Comportamento: “Por que as pessoas mudam de atitude?”

Focalizando hoje mais um aspecto relevante do comportamento e da psicologia do ser humano, diria, indo direto ao ponto, que o indivíduo (cada pessoa) é percebido e compreendido, pelo outro, a partir das suas demonstradas atitudes, que nada mais são do que comportamentos repetidos. Avançando um pouco mais, o conjunto de atitudes forma a mentalidade (ou mindset) de determinada pessoa.

Isso posto, é muito importante ter clareza a respeito do que representa a atitude, desde questões conceituais (definição) até as variadas circunstâncias que determinam/motivam as atitudes humanas.

Melhor ainda, que tal entender algumas principais razões pelas quais as pessoas podem mudar suas atitudes? Até porque, quem nunca estranhou ao notar alguma mudança mais radical nas atitudes de alguém, seja uma pessoa mais próxima, seja um famoso, um formador de opinião… ? Nós mesmos já podemos ter mudado de atitude ao longo do tempo, diversas vezes, em relação a determinada pessoa, ideia ou fato. Por que isso acontece?

Para tanto, reproduzo o excelente artigo, publicado ontem, no site A Mente É Maravilhosa.

Leia a seguir:

“Por que as pessoas mudam de atitude?

A atitude é a forma de agir que nos leva a assumir uma postura perante o mundo e os outros. Algumas atitudes perduram ao longo do tempo, enquanto outras se transformam completamente. Por que isso acontece? Por que mudamos de atitude? Continue lendo e descubra!

A atitude que assumimos diante de diferentes situações reflete quem somos, o que pensamos e o que sentimos. Todos já ouvimos sobre essa palavra em algum momento, e até mesmo podem ter nos pedido para mudá-la: “mude essa atitude que você tem”, “você deveria melhorar a sua atitude”. Às vezes, esse pedido realmente se torna realidade e as pessoas mudam. Mas por quê?

Nunca aconteceu com você que alguém próximo mudasse drasticamente de atitude e você não soubesse o porquê? Você se surpreende ao ver o quanto a pessoa mudou. Você percebe como, há um tempo atrás, ela se importava com você, mas, agora, parece que você nem existe para essa pessoa. Por que isso acontece? Por que as pessoas mudam de atitude? Neste artigo, vamos analisar o assunto.

O que é a atitude?

A atitude é a forma que temos de agir e de nos portar perante o mundo, e de emitir, como consequência, uma avaliação favorável ou desfavorável dele. Ou seja, falando de forma mais técnica, podemos dizer que a atitude é a maneira como organizamos as nossas crenças e cognições sobre algo. Essas cognições, por sua vez, contam com uma carga emocional que nos predispõe a agir a favor ou contra o objeto de nossa atitude.

As atitudes são basicamente o produto da interação de três fatores: cognitivos, emocionais e comportamentais. Porém, isso não significa que eles precisem estar em sintonia para consolidar uma atitude. Por exemplo, podemos estar envolvidos em uma situação em que as nossas crenças são favoráveis a um objeto, enquanto os nossos sentimentos são desfavoráveis. Quando esses elementos apresentam uma inconsistência entre si, dizemos que a atitude é ambivalente.

Fica claro para nós, então, que a atitude é a predisposição cognitiva, emocional e comportamental favorável (positiva) ou contrária (negativa) que temos em relação a um objeto, situação, pessoa, ideia, etc. É uma tendência, uma forma de responder, uma disposição particular de avaliar o que nos acontece e o que nos é apresentado. Mas por que as atitudes são tão importantes? Que funções elas têm em nossas vidas?

As atitudes nos permitem organizar e estruturar a informação em termos positivos e negativos. Elas nos ajudam a mostrar aos outros quais são os nossos valores e princípios, bem como a reafirmar o que somos ou o que queremos ser. Além disso, também nos ajudam a manter a nossa autoestima e autoconceito, de tal forma que nos sentimos satisfeitos e em harmonia com nós mesmos.

6 razões pelas quais as pessoas mudam de atitude

Uma pessoa muda de atitude por vários motivos. Entre eles, podemos destacar os seguintes:

1. Aparências

As pessoas podem mostrar atitudes que não sentem como se fossem realmente suas a fim de conseguir algo. Então, depois de alcançar o que queriam, param de fingir e mostram a sua verdadeira atitude. Assim, essas pessoas ajustam as suas atitudes e comportamentos de acordo com o que desejam obter. Quando mudam ou retornam ao seu jeito autêntico de ser, as outras pessoas percebem nelas uma mudança repentina que as deixa desnorteadas.

Em geral, uma mudança radical e autêntica de atitude não se faz de uma hora para a outra – como essas pessoas conseguem fazer – a menos que o indivíduo esteja diante de uma situação extrema que reestruture o seu modo de ser e estar no mundo. No entanto, em condições normais, a mudança de crenças, modos de sentir e padrões de comportamento não é algo que ocorre rapidamente. É necessário tempo para isso.

2. Mudança de percepção

É possível que uma pessoa não tenha mudado de atitude, mas nós tenhamos mudado a nossa maneira de vê-la. Na verdade, os seres humanos são especialistas em formar ideias sobre as pessoas que muitas vezes não refletem o que elas realmente são. Assim, filtramos as informações de acordo com o que acreditamos e esperamos, a fim de confirmar o que já sabemos.

Imagine, por exemplo, que você brigou com um amigo. Uma discussão insignificante. No entanto, apesar de não ter sido nada grave, você fica com a sensação de que foi realmente sério e que, como consequência, o seu amigo não será mais o mesmo com você.

Uma vez que essa crença se consolida, você começa a filtrar o comportamento do seu amigo em busca de sinais que confirmem o que você acredita. Isso pode te levar a ver comportamentos no seu amigo que você teria ignorado anteriormente. Assim, essa seleção enviesada de comportamentos faz com que você perceba uma mudança de atitude nele quando, na verdade, não é bem assim.

3. Crises existenciais

Uma pessoa pode mudar de atitude após uma crise existencial ou uma experiência traumática. Essas crises são um ponto de virada na vida de uma pessoa, que pode até mesmo reorganizar e reconfigurar as suas concepções do mundo, dos outros e de si mesma. Uma mudança dessa magnitude se estende também às atitudes.

Existem situações existenciais que podem produzir mudanças drásticas e repentinas na vida de qualquer pessoa. Um encontro face a face com a morte, por exemplo, pode levar uma pessoa a mudar de atitude em relação à vida. Afinal, sentir das profundezas do ser a transitoriedade da vida é uma experiência transformadora.

4. Crescimento pessoal

Nem toda mudança é motivada por razões negativas, pois também existem bons motivos para isso. Uma pessoa pode mudar de atitude como resultado de uma mudança na sua forma de viver. Querer progredir, avançar e se desenvolver pessoalmente e profissionalmente é um excelente motivo para uma mudança de atitude. Afinal, quem poderia crescer sem mudar o seu jeito de ser, sem encarar a vida e os desafios com uma atitude diferente?

O crescimento pessoal autêntico é como uma onda de choque que abrange diferentes áreas da vida. Ser e nos constituir como pessoas é um conglomerado de processos e dimensões que interagem entre si.

Assim, uma verdadeira mudança pessoal implica uma mudança nas diferentes formas de ser, agir, pensar e sentir. Como consequência, quando as pessoas crescem, também mudam as suas atitudes, principalmente aquelas que parecem não trazer nada de positivo.

5. Decepções

As decepções também são uma fonte de mudança. Quando as pessoas veem os seus projetos fracassarem, quando a sua imagem idealizada de outra pessoa desmorona ou quando as suas expectativas não são atendidas, a decepção que se experimenta pode levar a uma mudança de atitude.

Às vezes, essa mudança pode ser negativa, desesperançosa. Porém, também pode ser positiva. Tudo depende da pessoa e da sua resiliência.

6. Uso de substâncias

Os vícios produzem uma mudança biopsicossocial nas pessoas que leva a uma mudança de atitudes, como consequência. É preciso lembrar que as atitudes estão ligadas a cognições, emoções e comportamentos.

Ao consumir substâncias, ocorre uma transformação em todas essas dimensões, ainda mais quando se desenvolve um transtorno por causa do uso de substâncias.

Para finalizar, as atitudes são um aspecto fundamental de cada ser humano, pois, através delas, podemos expressar o que pensamos, o que acreditamos e sentimos. A atitude nos predispõe a agir de uma certa maneira diante de determinadas situações, objetos e pessoas. Nela está a marca de quem realmente somos.

Ver a publicação original em: https://amenteemaravilhosa.com.br/por-que-as-pessoas-mudam-de-atitude/

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento e marcado , . Guardar link permanente.

10 respostas para Comportamento: “Por que as pessoas mudam de atitude?”

  1. lulaborda disse:

    Sim; por crises existenciais e decepções, são alterações nos levam a mudanças de atitude. e quase todas, nos levam a um crescimento pessoal. Podemos também mudar, por percepção da vida de outro ângulo. Porém a mudança de atitude mais preocupante, é a que o indivíduo passa de atitudes positivas, para atitudes degradantes e negativas. Essas merecem um cuidado especial.
    Belo post!
    Por favor desconsidere o comentário anterior…

  2. Jose Paes Landim disse:

    As mudanças de atitudes ocorrem realmentevem todas as pessoas, porém mais frequentemente se veem nas pessoas preocupadas em acertar na direção do seu crescimento, quer pessoal, quer profissionalmente e mesmo moralmente. Exemplo: sempre que se surpreendem erradas, nos seus conceitos ou no seu comportamento, mudam naturalmente de atitude, o que é plenamente justificável e elogiáveis, por se tratar de um.processo evolutivo.

  3. dulcedelgado disse:

    Todas as alterações estão relacionadas com movimento, uma vez que tudo está em movimento e a Vida é uma constante adaptação a novas circunstâncias interiores e exteriores.
    Matéria sempre interessante!

  4. Marcello SLR disse:

    É sempre bom ler um texto que nos faz rever conceitos, rico em argumentos e ideias!
    Só posso pedir a Deus que me ilumine para que as minhas mudanças de atitude sejam motivadas por crescimento pessoal ou novas perspectivas da vida!😉

  5. Ricardo Coelho disse:

    Artigo muito interessante para nossas reflexões a respeito de atitudes e mudanças de atitudes. Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s