“VIDE BULA (Para o Bem Viver)” – Sabedoria e inspiração em forma de poema!

A GRANDE SABEDORIA DA VIDA É APRENDER COM OS RIOS - Verdade Luz
Imagem: verdadeluz.com.br

Nesta sexta-feira, quero expressar minha transbordante alegria por ter recebido o primoroso poema Vide Bula, de autoria do nobre amigo Jair Araújo, escritor, poeta, articulista em alguns jornais/portais de notícias e, mais ainda, cidadão de singular sensibilidade, que “por razões que a própria razão desconhece” tornou-se, de uns tempos para cá, incentivador e colaborador de primeira grandeza deste blog.

E essa alegria não é para menos. No encaminhamento a mim dirigido, informa o generoso autor que essa composição inédita, ora concebida, teve por motivação “a ideia e a linha filosófica abordada pelo seu blog”. Certamente, uma honra, um presente impagável, que quero dividir com você, que nos lê, nos segue, nos prestigia desde o nascimento, em maio de 2014, deste O Bem Viver !

Os versos e estrofes que compõem o poema expressam, com elogiável sabedoria, singelas lições para o cotidiano, tendo por moldura um olhar de beleza e positividade em relação à vida, esboçando um tom de otimismo frente aos acontecimentos e ao que nos rodeia, que resulta, no seu conjunto, impactante e incentivadora mensagem poética para a arte do saber viver.

Minha profunda gratidão, caro Jair!!!

Eis o poema, a seguir. Deleite-se!

Vide Bula

(Para O Bem Viver)

Seja como as estrelas,

libere a sua luz;

deixe-a fluir pela íris,

assim como faz

a sua alma,

enquanto sonha.

Seja como as flores,

ao belo permite-se a contemplação;

mas evite os espinhos do orgulho e da vaidade,

eles podem afastar você dos encontros.

Assim como os pássaros,

arrisque-se em voos. Voar é preciso!

Mas, valorize as quedas. Levante-se!

Com elas pode-se aprender grandes lições.

Nunca cultive tristezas, rancores,

nem ciúmes em seu coração.

Nele não se deve semear ervas daninhas.

Não finja sentimentos,

o amor não floresce com mentiras,

nem ilusões,

tampouco carrega interesses.

Quando amar verdadeiramente,

perceberá que pensa como se fosse o outro,

e o satisfará como os seus próprios desejos.

Mas, o amor não privará você da sua individualidade.

Não permita que o tempo passe em vão,

não frustre as suas vontades

entregue-se a elas

como fazem os meninos.

No futuro, elas serão as suas verdades

ou os seus segredos,

quando nada, serão histórias – vivências.

Livre-se dos medos,

eles constroem fantasmas,

destroem esperanças,                                   

nos fazem reféns de tudo – do nada.

Não perca o controle da emoção.

Use-a com sabedoria e discrição.

A paz interior é benção, preserve-a.

Na dúvida, ouça o coração,

ele é a sua melhor razão.

(Autor: Jair Araújo)

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Meditação e Espiritualidade, Motivação e crescimento humano. Bookmark o link permanente.

13 respostas para “VIDE BULA (Para o Bem Viver)” – Sabedoria e inspiração em forma de poema!

  1. Marcello SLR disse:

    Espetáculo!

  2. Panografias disse:

    Meu querido amigo Dattoli… bem sabe você que, sou que nem beija-flor aqui no “O Bem Viver”… só sugando néctar de sabedoria. Lógico que não dá para comentar todas postagens mas esta não poderia deixar escapar. Minha gratidão se estende ao seu amigo Jair Araújo, por compartilhar tamanha pérola de sabedoria! “VIDE BULA” é de extrema beleza, música suave para o coração e acredito que só de alguém iluminado poderia exalar tanto perfume de sapiência. A você Dattoli e ao Jair Araújo… muito muito obrigado! Lindo Poema! Um grande abraço aos dois

    • Jair Araújo disse:

      Sensibilizado, agradeço as generosas e motivadoras manifestações dos nobres amigos e ao nosso querido Clóvis Dattoli, pelo espaço concedido no seu inspirador, luminoso e pleno de bons ensinamentos “O Bem Viver”. Abraço fraterno, Jair Araújo.

      • JCDattoli disse:

        Grande Jair, quanto enriquecimento tenho adquirido ao me aproximar da sua pessoa e dos seus escritos. Vamos firmes nessa corrente, reiterando meus agradecimentos ao nobre amigo. Abraço fraterno!

    • JCDattoli disse:

      Estimado amigo Sandro, do blog Panografias, que sigo e gosto tanto, ao agradecer pelo seu generoso comentário, diria que, acima de tudo, a sua demonstrada humildade é evidente sinal de sabedoria. Fico feliz que estejamos em sintonia e, de alguma maneira, caminhando juntos. Abraço fraterno, obrigado!!!

  3. Carmensita Passos disse:

    Beleza, sabedoria, sensibilidade!

  4. Tania Castro disse:

    Meu estimado amigo Jair Araujo , belíssimos poema , de uma leveza , sonoridade … Nos embriaga com sua doçura . Um verdadeiro bálsamo para a alma e o coração . Gratidão por tamanha beleza !

  5. Tânia Castro disse:

    Meu estimado amigo Jair Araujo, Poema lindíssimo! Quanta leveza, sonoridade… De uma doçura que inebria a nossa alma . Gratidão pelo belíssimo poema !

  6. dulcedelgado disse:

    A boa energia do blog está bem presente na sensibilidade do poema.
    Parabéns a ambos os autores!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s