‘Como otimismo exagerado pode prejudicar decisões e futuro’ – confira esse conteúdo!

Pensar positivo, ter mentalidade positiva, ser otimista são aspectos do comportamento humano de indiscutível interesse, por impactarem na forma de viver, no nível de bem-estar e possivelmente pela influência para o sucesso das pessoas. Por isso mesmo, esses aspectos têm merecido referências e postagens específicas por aqui.

Sobre o tema, repercuto este artigo muito bom, “Como otimismo exagerado pode prejudicar decisões e futuro”, que encontrei no portal eletrônico BBC NEWS – Brasil, publicado no último dia 7, com abordagem a respeito do otimismo, ou mais precisamente do viés otimista das pessoas, destacando aspectos bem interessantes que trazem suporte na chamada neurociência cognitiva, segundo a opinião de especialistas referidos na publicação.

Ao tempo em que evidencia as vantagens de quem apresenta o viés otimista, o texto pondera sobre possíveis prejuízos para o excesso de otimismo, notadamente a possibilidade de que riscos sejam subestimados.

Também aí, como não poderia deixar de ser, deve-se aplicar a recomendável regra de prudência no sentido de se evitarem os excessos, ou os extremos.

Interessante destacar, como aspectos enriquecedores do artigo, as abordagens acerca da influência da cultura, da genética e da educação sobre a demonstração desse viés pelos indivíduos. Haveria, entretanto, uma prevalência bem maior de otimistas do que de pessimistas mundo afora.

Destaco três afirmações, que a meu ver sintetizam o espírito da publicação:

Pensar positivo é uma marca evolutiva, uma vez que facilita vislumbrar o que é possível, nos permitindo ser corajosos e inovadores.

Os níveis de viés do otimismo variam de acordo com nosso estado mental e as circunstâncias presentes, e há maneiras de moderá-lo ou aumentá-lo.”

Acho que é o otimismo que causa o sucesso, e não o sucesso que gera otimismo, embora tenha certeza de que é um pouco nas duas direções, avalia Sharot”.

Tire bom proveito da leitura. Recomendo muito!!!

Para ler, clique no link abaixo:

Como otimismo exagerado pode prejudicar decisões e futuro

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para ‘Como otimismo exagerado pode prejudicar decisões e futuro’ – confira esse conteúdo!

  1. Jose Paes Landim disse:

    Ao se falar aqui como .o otimismo exagerado pode prejudicar decisões e futuro, lembrei-me da surrada máxima de que “tudo demais é sobra”, o que se aplica indistintamente em todos casos, por .mais benéficos ou prazerosos que sejam. Como exemplo, em.reforço, poderíamos citar o próprio riso, benéfico até demais, mas que foi objeto dessa outra máxima: “Muito riso é sinal de pouco siso”. Veja- se o quanto se faz imperiosa a força do equilíbrio em todos os sentidos, inclusive, porque não lembrarmos, na própria comunicaçao. Muito bom tema, inclusive para reflexões. Parabéns com.um.forte abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s