Reflexão: ‘Se você estiver disponível toda vez que quiserem, você sempre será o estepe’

Como reflexão para hoje, em abordagem sobre comportamento e, mais precisamente, sobre relacionamentos, trago interessante texto do professor Marcel Camargo, publicado semana passada no portal eletrônico da Revista Pazes.

Ele chama a atenção para o natural comportamento que nós humanos tendemos a adotar com relação às coisas que viram costumes (hábitos), ainda que se trate de grandes e nobres atitudes feitas a nosso favor. Pode até parece absurdo, mas é fato. Aliás, confirma, em tese, o jargão popular: “o que é fácil não tem valor”!

Em reforço, encontrei no site Pensador este pensamento, de Anderson de Matos Moreira:

“O que é fácil não tem valor, disso… Eu sei! Pois é normal desvalorizar o que conseguimos facilmente sem imaginar o quanto difícil pode ser para outros.”

A questão de fundo, que não é simples, é encontrar o ponto (o limite) para ajudar, para estar a serviço de outras pessoas, isto é, para demonstrar prontidão/boa vontade. Se por um lado o assunto envolve a beleza do servir, com atitudes de maior generosidade e menor egoismo, de outro lado, pelo que foi destacado acima, tem a ver com aspectos como reconhecimento, gratidão, autoestima, entre vários outros, que terminam impactando o estado de espírito do indivíduo. 

Vale a pena pensar sobre isso. Leia a seguir:

“Se você estiver disponível toda vez que quiserem, você sempre será o estepe

Texto de Marcel Camargo

Existem situações em que não poderemos nos recusar a ajudar, porque nem sempre o que ocorre se trata de nós mesmos. Desprender-se de si, em certos momentos, enxergando as necessidades alheias, é o que nos tornará pessoas melhores e menos egoístas – e o mundo precisa disso. Porém, nem a todos os chamados poderemos responder com prontidão, ou acabaremos adoecendo, de corpo e alma.

O ser humano possui comportamentos que não se explicam direito, como o de desvalorizar aquilo que já se tornou um hábito, uma certeza. Muitas vezes, as pessoas supervalorizam uma atitude pequena, enquanto nem parecem ligar para uma ajuda imensa, simplesmente porque essa ajuda imensa elas tinham certeza de que receberiam. É assim com amigos, colegas de trabalho e até mesmo nos relacionamentos amorosos.

Talvez seja este um dos maiores entraves da raça humana: a dificuldade de ser grato ou de enxergar quem sempre está ali ao lado, para o que der e vier. Porém, caso a pessoa que sempre respondeu acabe se negando a fazê-lo uma única vez, a ingratidão vem com tudo, como se a pessoa se esquecesse de imediato do tanto que já foi ajudada por aquele que, por alguma razão, dessa vez não responde ao seu chamado.

Na maioria das vezes é assim que as coisas andam: caso você esteja disponível toda vez que for requisitado, seja por um amigo ou por um pretendente, dificilmente se lembrarão de você quando tudo estiver bem ou quando já tiverem alguém ao lado. Ou seja, nosso valor está diretamente relacionado ao tanto que nós nos valorizamos. O que é fácil demais não atrai, tampouco consegue transmitir o seu real valor, infelizmente.

É óbvio que deveremos estar disponíveis para algumas pessoas, como nossos pais, por exemplo, dentre outras situações em que a recusa seria nada menos do que mesquinharia egoísta. No entanto, limites sempre serão necessários, para que não confundam nossa solicitude com servidão e nossos mais puros sentimentos com ocasião. Quando estivermos agindo em desfavor de nossa dignidade, não estaremos ajudando ninguém e sim enterrando, aos poucos, a nossa autoestima. Acredite, é assim, na grande maioria das vezes.

Fonte: https://www.revistapazes.com/se-voce-estiver-disponivel-toda-vez-que-quiserem-voce-sempre-sera-o-estepe/

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Ações sociais e humanitárias, Educação, Frases célebres, Psicologia e comportamento. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Reflexão: ‘Se você estiver disponível toda vez que quiserem, você sempre será o estepe’

  1. dulcedelgado disse:

    Como em tudo na vida… equilíbrio precisa-se!
    Muito interessante e educativo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s