LONGEVIDADE: veja como o público 60+ vem ocupando espaços, curtindo a vida e revolucionando !!!

Volto hoje com um dos temas mais palpitantes, a LONGEVIDADE, mais precisamente com o intuito de despertar o leitor para o mercado de trabalho, de consumo e de viver, ou seja, dando ênfase para aspectos econômicos e sociais envolvendo o público a partir de 60 anos, sua capacidade de trabalho, seu espírito empreendedor e sua disposição para aproveitar a vida, pois esse é o seu tempo de maior liberdade, conforme tenho acentuado por aqui.

Essa faixa etária da população, que não para de crescer mundo afora, como sabemos, vai seguir revolucionando as economias, os hábitos de consumo, de lazer, o exercício de atividades e até mesmo as relações de trabalho. É, portanto, uma realidade que vai se evidenciado cada vez mais. Como consequência disso, novas denominações vão sendo criadas para retratar a (boa) revolução em curso, como “a economia prateada”, “o mercado dos maturis” etc.

Nesse contexto, li hoje, em recente publicação da Fortes (forbes.com.br), que os brasileiros com mais de 50 anos já ultrapassam a marca de 50 milhões.

Por outro lado, segundo o site tsunami60mais.com.br, “Hoje temos mais avós do que netos: a população com mais de 60 anos, pela primeira vez, passa a de até 5 anos. Em 2030 teremos mais idosos do que pessoas com até 14 anos.”

Diante de tal constatação, cabe notar que esse público tem expressão e grande representatividade cada vez maiores, por exemplo, num processo eleitoral. Convém nos darmos conta disso!

O que precisa ser enfatizado, em relação à faixa populacional dos maduros, não é o olhar para o passado. Os novos tempos, pelas múltiplas perspectivas que se abrem, indicam que o foco deve estar no presente e, acima de tudo, no futuro. Essa é a chave mental que precisa ser virada, é o mindset a ser cultivado nessa onda da longevidade crescente!

Para fortalecer esse tipo de mentalidade e trazer uma visão realmente positiva sobre o tema, veja o vídeo TSUNAMI60+, uma produção muito legal, alegre, motivadora, um vídeo gostoso de assistir, retratando muito bem essa realidade que vem sendo descortinada pelos idosos de hoje.

O vídeo, bastante atual, foi publicado no YouTube por Layla Vallias, com duração de 5:04.

Confira a seguir:

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, O ser humano no contexto das organizações, Psicologia e comportamento, Saúde, Vídeos diversos. Bookmark o link permanente.

4 respostas para LONGEVIDADE: veja como o público 60+ vem ocupando espaços, curtindo a vida e revolucionando !!!

  1. claudio vieira disse:

    Boa tarde !
    de fato as coincidencias precisam ser explicadas. Ontem à tarde , vi uma duas palestras do TED TALKS, sobre a longevidade. Uma delas explicitando que nem sempre é possivel viver até ou mais que 100 anos, excetuando algumas camadas da população ( ilhas Okinawa, Sardenha, alguns trechos dos Estados Unidos ,) ,porém podemos viver ,e bem , até pelo menos 85 anos,com saúde e bem estar. Fiquei bem impressionado com isto , a ponto de comentar com uma colega de trabalho ( espirita , como voce ) sobre este tema.
    agora ,recebo este post , se bem que já batido ( acho que foi produzido pelo Bradesco , no ano passado ,por conta exatamente do mercado prateado , de olho em nossas poupanças e investimentos ) .
    -mas o que conta de verdade é a realidade que se nos apresenta . As coisas boas : um atendimento medico razoavel, remedios à disposição , algumas prioridades da idade , uma visibilidade minima ( para os que tem alguma renda, claro !) . Coisas não tão boas : ausencia de oportunidades reais de emprego ( ensacador de supermercado não vale , homem placa também não !) , diminuição da renda , seja do pouco investimento realizado, seja da completa falta de reajuste das aposentadorias, e por aí vai.
    -lógico que podemos ,e devemos manter um estado de animo para cima , procurar coisas novas, esquecer um pouco ( mas não tudo ) ,de coisas já vividas. Até porque não sabemos nada do que vem pela frente , nem quando a ” mão gelada ” vai nos acariciar .
    -sinto-me honrado pelos posts , principalmente sobre este ótimo tema : longevidade . Vita brevis, ars longa

    • JCDattoli disse:

      Valeu, Cláudio pelo comentário. Certamente que viver não é fácil, principalmente para quem tem juízo e para quem já chegou conta idade mais avançada. Poetas e filósofos já falaram muito sobre a arte de viver, ou melhor do bem viver, pra o que leva mais vantagem quem, desde cedo, tem consciência sobre isso. Mas o que todos concordamos é que precisamos enxergar algo além com esperança, até para não darmos sopa para o azar e não sucumbirmos graciosa e antecipadamente. As condições de hoje, a nosso favor, são crescentemente melhores, na minha visão. Feito o balanço de realidade, contexto, cenários etc., sou bastante otimista. Além do mais, aqueles que buscam o desenvolvimento intelectual constante (ativação permanente da mente) e cuidam da saúde física já vão com mais vantagem para os tempos da maturidade. Portanto, amigo, vamos nessa!!!
      Abraço!

  2. Jose Paes Landim disse:

    Há dois fatores, na minha opinião, a se considerar sobre a longevidade: um, ligado às pessoas que dispõem das condições ideais, para que possam desfrutar de uma excelente qualidade de.vida, psicológica, filosófica e.financeiramente falando-se; outro, para quem não dispõem de tais condições. Para os que se enquadram no primeiro caso, está provado que podem chegar aos cem anos ou até.um.poco mais na plenitude de suas faculdades mentais. Temos nas atividades, como é sabido, um dos pontos para.se alcançar esse desiderato, desde que tais atividades sejam exercidas prazerosamente, como maravilhosa terapia. Do contrário, tudo se anula. Forte abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s