“8 Razões para dispensar a aprovação dos outros”!!!

Querer ser outra pessoa é um desperdício da pessoa que você é”, disse Marilyn Monroe, e ela estava certa.”

Ter consciência para não dar atenção indevida à opinião dos outros, com perda da autoconfiança, da autoestima, de valores individuais significativos, também de tempo e, ainda, para evitar que a pessoa adquira o que se chama na atualidade de “ansiedade social”, é de suma importância, creio firmemente.

A esse pretexto, volto nesta quarta-feira com outra abordagem bem interessante – que entendo merecer atenção para evitar comprometimentos indevidos ao nosso processo de autoconhecimento e de evolução pessoal – a respeito de excessiva valorização à “opinião alheia”, trazendo complementaridade, em alguma medida, ao conteúdo do post “3 Lições para nunca mais ter medo do que os outros pensam e falam“, de 31 de agosto passado.

Faço referência ao excelente artigo abaixo reproduzido, publicado dias atrás no site Tudo Por Email, sobre a opinião própria, o jeito de ser de cada indivíduo e sua eventual submissão ao que os outros pensam e opinam. Um tema cheio de nuances, que não é simples, mas que é impactante e pode nos ajudar sobremaneira.

Então, veja estes significativos oito motivos para que você ouça mais a sua voz interior e dê menos importância à aprovação dos outros. Vale refletir e, quem sabe(?), tirar algum aprendizado!

8 razões para parar de ouvir as opiniões de todos

“8 Razões para dispensar a aprovação dos outros

Todos já procuraram a opinião e os conselhos da família e amigos antes de tomar decisões. Normalmente, a garantia e as recomendações que os outros nos dão fornecem uma sensação de confiança e certeza de que estamos indo na direção certa.


No entanto, sem perceber, essas “opiniões” nos fazem perder o controle de nossas próprias vidas e tomar decisões que nem sempre combinam bem com a nossa natureza. Então, se você sente que o controle sobre sua vida está escapando de seus dedos, estes são os 8 motivos pelos quais você deve ouvir sua voz interior e parar de procurar pela aprovação daqueles ao seu redor.

1. Você não pode agradar a todos

Todos nós amamos ser apreciados e valorizados pelos outros e não temos dúvidas de que quanto mais eles nos amam, melhor nos sentimos. No entanto, é importante lembrar que a natureza do mundo é diversa e saturada com uma variedade de tipos de opiniões, tradições, estilo de vida e outros fatores que afetam cada uma de nossas perspectivas. Por isso, sempre haverá pessoas que acham que seu comportamento é impróprio, que sua maneira de pensar é falha, que a maneira de se vestir é desrespeitosa ou não está na moda, e a lista continua. Winston Churchill disse uma vez: “Você tem inimigos? Bom. Isso significa que você lutou por algo, em algum momento da sua vida. “Pelas palavras dele, pode-se entender que nunca poderemos estar alinhados com todos, mas certamente podemos estar alinhados conosco mesmos.

2. As opiniões das pessoas mudam o tempo todo

Nossas visões de mundo estão mudando constantemente, e os filósofos e teóricos mais famosos ao longo da história mudaram seus pontos de vista de tempos em tempos, influenciados pelas vozes faladas nas discussões com seus colegas eruditos e pelas demanda da própria realidade, sempre mutante. Portanto, da próxima vez que você buscar a aprovação de outra pessoa, tente se lembrar que as opiniões são coisas que se moldam a qualquer momento e são afetadas diretamente pelo ambiente externo. Quem sabe, é bem possível que mesmo durante uma conversa que você tenha com alguém enquanto busca sua aprovação sobre uma decisão que deseja tomar, comece a modificar e remodelar sua opinião!

3. É um desperdício de energia

É importante entender que quando optamos por confiar nas opiniões de amigos ou conhecidos e buscamos sua aprovação para uma decisão específica que queremos tomar, não apenas corremos o risco de ir contra nossa verdadeira vontade, mas também de desperdiçar recursos preciosos de tempo e energia . Em vez de começar a agir de acordo com o que realmente queremos, passamos muito tempo ouvindo as opiniões dos outros, tentando satisfazer os amigos e explicando nossa linha de pensamento. Lembre-se de que o tempo e a energia que você gastou neste processo poderiam ter sido gastos para atingir seu objetivo.

4. No final, nossa decisão só afeta a nós

Antes de optar por confiar no conselho e na aprovação de outras pessoas, é importante lembrar-se de que é você e, às vezes, as pessoas próximas a você, como sua família, que são responsáveis pelas consequências das decisões que você toma. Mesmo que a pessoa de quem você buscou a aprovação para sua decisão tivesse o melhor interesse em mente, você é o único que terá de lidar com os resultados. Portanto, no futuro, tente ignorar as vozes externas que querem influenciar suas decisões e leve em consideração apenas aquelas que realmente importam.

5. Isso nos distrai do que realmente importa

A preocupação constante em buscar a aprovação e a opinião alheia é exaustiva, mas acima de tudo, a mistura de opiniões alheias pode nos confundir e nos fazer deixar de lado, mesmo que não intencionais, as questões realmente importantes – “O que é que alinha-se com a sua verdade interior e o faz sentir-se bem consigo mesmo?” “Você deveria aceitar esse emprego mesmo que na verdade não seja para você? ” “Você deve investir dinheiro em uma coisa ou, alternativamente, cortar despesas em outra coisa?” E até mesmo perguntas simples como “devo me vestir comforme o grupo do qual quero fazer parte?” Assim como você leva em consideração as opiniões dos outros, também deve levar em consideração a sua opinião sobre o que o fará feliz no final das contas.

6. Causa ansiedade social

Em um estudo publicado pelo Social Anxiety Institute dos Estados Unidos, 7% da população do país sofre de ansiedade social em determinado momento e sofre de sintomas como batimento cardíaco acelerado, falta de ar, tontura e exaustão. Uma das principais causas da ansiedade social que surgiu no estudo foi o medo das pessoas de serem percebidas negativamente pelo ambiente imediato e distante. Portanto, da próxima vez que você buscar a aprovação de outras pessoas para que possa se sentir mais confiante de que está fazendo a coisa certa, tente notar se seu corpo está sinalizando para você que você está confiando demais nas opiniões dos outros a ponto de pode até ser prejudicial à sua saúde.

7. Não é tão importante para eles quanto para você

Muitos de nós cometemos o erro de pensar que, se atribuímos grande importância a um determinado assunto, provavelmente outros verão as coisas da mesma maneira. No entanto, todos nós temos uma visão de mundo diferente, e é muito possível que o que consideramos muito importante não seja percebido por outras pessoas, fazendo com que suas opiniões sejam invalidadas em termos da decisão que você deve tomar. Portanto, no futuro, em vez de buscar aprovação, apenas seja quem você é e faça o que parecer certo para você.

8. Você é o único que precisa se aceitar

“Querer ser outra pessoa é um desperdício da pessoa que você é”, disse Marilyn Monroe, e ela estava certa. Somos todos diferentes e essa é a verdadeira beleza do nosso mundo. A busca constante por aprovação é uma forma lógica pela qual às vezes podemos tomar decisões equilibradas, mas ao mesmo tempo, se buscarmos demais, também podemos ir contra nossa verdade interior e “desperdiçar” nossa singularidade e o dom que a vida nos deu: Ser quem somos.

Fonte da imagem: Josef GrunigFiresam​

Ver a publicação original: https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=15954

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Frases célebres, Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para “8 Razões para dispensar a aprovação dos outros”!!!

  1. Pedro Bulhões disse:

    Mais um excelente texto, com bela contribuição para todos.

  2. dulcedelgado disse:

    Bem interessante…e útil!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s