Gamboa, Ilha de Tinharé-Bahia – um lugar encantador!

Cada vez que vou a esse lugar, denominado Gamboa, também chamado de Gamboa do Morro, volto encantado. E no fim de semana passado, depois de quase três anos, retornei para matar saudades e, como sempre acontece, para apreciar aquela incrível localidade, que já foi, até algumas décadas atrás, uma simples vila de pescadores.

Como se trata de local muito privilegiado e agradável, sob todos os aspectos, quero compartilhar com vocês um pouco dessa vivência, até mesmo como dica de viagem. Sou muito fã daquele cantinho litorâneo, e motivos não faltam!

Por feliz coincidência, dessas que o destino coloca em nossa jornada, tenho um parente, compadre e amigo – casado com uma querida cunhada – que é da Gamboa e sempre manteve residência por lá, cuja aprazível moradia se tornou irrecusável atrativo para que a nossa família visitasse regularmente aquele verdadeiro paraíso. Isso acontece há mais de 30 anos.

Desde então, são muitas histórias gostosas e marcantes. Ver os filhos, desde pequenos, desfrutarem de tudo aquilo e crescerem valorizando a natureza, a boa comida, o lazer em família e as amizades, ser recebidos por pessoas sempre calorosas e hospitaleiras, encontrar com familiares e amigos especiais, fizeram dali um lugar diferenciado e, sem dúvida, inesquecível. Quantas brincadeiras, pescarias, rodadas de música, de dominó, os passeios para os quatro cantos da Ilha (Morro de São Paulo, Garapuá…), também para a ilha de Boipeba, os banhos de mar e de fonte, os frutos do mar deliciosos, são lembranças e referências seguramente indeléveis!

O fato de o viajante motorizado ter de deixar o seu veículo no continente, seja na cidade de Valença-BA (dista cerca de 35 km da BR-101 e 46 km da cidade de Nazaré), ou nas cercanias, no lugar do continente mais próximo da Ilha, chamado de Bom Jardim (“atracadouro”), para poder chegar até a Gamboa, não é grande empecilho, nada que desanime. Afinal, as rosas têm espinhos!

A travessia para a Gamboa se dá por meio de barco convencional ou de lancha rápida (entre 15 e 30min). Esse fator, não tenho dúvida, termina sendo um grande diferencial favorável à Ilha, pois a tranquilidade do lugar fica mais assegurada. Motores por lá só os das embarcações.

Como estimativa do tempo a ser gasto no percurso, diria que a viagem de carro, partindo de Salvador, mesmo considerando fazer a travessia até a Ilha de Itaparica, utilizando o sistema “ferry boat”, tem duração total entre quatro e cinco horas. Existe a opção de fazer o percurso Salvador-Ilha de Tinharé (Morro de São Paulo/Gamboa) de catamarã, direto, sem necessitar de deslocamento por rodovia, saindo do Centro Náutico de Salvador, com duração de cerca de 2 horas e meia.

Como informação adicional, a Ilha de Tinharé pertence ao município de Cairu, no litoral sul da Bahia.

O fato é que, temos aí um recanto de muitas belezas, ideal para quem procura sossego e gosta do contato com a natureza, verdadeiramente bucólico à beira-mar.

Como evolução facilmente percebida, a infraestrutura básica do local vem melhorando de forma crescente, de maneira que já não faltam as facilidades e serviços mais essenciais, como unidade básica de saúde e recursos de comunicações (internet/telefonia), além de muitas lojinhas, bares e restaurantes diversos, pousadas etc., tudo para assegurar o atendimento e o conforto dos habitantes e turistas.

Com relação a esses serviços e ao comércio da Gamboa, pude inferir que as melhorias e novidades aconteceram mais intensamente nos três últimos anos, o que é bom, evidenciando ser realidade o progresso por ali!

Agora, para ilustrar um pouco do que disse, vejam outras fotos que tirei nessa última estada, a seguir. Espero ter deixado uma boa dica de viagem, que seja útil para vocês!

Vista do banco de areia, na chegada à Gamboa

Visual da famosa “argila”, tendo a ponta do Morro de São Paulo ao fundo, à esquerda

Vista do amanhecer

Olhar da Ponte para a prainha, à direita

Comércio da rua de chagada à Gamboa

Vista interna do centro comercial Galeria Dona Helena – algumas lojas

Por do sol visto da praia – 22/maio/22

Imagens tiradas de smartphone – por JC Dattoli.

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, Viagens e marcado , . Guardar link permanente.

13 respostas para Gamboa, Ilha de Tinharé-Bahia – um lugar encantador!

  1. lulaborda disse:

    Que lugar mais lindo! A natureza é perfeita! Belas fotos!

  2. Fernando Hermida disse:

    Que beleza! Ressaltada mais ainda pela singeleza e simplicidade.
    Me atrai mais que o Morro.
    E tive o privilégio de lá estar e curtir as delicias do lugar.

  3. Zé Rosa disse:

    Conheci o lugar faz um bom tempo. Lindo !

  4. Davi Augusto Batista Dattoli disse:

    Gamboa do Morro! Um verdadeiro paraíso.

  5. Sandra Fayad Bsb disse:

    Li atentamente e viajei na descrição que você fez com perfeição. Schei tudo lindo. Mas eu tenho dificuldades para viajar de barco. Por isto, talvez não conheça Gsmboa.

  6. Oberdan Oliveira disse:

    Grande Clóvis…belo post!
    Me fez lembrar suas aulas de como degustar um caranguejo!rsss
    Esse lugar é realmente um paraíso…
    Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s