Dicas e princípios de Marie Kondo para uma vida mais organizada e feliz!

Falando de viver bem, a partir do ambiente físico que nos ronda, trago hoje uma importante reflexão, talvez uma filosofia de vida, com base em alguns princípios fáceis e lógicos de organização, com tom minimalista (menos consumismo), de acordo com a especialista japonesa Marie Kondo

Viver de maneira organizada, racional e descomplicada é um facilitador. A meu ver isso faz todo sentido. Aliás, o olhar para a importância de se manter a organização dos ambientes de trabalho, preconizada pelos japoneses há bastante tempo, veio com muita força para o Brasil no início dos anos 1980, no método denominado “5S”, que integrava o movimento do Programa de Controle da Qualidade Total, do inglês TQC.

Portanto, creio que essas dicas de Marie Kondo poderão ser úteis para muita gente, quem sabe para você, em especial, até porque o método promete contribuir para a qualidade de vida de uma forma mais ampliada, incluindo o trabalho/a carreira e os relacionamentos em geral.

Confira a interessante matéria, publicada no site EL PAÍS.Brasil, que reproduzo a seguir:

“Marie Kondo também quer colocar seu trabalho em ordem

Guru da organização mais famosa do mundo em breve estreará um reality show na Netflix.

Ela propõe que apliquemos seu método KonMari também na vida profissional

Marie KondoMarie Kondo vai além da nossa casa e também nos ensina a manter nosso trabalho em ordem.

Para milhões de pessoas, Marie Kondo tornou-se a grande profeta do século XXI por nos ensinar a fazer algo que, em teoria, todos deveríamos saber sem precisar de instruções: manter nossa casa em ordem. Essa especialista japonesa em organização pessoal garante não só possuir a fórmula para alcançar o objetivo, como também promete que, se aplicarmos seu método, o chamado KonMari, seremos muito mais felizes e frearemos nossos desejos consumistas. O minimalismo nos libertará.

Atualmente, Marie Kondo está gravando os oito episódios que farão parte da primeira temporada de seu reality show. No estilo de Dog Whisperer, a especialista adestrará, na disciplina da ordem, os moradores de vários lares que estão transbordando na área de Los Angeles, segundo o anúncio que a própria Kondo fez no Instagram.

Seu método é baseado em uma única pergunta: “Isso me faz feliz”? Se a resposta for afirmativa, manteremos esse objeto em nossa vida. Caso contrário, teremos que doá-lo ou jogá-lo fora. Se uma estratégia simples e eficaz redefine nossa maneira de nos relacionarmos com o material, é possível aplicá-la a outros tipos de desorganização não material, como a carreira profissional ou relacionamentos? Como a própria empresária escreve em uma coluna para o The New York Times, a resposta é sim. Simplesmente é preciso saber como.

Tokimeku. O conceito central de todo o trabalho da guru é uma palavra japonesa que significa “aquilo que traz alegria”. “Compreender e aceitar o Tokimeku em meio a um mundo confuso e desorganizado nos permitirá esclarecer nossos ideais e nos ajudar a ganhar confiança em nossa capacidade de levar uma vida produtiva e desenvolver um senso de responsabilidade em relação aos que nos rodeiam”, escreve em seu artigo para o jornal nova-iorquino.

Constância no método. Caso aplique o método KonMari para organizar sua casa, continua, “com o tempo sua capacidade de identificar o que vale a pena manter se estenderá para outras áreas. Avaliar constantemente se os pertences de sua vida despertam alegria permite que você aperfeiçoe seu julgamento”.

Sem remendos. “Só há uma maneira de escapar da espiral negativa da desorganização: organizar de forma eficiente tudo de uma vez, o mais rápido possível, para criar um ambiente perfeito e livre de desordem”, explica no livro A Mágica da Arrumação. Essa recomendação também é válida para trabalho ou relacionamentos. Trata-se, mais uma vez, de não procrastinar.

Visualizações. Também no livro, Kondo sugere: “Comece identificando seu objetivo. Reserve um tempo para pensar sobre isso com cuidado. Tal coisa implica visualizar seu estilo de vida ideal”. Embora em seu livro se refira à limpeza do lar, as palavras são extrapoláveis porque, segundo a guru, a organização é um diálogo que uma pessoa tem consigo mesma, e o significado de “aquilo que traz alegria” depende de cada um.

Tudo à vista. “Antes de começar a decidir o que te faz feliz, primeiro é preciso conhecer verdadeiramente os problemas que enfrenta”, afirma a autora. O primeiro passo do método de limpeza KonMari é colocar, em um só lugar e à vista, tudo o que queremos organizar, sejam todas nossas roupas ou todas nossas obrigações. Escrever uma lista de tudo o que temos que fazer em nosso trabalho é uma excelente ideia para ter uma visão global. Segundo Kondo, todos seus clientes se surpreendem com a quantidade de objetos que possuem. Ela atribui isso ao fato de que escondemos a desordem nos armários, assim como escondemos nossas emoções. “Todas as vezes que minha mente fica confusa e me sinto sobrecarregada, imediatamente pego um caderno. Escrevo todas as emoções que sinto e as possíveis razões por trás delas em uma página em branco”, diz no The New York Times.

Soluções concretas. Uma vez que tenhamos identificado os problemas, continua, temos que anotar soluções específicas. “Para cada problema, atribua uma ação específica concreta, como “entrar em contato e consultar um profissional” ou “responder imediatamente com um e-mail”. Essas ações devem ser as mais claras e específicas possíveis. De fato, o objetivo final da organização é resolver o estado de desordem e impedir sua repetição”, afirma. Quando terminarmos esta lista, apenas será preciso “executar serenamente essas tarefas”. Kondo tem uma lista de assuntos pendentes em sua agenda. “Cada vez que concluo uma tarefa, vou ‘ticando’ ao lado. À medida que vou completando as tarefas uma a uma, sinto uma alegre sensação de leveza. Parece simples, mas este é exatamente o momento que me traz alegria.”

Separar por categorias. Uma das novidades em matéria de organização sugerida por Kondo é seu conselho de não organizar por cômodos, mas por categorias: primeiro roupas, depois livros e objetos variados e terminar com pertences de valor sentimental. De acordo com a autora, ninguém melhor que você para estabelecer essas categorias no trabalho, mas seria possível agrupar os e-mails e telefonemas pendentes em um intervalo de tempo limitado; programar todas as reuniões no mesmo dia; dedicar apenas uma tarde por semana à preparação de relatórios…

Descartar. Se falamos de objetos materiais, o método KonMari leva seus seguidores a se livrar de mais da metade de seus pertences, depois de verificar que eles não trazem felicidade. Aplicá-lo no trabalho e na vida é eliminar pessoas e obrigações que não nos fazem felizes; estarmos rodeados apenas por aquelas que nos trazem felicidade.

Gratidão. Antes de nos despedirmos de algo ou alguém, Kondo aconselha agradecer em silêncio o serviço que nos prestaram. No escritório, isso pode significar dizer não para um evento, mas agradecer por ter sido convidado.

Fontehttps://brasil.elpais.com/brasil/2018/04/18/cultura/1524081690_126076.html

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Educação, O ser humano no contexto das organizações, Saúde. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Dicas e princípios de Marie Kondo para uma vida mais organizada e feliz!

  1. mariel disse:

    Vou apresentar o método para uma pessoa que vai ganhar muito o aplicando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s