‘Os cães sentem emoções comparáveis ​​às de uma criança’

Repercuto hoje mais algumas revelações interessantes a respeito das emoções (e de determinados comportamentos) dos cães. Segundo matéria divulgada no site da Revista Pazes, pesquisadores avançam no entendimento comportamental dos caninos, mais precisamente sobre seus sentimentos, com recentes achados sobre o nível de sensibilidade desses animais (seria semelhante ao de uma criança), assim como a respeito de aspectos como otimismo e pessimismo, passando ainda por atitudes que demonstrariam estado de depressão e de ciúme.

Lendo o conteúdo, notadamente pelo longo tempo de vivência com diferentes raças de cães, percebo que essas revelações fazem muito sentido. Diria, em acréscimo, não ter dúvida de que o nível de percepção e de sentimentos que esses animais demonstram, em especial na relação com os humanos, é bastante elevado. De todo o modo, é sempre bom ouvirmos o que dizem os especialistas/pesquisadores.

Confira a publicação, abaixo transcrita:

“Os cães sentem emoções comparáveis ​​às de uma criança

A sensibilidade e as emoções dos animais vem sendo estudada ao longo dos anos e com especial atenção nos últimos tempos. Vários estudos científicos mostraram que os cães podem se sentir de modo semelhantes aos humanos .

Um estudo da Universidade Emory, em Atlanta (Estados Unidos) procurou demonstrar que cães sentem de forma similar às  crianças. Com um nível de intensidade, de fato, semelhante.

Os cães têm a mesma sensibilidade que uma criança

Segundo divulgado, estudo realizado pelo neurologista Gregory Bens aponta que, após realizar um teste com vários cães, incluindo o dele, conseguiu mostrar que os caninos têm a mesma sensibilidade que uma criança.

O experimento consistiu em usar vários cães e colocá-los sob um scanner de ressonância magnética. Durante o teste, os cães receberam diferentes tipos de estímulos, o que gerou alguma atividade cerebral.

Segundo a pesquisa, a atividade cerebral dos cães aumentou à medida que eles recebiam sinais relacionados a alimentos ou cheiros de pessoas conhecidas.

Os cães podem ser otimistas ou pessimistas?
Por outro lado, um estudo também relacionado às emoções em cães mostrou que os cães, como os humanos, podem ser otimistas ou pessimistas .

Ou seja, quando um cão é deixado sozinho em casa, ele fica angustiado e o demonstra claramente com seus latidos, destruindo coisas ou fazendo suas necessidades por dentro.

Nesse sentido, a investigação revelou que os caninos ficam ansiosos quando são deixados sozinhos e, com seu comportamento, tendem a ser pessimistas.

O professor Mike Mendl é o chefe do grupo de pesquisa da Universidade de Bristol (Reino Unido) que realizou o estudo.

Em diferentes mídias, ele afirmou que sua equipe foi capaz de desenvolver um novo método para estudar decisões pessimistas ou otimistas em cães.

Os pesquisadores conduziram o estudo com 24 cães que haviam entrado recentemente em um abrigo no Reino Unido.

Um investigador interagiu com cada cão em uma sala isolada por 20 minutos.

No dia seguinte, o cachorro foi levado de volta à sala e deixado sozinho por um período de cinco minutos, período em que seu comportamento foi capturado em vídeo.

Naqueles cinco minutos, os pesquisadores observaram que o cão começou a latir, pular em móveis e arranhar a porta. Esses comportamentos foram repetitivos nos diferentes animais.

Para estudar a tomada de decisão nesses mesmos cães , os pesquisadores colocaram uma tigela de comida em um local da sala e outro vazio. Ambos os contêineres estavam localizados em lugares ambíguos.

Os cães que corriam rapidamente para esses lugares ambíguos, como se esperassem a recompensa alimentar, eram classificados como relativamente otimistas, enquanto aqueles que não chegavam perto da tigela eram considerados pessimistas.

Mendl disse: “Sabemos que os estados emocionais das pessoas afetam seus julgamentos e que as pessoas felizes têm maior probabilidade de julgar uma situação ambígua de maneira positiva. Nosso estudo mostrou que isso se aplica igualmente a cães “.

Os resultados sugerem que o comportamento considerado problemático para os proprietários também tem significado emocional para os animais, mesmo quando o comportamento em si não está sendo expresso.

Além disso, existe a possibilidade de que alguns cães tenham maior probabilidade de responder ansiosamente quando deixados sozinhos .

Isso é importante porque o comportamento relacionado à separação é comum em cães, portanto, prevendo que o comportamento possa ser usado para tratá-los adequadamente, para que eles possam alcançar um bom bem-estar.

Outros estudos sugeriram que os cães podem experimentar emoções negativas como os humanos , incluindo o equivalente a certas condições psicológicas agudas e crônicas, como a depressão.

Da mesma forma, há alguns anos, sintomas análogos à depressão clínica, neurose e outras condições psicológicas foram geralmente aceitos no que se tornou conhecido como emoção canina.

Por outro lado, outras pesquisas revelam que os cães também podem ter ciúmes. Esse tipo de comportamento, em que um animal está frustrado com o que acontece com outro, também foi observado em primatas.

Nos cães, segundo os cientistas, esse tipo de comportamento provavelmente se deve à estreita relação que os cães têm com os seres humanos.

Do site Mis Animales

Fonte: https://www.revistapazes.com/caes-emocoes-crianca/

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para ‘Os cães sentem emoções comparáveis ​​às de uma criança’

  1. Luci disse:

    Acredito fielmente no que relata o texto e sou testemunha viva de diversas situações envolvendo cães com seus donos, no caso, dona. Se me ausento deles, no retorno são muitos choros e lamentos e necessidades do contato físico por uns bons 5 minutos. E o ciúme também eles fazem questão de demonstrar na aproximação de outra criatura, humana ou não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s