“Comportamentos na quarentena” – Você vai gostar de ler esse texto!

60 frases de motivação em tempos difíceis: força, coragem e ...

Eis um texto muito legal, que vi ontem em grupo de rede social, traçando bom panorama sobre o que acontece, ou pode estar acontecendo, em maior ou menor intensidade, com os sentimentos e, no geral, com o estado de ânimo de cada um de nós ao longo desse isolamento social imposto pela atual pandemia.

O texto está no Facebook, assinado por Ligia –  Cientista que Virou Mãe. Na minha avaliação, a autora foi muito feliz no seu argumento sobre um elenco de sentimentos e/ou comportamentais dos indivíduos, compreensivelmente próprios e naturais para os dias de hoje.

A mensagem, escrita de forma inteligente, de agradável leitura, deixa o leitor de certa forma tranquilo e contribui para reforçar esperanças em relação à vida que precisa reflorescer após essa tempestade.

Creio que você irá se identificar com alguma dessas descrições aí mencionadas. Confira a seguir:

” A fase atual da quarentena (abrindo o TERCEIRO mês) é marcada por:

– cansaço
– desânimo intenso
– necessidade absoluta de reformulação (de trabalho, de coisas decididas inclusive no início da quarentena, de práticas, de pensamentos, de rotina inicialmente adotada no isolamento, de tudo)
– corpo com sinais de pouco uso, pouco alongamento, pouco movimento, mesmo que você esteja se movimentando, porque sua rotina foi alterada e o corpo está se adaptando ao novo
– pensamento negativista
– descrédito generalizado em informações
– nostalgia
– pensamentos vagos
– dificuldade de continuar tarefas por não ver sentido nelas (confiem, elas têm sentido sim, é só a sua percepção)
– apetite alterado
– déficit de atenção e de manutenção de foco
– anedonia (incapacidade de sentir prazer com coisas que antes nos eram prazerosas)
– entre outros

Isso não é só fruto da minha observação, mas também dos estudos que já fiz e que continuo fazendo sobre efeitos do confinamento, do isolamento social, do estresse imprevisível. Curiosamente, esses são temas dos domínios da minha primeira área de formação – psicobiologia, comportamento humano em situações adversas, papel do estresse agudo e crônico sobre o comportamento, resiliência física e mental, transtornos de ansiedade (ansiedade generalizada e pânico), psicobiologia do comportamento aversivo, etc., sobre os quais fiz mestrado e meu primeiro doutorado. E sim, quando não temos como prever os eventos estressantes e traumáticos, nos comportamentos dessa maneira aí.

Por que estou apontando isso? Para que todo mundo que está se sentindo assim saiba que MUITA GENTE ESTÁ ASSIM. NÃO É UM PROBLEMA SEU, UMA INABILIDADE SUA, UMA INCAPACIDADE. É assim mesmo que a gente se comporta. Então, minha gente querida:

SEGURA FIRME NESSA BAGAÇA AÍ E NÃO DEIXA A COISA DEGRINGOLAR.

Lembrem-se sempre:

NOSSO CORPO E NOSSA MENTE REAGEM A DESPEITO DA FORMA COMO GOSTARÍAMOS QUE REAGISSEM.

Tem muita gente em sofrimento sim. E isso não diz nada a respeito da sua capacidade de enfrentamento, não diz que você é fraco, ou desorganizado, ou nada disso. Diz apenas que você é um ser humano passando pela situação mais adversa dos tempos atuais.

Respira – o vírus nos lembra disso todos os dias.
Respira fundo.
Não vamos nos comportar dessa maneira até o fim. O comportamento muda, nossa resposta é adaptativa, significa que ela vai se adaptando.

Não tem nada de “doente” ou “incapaz” ou “fraco” ou “despreparado” quem não está se sentindo bem neste momento. É normal. É esperado. Logo mais vamos reagir de outra maneira.

Tá tudo bem não estar bem agora.
Tá tudo bem em se sentir bem em um dia e péssimo no outro.
Tá tudo bem sentir medo. Tá tudo bem sentir felicidade com pequenas coisas. Tá tudo bem ter crise emocional. Tá tudo bem ter oscilação de humor.
Só não tá tudo bem descontar tudo isso nos outros, aí não tá tudo bem, porque o outro também tá sofrendo.

O isolamento social também tem fases. Essa é bastante densa. Segurem-se no que vocês têm de mais valioso em suas vidas. E espero que nutram valores gentis e amorosos, isso vai fazer muita diferença agora.

Força, gente! ”

Ligia – Cientista que Virou Mãe.

Fonte: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2874775759301563&id=215524625226703

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento. Bookmark o link permanente.

7 respostas para “Comportamentos na quarentena” – Você vai gostar de ler esse texto!

  1. Arnaldo de Castro Costa disse:

    Boas dicas.

    O problema é que infelizmente nem todas as pessoas conseguem sair dos seus conflitos interiores…apego…medo…stress

  2. JCDattoli disse:

    Creio nisso, meu caro. E você, pelas atividades que exerce, sabe muito bem do que está falando. A esperança é contribuir, aqui e acolá, para esse despertar. Vamos nessa. Grato pelo comentário, grande Arnaldo!

  3. Sandra Fayad Bsb disse:

    É uma matéria animadora. ” Tá tudo bem…”. Repassando…

  4. Georgina Santos disse:

    Parabéns Dattoli
    Como sempre trazendo temas importantes e que nos ajudam a referir buscando melhor qualidade de vida
    Obrigada amigo
    Abraços

  5. dulcedelgado disse:

    Muito bom este espírito para encarar uma adversidade como esta que toca a todos! E até outros embates que acontecem na vida de cada um de nós!

  6. JCDattoli disse:

    Creio também. Faz toda a diferença!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s