Mais amorosidade e menos agressão consigo mesmo fazem bem para a sua saúde mental – Confira!

Recursos para lidar com autoagressão - Internet Matters
internetmatters.org

Jogar duro consigo por motivos os mais variados, sentir-se inferiorizado, com autoestima comprometida etc. – em realidade comportamental que parece alcançar número crescente de indivíduos com o passar do tempo – podem fazer estragos emocionais diversos, com consequências até mesmo fatais, segundo dizem especialistas da saúde mental, ou de forma mais abrangente, da neuropsicologia.

É muito razoável concluir que adotar comportamentos como a autopunição, não dando margem para que o amor próprio e a autossatisfação possam fruir, acabam por prejudicar o viver pleno e a evolução (desenvolvimento) da pessoa, sendo gatilho para desequilíbrio emocional e para o surgimento de adoecimentos que têm origem na mente.

A esse pretexto, faço referência a artigo muito atual e esclarecedor, que vi publicado três dias atrás no blog VivaBem, com o título “Como você trata a si mesmo? Autoagressão é perigosa para saúde mental“, cujo texto é enriquecido com a opinião de algumas autoridades nessa área.

Temos aí, a meu ver, uma leitura com temática interessante, oportuna e de grande utilidade, por trazer importantes subsídios para o nosso processo de crescimento individual, na trilha infindável do que chamamos de autoconhecimento (ou autodescobrimento). A lição a ser tirada, e você verá o porquê, é: pegue leve com você mesmo!

Confira – clique no link abaixo:

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento, Saúde e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Mais amorosidade e menos agressão consigo mesmo fazem bem para a sua saúde mental – Confira!

  1. Um tema fundamental. “Amar ao próximo como a si mesmo” inclui amar a si mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s