“Não espere o tempo acabar com seus sonhos” – Um texto inspirador e oportuno!

Neste começo de ano, época propícia para fazemos e refazemos nossos projetos pessoais, reproduzo o oportuno e bem elaborado artigo de Lívio Andaló, publicado no LinkedIn, dois dias atrás.

Lívio fala, de uma forma romântica e com feliz objetividade, sobre a necessária prontidão que a pessoa deve ter para fazer as correções de rumo e adotar as mudanças que precisam acontecer, sob pena de ficar para trás diante da inexorabilidade do tempo. Temos aí um texto inspirador que vale a leitura! 

Veja a seguir:

Photo by Michał Grosicki on Unsplash
Photo by Michał Grosicki on Unsplash

“Não espere o tempo acabar com seus sonhos

Quando você olha para uma rosa verdadeira e uma de plástico, qual você prefere ganhar?

A flor verdadeira nos encanta, mesmo sabendo da sua finitude. O seu sentido (significado) é a manifestação da sua beleza, do seu perfume. Algumas têm um significado simbólico na relação das pessoas, pois ao oferecer uma rosa expressamos o carinho que sentimos. Além disso, aquele que a recebe, deverá cuidar da flor até que ela morra. Enquanto isso a flor de plástico está lá, imortalizada.

Quando pensamos que nós seguiremos o caminho da flor verdadeira, passamos a entender o quanto é valiosa a nossa vida. E aquilo que é inevitável, que dá colorido a vida, pelas etapas a serem vividas, é o que nos atemoriza. As vezes somos livres para escolher, porém não temos como escolher a eternidade.

Podemos optar em sentir a vida como sentimos a rosa, sem ter um significado. Mesmo assim, vejamos o quanto interessante é viver esse intervalo de tempo, que nos foi oferecido, com intensidade e ética. Isso vale tanto para o que os materialistas deixam quanto para o que os metafísicos levam.

Com a chegada de um novo ano pensamos no que podemos fazer para melhorar a nossa vida. Mas ao terminar o primeiro mês do ano percebemos que seguimos da velha maneira. Em 2016 mudei radicalmente meu trabalho, pois sentia que tinha chegada a hora de mudar. Caso contrário, eu seguiria os próximos anos como os últimos 15.

Se você quer mudar é preciso ser rápido, pois o tempo vai mudar você. Vai ficar mais experiente, mas sua energia pode diminuir – talvez fique mais resistente e menos disposto a grandes mudanças. Se você quer seguir seus sonhos, corra logo essa maratona sem perder tempo com coisas desnecessárias.

Como na brilhante frase do Bobo da Corte ao Rei Lear (Shakespeare):

– Tu não devias ter ficado velho antes de ter ficado sábio.

Fonte: https://www.linkedin.com/pulse/n%C3%A3o-espere-o-tempo-acabar-com-seus-sonhos-l%C3%ADvio-andal%C3%B3/

Anúncios
Publicado em Frases célebres, Motivação e crescimento humano | 2 Comentários

O fracasso pode ser uma bênção: o poder da resiliência!

Imagem relacionadaImagem:exploringyourmind.com

Quero iniciar o ano falando sobre RESILIÊNCIA, que significa a capacidade que a pessoa tem de enfrentar mudanças e de superar dificuldades, adversidades, fracassos, quedas… Sobre o tema, já fiz inúmeras postagens aqui, entre as quais destaco a de 17 de junho de 2016 (https://obemviver.blog.br/2016/06/17/resiliencia-nunca-e-demais-estar-preparado-para-as-adversidades/).

A realidade da vida mostra que ninguém escapa de enfrentar as suas tempestades pessoais e/ou profissionais. Algum fracasso todos enfrentam no transcorrer da vida. O que faz a diferença, em tais circunstâncias, é como a pessoa demonstra superação e aprendizado em cada uma dessas situações. Quem tem a mentalidade positiva está sempre atento e procura enxergar que lição pode tirar como aprendizado em cada adversidade. Na verdade, isso leva ao fortalecimento pessoal. E é aí que está o segredo!

No livro VOCÊ PODE REALIZAR SEUS PRÓPRIOS MILAGRES, já mencionado aqui no blog, Napoleon Hill, ao apresentar as “12 grandes riquezas da vida”, explora muito bem essas virtudes pessoais (mindset positivo e resiliência) como fatores de sucesso.

Mais precisamente, o capítulo 8 do livro tem por título “O fracasso pode ser uma bênção”. O autor ilustra sua argumentação com inúmeras situações de fracassos, incluindo graves doenças e limitações físicas, enfrentadas por grandes vultos da história, como Alexander Graham Bell, Thomas Edison, Franklin Roosevelt, Abraham Lincoln, entre outros. E destaca que o fundamental é estarmos sempre atentos – e com a mente aberta – para enxergarmos o que ele denomina de a “semente do benefício equivalente”, que está presente em cada adversidade sofrida. Esse mindset é que, em essência, determinará se o fracasso sofrido representará para o indivíduo uma benção ou uma maldição!

Para que você possa perceber melhor a lógica defendida por Napoleon Hill, vou destacar alguns trechos do referido capítulo, a seguir:

“Analise o fracasso sob quaisquer circunstâncias que queira e você descobrirá a verdade profunda de que cada fracasso traz consigo a semente de um benefício equivalente. Isso não significa que o fracasso traga o fruto plenamente maduro de um benefício equivalente, mas apenas a semente que deve ser descoberta, germinada e desenvolvida até frutificar mediante iniciativa pessoal, imaginação e definição de objetivo.”

“O fracasso é uma bênção ou maldição, dependendo da reação do indivíduo… A natureza da reação conta uma história que está sempre sob controle exclusivo do indivíduo.”

“Ninguém possui imunidade total contra o fracasso, e todo mundo depara com o fracasso muitas vezes durante a vida, mas todo mundo também tem o privilégio e meios de reagir ao fracasso da maneira que desejar.”

“Parece que a natureza geralmente nocauteia indivíduos com adversidades a fim de saber quem entre eles vai se levantar e travar outra luta! Aqueles que são aprovados são escolhidos como pessoas de destino, para servir como líderes em trabalhos de grande importância para a humanidade.”

“A maioria dos chamados fracassos são apenas derrotas temporárias que podem ser convertidas em ativos de natureza inestimável caso se assuma uma atitude mental positiva em relação a eles.”

“Neste mundo de realismo prático, devemos nos recordar constantemente de que nossas únicas limitações são aquelas que estabelecemos em nossa mente ou permitimos que outros estabeleçam.”

Tendo presente essas reflexões, desejo que a sua jornada em 2018 seja verdadeiramente orientada para o sucesso, cada vez maior, em todas as dimensões da vida. Um excelente ano novo!!!

Publicado em Livros e leitura, Motivação e crescimento humano | 3 Comentários

“Te desejo vida” – Uma linda canção para inspirar todos os dias do Ano Novo!

Como inspiração e estimulo para renovarmos nossas esperanças pela chegada do Ano Novo, que acontece daqui a dois dias, trago belo vídeo com Flávia Wenceslau, cantora (independente) e compositora paraibana, interpretando a sua lindíssima canção Te Desejo Vida!

Temos aí uma verdadeira poesia em canto, ou uma mensagem de otimismo musicada e mais do que especial. De tão marcante, é impossível ficar indiferente!

O vídeo, a seguir, foi publicado no YouTube por Victor Damazio. Logo abaixo, segue a letra da canção.

Assim, para 2018… Eu te desejo vida!

Te Desejo Vida

(Flávia Wenceslau)

Eu te desejo vida, longa vida

Te desejo a sorte de tudo que é bom

De toda alegria, ter a companhia
Colorindo a estrada em seu mais belo tom

Eu te desejo a chuva na varanda
Molhando a roseira pra desabrochar
E dias de sol pra fazer os teus planos
Nas coisas mais simples que se imaginar
E dias de sol pra fazer os teus planos
Nas coisas mais simples que se imaginar

Eu te desejo a paz de uma andorinha
No voo perfeito contemplando o mar
E que a fé movedora de qualquer montanha
Te renove sempre e te faça sonhar

Mas se vier as horas de melancolia
Que a lua tão meiga venha te afagar
E que a mais doce estrela seja tua guia
Como mãe singela a te orientar

Eu te desejo mais que mil amigos
A poesia que todo poeta esperou
Coração de menino cheio de esperança
Voz de pai amigo e olhar de avô

(Fonte: https://www.letras.mus.br/flavia-wenceslau/te-desejo-vida/).

Publicado em Músicas | 4 Comentários

“METE O SACA-ROLHA !” – Uma mensagem inspiradora para o Ano Novo!

Ao nos aproximarmos do Ano Novo, reproduzo interessante – e instigador – texto, de autoria desconhecida, que vi circulando hoje em grupo de “whatsapp”, e que também foi publicado em blog do jornal Correio Braziliense. O texto traz uma filosofia de vida que, por princípio, quase todos concordamos, mas que nem sempre colocamos em prática. Fala de desfrutarmos as coisas boas em cada momento, no hoje, no aqui e agora, ao contrário dos tradicionais hábitos de “esperar o momento certo”, de “vou deixar para depois”, numa prática protelatória que muitas vezes se revela cruel para a pessoa, pois esse esperado momento pode, a rigor, nunca acontecer!

A propósito, ocorre lembrar que no conhecido rol dos cinco principais arrependimentos declarados por pessoas à beira da morte, conforme inúmeras publicações disponíveis, o  “Eu gostaria de ter me permitido ser mais feliz” está sempre presente

Assim, não custa atentar para a lógica defendida no texto, até como estímulo para que você tenha um 2018 de maior plenitude e felicidade pessoal. Confira a seguir:

Resultado de imagem para um bom vinho Imagem: Sou BH

“METE O SACA-ROLHA !

Noutro dia, estava eu com meu amigo Omar, num restaurante, e vimos um vinho daqueles bons e caros. O garçom logo perguntou se queríamos daquela safra pra acompanhar o pedido. E o meu amigo, sem pensar duas vezes, disse

“Mete o saca- rolha!”.

Depois de dar boas risadas com aquela expressão, ele me contou que a frase servia pra vida. Que, tempos atrás, tinha perdido um grande amigo, que tinha uma grande adega com vinhos caríssimos, e deixava os vinhos lá, sem abrir. Certo dia, ele morreu num acidente e a esposa acabou se casando com um cara mais jovem, que consumiu toda a adega em tempo recorde.

Depois disso, meu amigo começou a perceber quantas vezes na vida ele desperdiçava oportunidades, deixando pra depois. Sendo que o depois pode nem existir.

Fiquei refletindo sobre isso e hoje quero lhe perguntar: Quantas oportunidades você desperdiça se preparando, sem entrar em campo? Quantas roupas deixou de usar esperando a ocasião especial? Quantas atitudes deixou de tomar, acreditando que sempre existiria a semana que vem, adiando seus sonhos?

Por isso, a dica é “Mete o saca-rolha!”.

Abra a garrafa de sonhos, tome as atitudes que precisa tomar, pare de procrastinar achando que a vida é eterna e que você vai ter todo o tempo do mundo pra tentar, cair, errar e seguir em frente.

“Mete o saca-rolha!” é uma filosofia de vida pro meu amigo Omar, que diz que nunca viu carro-forte seguindo carro funerário. Pra mim, é uma frase inspiradora.

Não deixe os bons vinhos pra amanhã. Não espere pra agir se a hora é agora e não desperdice seu tempo acreditando que amanhã dá pra fazer diferente.

O que a gente tem é hoje.

Então, mete o saca-rolha e segue em frente!!!!

Autor desconhecido

Fonte: http://blogs.correiobraziliense.com.br/consultoriosentimental/mete-o-saca-rolha/

Publicado em Motivação e crescimento humano | 2 Comentários

A importância da autorresponsabilidade – Boas dicas com base na Neurociência e no Coaching (vídeo)!

Você tem feito as mudanças que precisa para dar melhor rumo à sua vida? Assume a responsabilidade pelos seus atos? Toma as rédeas da vida em suas mãos? Ou prefere se queixar, culpar os outros, reclamar da sorte…

Essas reflexões podem ser oportunidade para você buscar estímulos e fazer correção de rota, reavaliações, até mesmo reinvenções pessoais na busca de realizar os seus sonhos, viver com maior plenitude e felicidade. 

Para subsidiar a sua tarefa, trago mais um vídeo – sempre esclarecer e criativo – do Coach Gustavo Carvalho. Com base em estudos da Neurociência, ele fala sobre Autorresponsabilidade, ou melhor, sobre o poderoso recurso do livre-arbítrio, ingrediente essencial para que o indivíduo assuma o protagonismo da sua vida e, assim, possa se tornar um vencedor.

Aliás, ter consciência a esse respeito é um providencial requisito para a formulação das resoluções e planos para o Ano Novo, em virtude da nova jornada de vida que se aproxima, com a chegada de 2018!

O vídeo, publicado no YouTube, tem duração de apenas 4:18. Confira a seguir:

Publicado em Motivação e crescimento humano | Deixe um comentário

Como decidimos: emoção ou razão?

Resultado de imagem para decidir com base na intuição

Esta pergunta é recorrente, desde sempre: Decidimos mais com a razão ou com o coração? Por conta disso, volto a falar brevemente sobre o nosso processo (mental) de tomada de decisão.

Com efeito, é ilusão imaginar quer a nossa mente racional tem o controle sobre as emoções no dia a dia. Quando tomamos uma decisão, por mais simples que seja, entram em cena as nossas emoções e a nossa intuição. Claro que a mente racional está inserida nesse processo, mas não é o que predomina. A racionalidade é parcial, relativa e limitada.

Em entrevista para a revista VOCÊ S/A, de dezembro de 2017, o psiquiatra e professor italiano Mauro Maldonato, autor do livro Na Hora da Decisão (editora Sesc), fala com muita propriedade a esse respeito. Segundo ele, “a decisão não depende apenas do cérebro, mas do caráter e da personalidade de cada um.”

Durante a entrevista, o autor argumenta que inexiste uma fórmula que nos garanta fazermos sempre as melhores escolhas. E traz um enunciado lapidar:

“O homem não é uma máquina pensante, mas uma máquina emocional que pensa.”

Por tudo isso, fica o reforço de que as pessoas precisam confiar mais na intuição. Mesmo porque, já fiz algumas referências aqui sobre o elevado nível de acerto das decisões tomadas com base na intuição, incluindo até mesmo decisões mais complexas e de cunho profissional. Aliás, não custa lembrar que a intuição decorre de conhecimentos acumulados pelo indivíduo, ainda que utilizados de forma inconsciente.

Tenha isso em mente. E fiquemos, assim, na expectativa de que você tenha mais acertos do que erros nas suas decisões!

Publicado em Livros e leitura | Deixe um comentário

Dica de filme (excelente): Um Senhor Estagiário, com Robert de Niro!

Fim de ano, início de período de férias, cai bem uma dica de filme. Certo?

Como estamos em tempo de longevidade em alta, razão pela qual falar sobre terceira idade, processo de envelhecimento, aposentadoria etc. tem sido frequente aqui no blog, quero associar uma coisa à outra e replicar a dica de filme que publiquei na minha página no Facebook, três dias atrás.

Considero esse filme emblemático, e muito oportuno, seja por retratar a convivência e  relações, cada vez mais comuns, entre as diversas gerações (dos mais jovens aos grisalhos) existentes em um ambiente de trabalho nos tempos atuais, seja por evidenciar como um idoso pode contribuir com a sua experiência, de forma significativa, para uma organização moderna e em rápida expansão. Além do que, o filme traz uma boa lição de rearranjo corporativo!

Aliás, cabe realçar que o contingente de pessoas idosas, em boa forma, que buscam ocupação profissional, seguirá aumentando, por conta do fenômeno da longevidade. Não por acaso, a abertura de vagas para esse público, pelos quatro cantos do mundo, deixa de ser surpresa e fato isolado!

 Confira mais detalhes a seguir:

“Um Senhor Estagiário

Dica de filme com Robert De Niro e Anne Hathaway

Esse é um daqueles roteiros de Hollywood que é impossível não gostar! Um senhor estagiário conta a história de Ben, aposentado de 70 anos que vivia num momento de profunda solidão e conformamento, viúvo, aposentado, metódico estava entendiado a fazer todos os dias todas as coisas sempre iguais, quando que, bela manhã, ao avistar na banca de jornais um anuncio de vaga para estágio de terceira idade, ele muda sua vida ao reiniciar a vida profissional, como estagiário numa empresa e e-commerce de roupas que está em ascensão. De volta a jornada e aos desafios da lida de uma empresa moderna e jovem! Como assistente pessoal de Anne Hathaway você vai conferir essa linda história de reinvenção, uma prova concreta de que nunca é tarde para começar e recomeçar a viver de forma feliz!
Comente aqui e compartilhe conosco a sua visão sobre esse recomeçar na terceira idade!”

Fontehttps://www.facebook.com/clovisdattolicoach/.

Publicado em Filmes, Motivação e crescimento humano, O ser humano no contexto das organizações | 4 Comentários

Inspiração natalina – “Happy Christmas” – Linda canção nas vozes de Carreras, Domingo e Pavarotti!

Com a chegada dos festejos natalinos, antes de tudo quero agradecer, a cada um de vocês, pela honrosa convivência e audiência aqui no blog ao longo deste ano. Ao mesmo tempo, desejo que neste Natal, celebração máxima do cristianismo, pelo nascimento de Jesus Cristo, incorporemos cada vez mais em nosso coração o amor, a gratidão, o perdão e a fraternidade, de maneira que a vida e o mundo sejam melhores a cada dia, porque também ficamos melhores. E mais do que dar presentes, que sejamos um presente!

Tenham um Natal verdadeiramente iluminado. Boas Festas!!!

Bem, evocando esse espírito natalino, trago vídeo com os três tenores, Carreras, Domingo e Pavarotti, cantando a bela canção Happy Christmas (War Is Over), composta por John Lennon e Yoko Ono. O vídeo é parte do DVD “The Three Tenors Christmas” – Sony Bmg Music – 2007, publicado ano passado no YouTube por Guglielmo Zancan.

Como não poderia deixar de ser, temos aí um momento musical singular, ou melhor, espetacular!

Vejam a seguir:

Publicado em Bom comportamento, Músicas, Motivação e crescimento humano | 2 Comentários

O exemplo de uma cidade brasileira que deu certo – Lucas do Rio Verde!

Alegra-me destacar aqui exemplos de iniciativas, empreendimentos e organizações que deram certo e que podem servir de inspiração, seja partindo de pessoas comuns, de empresários, de homens públicos, ou qualquer outra fonte, principalmente porque, considerando a realidade vivenciada em nosso país, precisamos, mais do que nunca, identificar, realçar e colocar foco em coisas positivas!

A postagem de hoje destaca o município de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso, distante 334 km de Cuiabá e com população de cerca de 61 mil habitantes (dados mais recentes do IBGE). Trata-se de município novo, emancipado há apenas 29 anos.

A cidade apresenta indicadores positivos, bem acima da média nacional, em todas as áreas. Segundo os moradores, visitantes e diversos vídeos disponíveis na Internet, há notória satisfação com a infraestrutura e as condições gerais existentes na cidade, que propiciam elogiável qualidade de vida, comparável a localidades de países ricos e desenvolvidos. Para exemplificar, de acordo com ranking 2016, divulgado pela revista EXAME, Lucas do Rio Verde aparece como segunda cidade (com população até 100 mil habitantes) mais desenvolvida.

É claro que diversos fatores contribuem para a situação diferenciada do município, em especial pela pujante economia local proporcionada por uma agroindústria diversificada, surgida com a chegada de colonizadores pioneiros oriundos do sul do Brasil. Mas, ao que tudo indica, há uma administração municipal que funciona, que toca a gestão pública de maneira diferenciada. 

Por conta disso, selecionei dois vídeos ilustrativos falando sobre o município, de curta duração, sendo um mais recente, publicado no YouTube por Jovem Brasil, 5 meses atrás, e outro mais antigo, exibido no programa Globo Repórter.

Recomendo que assistam a seguir. Faz bem conhecer e repercutir exemplos animadores, de progresso, do que dá certo. Uma onda positiva precisa ganhar corpo em nosso país!

Publicado em Ações sociais e humanitárias, Educação, Saúde, Viagens | Deixe um comentário

“O acompanhamento espiritual é essencial no final da vida” – Um convite à reflexão!

Faço referência hoje ao excelente artigo de Vera Brandão, publicado no site Portal do Envelhecimento, com o título “O acompanhamento espiritual é essencial no final da vida”. O texto nos convida a refletir sobre temática tão importante e que precisa ser melhor compreendida e, diria, até mesmo desmistificada. 

O artigo está estruturado sob inspiração de impactante entrevista concedida pelo Dr. Éric Dudoit, publicada na revista Psychologies. Esse profissional é doutor em psicologia clínica e psicopatologia, psicanalista, teólogo, próximo às ideias de Jung e da física quântica, com atuação há mais de 20 anos no Hospital Timone, em Marselha, França. O mais impressionante é que, 10 anos atrás, ele criou, juntamente com os médicos, a unidade de cuidados e pesquisas sobre o espírito.

Como aperitivo, destaco algumas citações trazidas ao longo da entrevista:

“…Curar a alma é tão importante quanto a curar a doença…”

“…A meditação contribui na abertura do campo da consciência do indivíduo para confiar, e de parar de querer controlar tudo mentalmente…”

“A vida não para nunca, o que muda é a forma como ela se apresenta.”

Assim, recomendo fortemente que você leia o texto na íntegra, sobretudo pelos esclarecimentos apresentados, por exemplo, a respeito de cuidados paliativos e de espiritualidade.

Clique no link a seguir:

http://www.portaldoenvelhecimento.com.br/o-acompanhamento-espiritual-e-essencial-no-final-da-vida/

Publicado em Meditação e Espiritualidade, Saúde | 2 Comentários