bom senso falar. Siga as cinco dicas apresentadas a seguir. O prêmio: ser lido.

Não abuse
Excessos são proibidos. Não entupa a memória do celular dos outros com borbotões de mensagens, vídeos e fotos. Seja comedido.

Selecione
Olho na oportunidade. Escolha. Não mande qualquer coisa, sem considerar o interesse do receptor.

Seja breve
Vamos combinar? Você não lê textos enormes, que ocupam telas e telas do celular. Ninguém lê. Mensagens curtas e personalizadas são pra lá de bem-vindas.

Respeite o grupo
Correntes que prometem mundos e fundos dão canseira. Bate-papos particulares também. Poupe o grupo. Se você conhece alguém interessado no assunto, mande-lhe um zap particular. Todos agradecem.

Siga as regras de ouro
Ao escrever, lembre-se: 24 horas é pouco pra quem tem o mundo na palma da mão e precisa dar conta da correria do dia a dia. Que tal dar-lhe a chance de ler o recado que você considera importante? Siga as duas regras de ouro. Uma: menor é melhor. A outra: menos é mais.

Menor é melhor
Como dizer tudo com economia de espaço? A língua é generosa. Oferece os recursos de que precisamos. Basta conhecê-los, deixar a preguiça pra lá e mãos à obra. É simples como tirar a chupeta do bebê.

Use palavras curtas
Só ou somente? Só
Colocar ou pôr? Pôr.
Obviamente ou é claro? É claro.
Morosidade ou lentidão? Lentidão.
Matrimônio ou casamento? Casamento.
Féretro ou caixão? Caixão.
Óbito ou morte? Morte.
Falecer ou morrer? Morrer.
Ósculo ou beijo? Beijo.
Causídico ou advogado? Advogado.
Esposo e esposa ou marido e mulher? Marido e mulher.
Genitor e genitora ou pai e mãe? Pai e mãe.
Data natalícia ou aniversário? Aniversário.

Viu? Palavras longas e pomposas funcionam como cortina de fumaça entre quem escreve e quem lê. Poupar sílabas, ser simples e apostar na naturalidade é a melhor receita.

Recorra às siglas
Siglas são pra lá de bem-vindas. Com poucas letras, reduzem nomes enormes. Oba! Elas poupam sílabas e abrem espaço pra mais informação:

CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola
Fiesp – Federação das Indústrias do estado de São Paulo
MEC – Ministério da Educação
BB – Banco do Brasil
ONU – Organização das Nações Unidas
OEA – Organização dos Estados Americanos
PM – Polícia Militar
UTI – unidade de terapia intensiva

Apele para as abreviaturas
Abreviatura tem família. Pertence ao clã dos breves. As rapidinhas fazem bonito no mundo apressado em que vivemos: dizem o que precisam dizer com economia de tempo, espaço e paciência do leitor:
sr., srª — senhor, senhora
prof., profª  – professor, professora
dr., drª – doutor, doutora
ap. – apartamento
p. ou pág. – página
séc. – século

Ora veja! A web é permissiva. Aceita abreviaturas não autorizadas pela gramática. Mas, se todos as entendem, nas mensagens eletrônicas ganham banda de música e tapete vermelho:
vc – você
tb – também
q – que
qq – qualquer

Troque códigos
Vale tudo na guerra contra o desperdício. A tela do celular é  pequena demais para comportar a mensagem. Às vezes, vale a pena usar códigos diferentes para dar o recado:
= — igual
+ — mais
$ — dinheiro
% — percentagem
§ – parágrafo

Peça ajuda aos sinais de pontuação
? – O quê? Não entendi.
! – Nossa! Estou admirado.

Opte pela voz ativa
A voz ativa tem três vantagens. Uma: é mais curta. Outra: dispensa o verbo ser (uma praga). A última: soa mais direta, vigorosa e concisa que a passiva. Compare:
Voz ativa: O estudante escreveu a redação.
Voz passiva: A redação foi escrita pelo estudante.

Menos é mais
Ser conciso é dizer o que tem de ser dito com o mínimo de palavras. Não significa privar o leitor de informação. Mas dar a informação no tamanho certo. Sem mais nem menos. Como?

Corte palavras desnecessárias
Artigo indefinido: O diretor deu (uma) entrevista ao jornal.
Pronome possessivo: No (seu) discurso, o acadêmico disse verdades.
Vocábulos e expressões. Decisão tomada no âmbito da diretoria? É decisão da diretoria. Trabalho de natureza temporária? É trabalho temporário. Lei de alcance federal? É lei federal. Casos de ocorrência? É ocorrência. Curso em nível de pós-graduação? É pós-graduação. Ou pós.

Troque seis por meia dúzia
1. Dispense, nas datas, os substantivos dia, mês e ano: em 7 de julho (não: no dia 7 de julho), em maio (não: no mês de maio), em 2018 (não: no ano de 2018).
2. Substitua a oração adjetiva pelo adjetivo: material de guerra (material bélico), pessoa sem discrição (pessoa indiscreta), criança sem educação (criança mal-educada).
3. Troque a oração adjetiva pelo nome: homem que planta café (cafeicultor), criança que não sabe ler nem escrever (criança analfabeta), pessoa que não come carne (vegetariana).
4. Reduza o tamanho das frases: Vai qualificar-se melhor fazendo um curso de pós-graduação. (Vai qualificar-se melhor. Fará pós.)
5. Use verbo em vez de expressão: Fazer uma viagem (viajar). Pôr as ideias em ordem (ordenar as ideias). Pôr moedas em circulação (emitir moedas).

Moral da história
Nas mensagens do WhatsApp, você não precisa inventar nada. Mais flexível que cintura de político, a língua tem mais de 500 mil palavras e múltiplos jeitinhos de dizer para satisfazer as urgências. Respeitar as regras de ouro tem reflexo plural. Além de escrever mensagens mais sedutoras, você melhora os demais textos. Vá em frente. Vale a pena.

(Dad Squarisi)

Publicado no blog ZÉducandohttps://joserosafilho.wordpress.com/2018/02/14/etiqueta-no-whatsapp-professora-dad-squarisi/#comment-10605

Publicado em Bom comportamento, Educação, Língua portuguesa | 2 Comentários

Veja este argumento: “A ignorância é a mãe de todas as doenças” (vídeo)

“A ignorância é a mãe da infelicidade, do fracasso e do desalento!”

Tomei conhecimento do vídeo “A Maior Doença da Humanidade”, dias atrás, e gostei bastante. Ele traz um bom e inteligente apanhado de fatores que levam as pessoas a se dar bem ou mal na vida, enfatizando a famosa sequência poderosa, que está no livre-arbítrio de cada um: palavra, pensamento, sentimento, comportamento e resultado!

Como tenho dito aqui em diversas postagens, tudo é questão de mentalidade e de atitude!

No referido vídeo, o professor Ivan Maia procura despertar para a inexorabilidade da “lei” da causa e efeito, pois o estilo de vida e os resultados alcançados são consequência da ação ou inação de cada indivíduo. Portanto, você não pode perder de vista que tem o poder, em grande medida, de fazer o seu destino. Ter isso em mente é essencial! 

Tendo presente duas visões: viver na ignorância ou aproveitar a “árvore dos desejos”, o vídeo traz reflexões e dicas impactantes para o equilíbrio, o sucesso, a felicidade…

Veja a seguir (vídeo disponível no YouTube – duração de 4:29): 

Publicado em Bom comportamento, Motivação e crescimento humano, Vídeos diversos | Deixe um comentário

Jovem com Down cria empresa, leva alegria e fica milionário. Veja esta notícia!

É comum ficarmos alegres quando percebemos que alguma pessoa alcançou sucesso como resultado do seu esforço, da sua coragem e capacidade criativa/empreendedora.

Motivo de maior felicidade é constatarmos que o sucesso pela inovação e empreendedorismo acontece com um jovem, com Síndrome de Down, que abriu um negócio criativo, destinado à venda de meias coloridas e que levam alegria para os compradores, cuja atividade empresarial emprega diretamente pessoas deficientes e, ainda, contribui com doações para causas voltadas para pessoas com deficiências, como as Olimpíadas Especiais.

Conheça, assim, este caso concreto de sucesso, muito bacana, obtido pelo jovem norte-americano, de 21 anos, chamado John Lee Cronin, que foi publicado no site Só Notícia Boa. Sem dúvida, uma notícia curiosa, motivadora, e que proporciona contentamento ao leitor. 

Confira a matéria abaixo:

“Down milionário! Ele vende meias que espalham felicidade

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Um jovem com Síndrome de Down criou uma empresa de um milhão de dólares! A missão dela é espalhar felicidade com meias.

A grande sacada é de John, um rapaz de 21 anos que sempre gostou das meias diferentes, personalizadas, alegres, com motivos de humor.

Depois do ensino médio, ele começou o negócio exemplar com seu pai e decidiu transformar seu amor pelas meias em trabalho.

São meias divertidas e temáticas com mensagens engraçadas e de incentivo.

“Nós buscamos aquelas meias que vão fazer a diferença. Que vão fazer você sorrir ou rir, tocar seu coração, ou levar entusiasmo à sua vida”, informa o site.

Retorno financeiro

Em pouco mais de um ano, a John’s Crazy Socks enviou mais de 42.000 pedidos, o que gerou uma receita de US $ 2 milhões, cerca 6 milhões de reais.

Hoje, eles oferecem 1.500 diferentes tipos de meias.

Mark acredita que a empresa tem feito sucesso porque se concentra em três princípios:

1. Levar esperança e inspiração
2. Retribuir (veja abaixo)
3. Excelente serviço ao cliente

Funcionários especiais

“Nós contratamos pessoas com deficiência. E isso mostra que essas pessoas são capazes se você lhes der uma chance”, disse Mark.

A John’s Crazy Socks também doa 5 por cento de seus lucros para as Olimpíadas Especiais.

O próprio John é um atleta das Olimpíadas Especiais.

Amor na entrega

A empresa tem cuidado com cada encomenda que envia de forma especial e com amor.

“Cada pacote recebe uma nota da minha gratidão”, disse John.

“Nós tratamos as pessoas da maneira que queremos ser tratados. Isso significa prestar atenção, tratar as pessoas com respeito e dignidade, ser transparente e honesto.  Quanto melhor te tratarmos, melhor atendemos você, mais bem sucedido será o nosso negócio “.

Uma lição para qualquer tipo de empresário!

John e o pai Mark

John e o pai Mark

john_meias4

john_meias3

Com informações do Sunnyskyz  

Publicado em – http://www.sonoticiaboa.com.br/2018/02/12/down-milionario-vende-meias-que-espalham-felicidade/

Publicado em Ações sociais e humanitárias, Liderança, Motivação e crescimento humano | 2 Comentários

Inspiração musical – Jota Quest em versão acústica para o sucesso Dias Melhores!

A inspiração musical, para este fim de semana carnavalesco, vem com belo vídeo da banda Jota Quest, de origem mineira e estilo pop rock, e a canção Dias Melhores, em apresentação acústica que valorizou ainda mais esse antigo sucesso do grupo.

A canção foi composta por Rogério Flausino, líder da banda, cuja mensagem causa impacto, apesar da letra curta (poucos versos)!

O vídeo está disponível no Youtube. Confiram:

Publicado em Músicas | 6 Comentários