As mulheres fazem amor e os homens fazem sexo. É verdade isso?

 www.mulherzinhas.com

Divulgo excelente artigo do amigo Arnaldo Costa, publicado no seu blog Homens, Vamos Despertar!, comentando, com bastante propriedade e de forma agradável,  sobre o delicado tema “amor e sexo nos relacionamentos afetivos”!

Recomendo a leitura, a seguir:

“As mulheres fazem amor e os homens fazem sexo. É verdade isso?

Uma amiga me sugeriu falar sobre esse tema, que é espinhoso e sujeito a chuvas e trovoadas. Mas vamos lá, de forma bem simplificada e provocativa (já  antecipo o meu pedido de desculpas se ficar um tanto caricaturado).

Será que ainda hoje as mulheres querem fazer amor e os homens apenas sexo ?  Se no passado não se poderia afirmar isso com segurança,  no presente  muito menos.

Antigamente tal afirmação parecia fazer sentido porque as mulheres   dependiam social e financeiramente dos homens, o que as fazia buscar um relacionamento estável representado por uma família tradicional, e isso  era conseguido usualmente pela via do casamento. E supostamente com amor,  na visão romântica predominante da sociedade ocidental burguesa de até uns 20 ou 30 anos atrás. As mulheres ansiavam por um encontro mágico com a sua cara metade, sobretudo provedora. Após o casamento, e  frustradas do intento, se acomodavam e ficavam  submissas, mas silenciosamente manipulavam seus maridos sempre que podiam e, algumas vezes, até os traíam.

Já os homens submetiam as suas  mulheres e buscavam satisfazer o seu desejo (biológico) de reprodução e (cultural) de liderança e protagonismo, tendo grande liberdade dentro e fora do casamento. Portanto, embora fizessem também questão da manutenção da união familiar, eles queriam e faziam muito mesmo era sexo.

Para eles, existiam as mulheres pra casar (tendo amor ou não) e as mulheres pra se divertir(com sexo, sem amor).

Bem, os tempos agora são outros. Vieram a pílula anticoncepcional e a conquista da independência financeira feminina, que  desaguaram numa revolução dos costumes e na flexibilização  dos relacionamentos, por exemplo a aceitação de diversidades como os homoafetivos, os  transgêneros, o poliamor, etc.

Claro, estamos ainda em transição para um modelo incerto que provavelmente será múltiplo e heterodoxo. Em outras palavras, com muitos formatos e sem rótulos fixos.

Uma coisa é certa: reduziu-se drasticamente o número de homens e mulheres que ainda entendem que amor e sexo são uma coisa só. Hoje não restam muitas dúvidas de que são fundamentalmente diferentes, pois, numa conceituação bem singela, o amor favorece uma gostosa sensação de segurança existencial ou, em outras palavras, de aconchego, e o sexo propicia um delicioso prazer do corpo. Pode até  ser praticado solitariamente…

Mas já dá pra se saber que um número significativo de mulheres está fazendo mesmo é bastante sexo, até mais do que muitos homens. Tomam a iniciativa, alternam parceiros e usam com maestria habilidades que os homens têm mais limitadamente: a sensibilidade e a intuição. Fazem os homens parecerem crianças ingênuas.

Na  outra ponta, existem mulheres que já superaram isso — ou nunca transitaram por esse espaço de liberdade sexual —  e buscam relacionamentos sólidos e mutuamente construtivos, com base no amor.

Mas tem um aspecto interessante. No fundo, fora as exceções,  o inconsciente feminino ainda busca  um cara que lhes dê segurança e confiabilidade. No emocional, não no material.

Tanto estas quanto aquelas parecem mesmo querer amor e sexo. Se possível amor romântico e sexo ardente (selvagem…?).

E os homens? Parecem meio confusos, a reboque do movimento feminino (sem trocadilho), porém continuam fazendo muito sexo na medida que as mulheres os conquistam ou se deixam conquistar.

Mas está crescendo a fileira de homens que buscam relações estáveis, com amor. E amor na linha romântica, quem diria…!!!

Mas bem lá no fundo, na essência  das almas masculinas e femininas, o que todos queremos mesmo é amar e sermos amados, apesar do imenso medo que isso nos provoca.

Sem abrir mão do fundamental ingrediente sexual,  claro!

Mas até descobrirmos e assumirmos isso, parece que ainda vai demorar. E muito!

————–
Peguei carona no título do livro “Por que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres fazem Amor?” de Allan e Barbara Pease, que aborda com sensibilidade aspectos diversos dos tratados aqui, especialmente questões comportamentais dos dois gêneros.

Fonte – http://homensvamosdespertar.blogspot.com.br/2016/01/as-mulheres-fazem-amor-e-os-homens.html?m=1
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

3 respostas para As mulheres fazem amor e os homens fazem sexo. É verdade isso?

  1. Arnaldo disse:

    Caro amigo Dattoli, que bom que gostou do Post e o reproduziu. Muito grato, e espero que os seus leitores curtam também!

  2. Muito interessante! Creio que apesar dessa busca de afetividade, muita coisa vem mudando. A mulher cada vez mais, busca principalmente a independência financeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s