‘Empatia pode ser ensinada; saiba como incentivá-la nas crianças’

Gostei deste atual artigo publicado no blog Viva Bem (vivabem.uol.com.br), falando sobre ‘empatia’, um sentimento tão importante e crescentemente valorizado no contexto da inteligência emocional e do fazer o bem, mas, em especial, sobre três aspectos trazidos na publicação:

1) estratégia para você administrar a sua capacidade de querer ajudar muita gente, que seria lançar mão da chamada “empatia cognitiva”;

2) o conceito curioso de deficit de empatia, que segundo especialistas caracterizaria pessoas que, sem demonstrar empatia, carecem de senso moral e não sabem distinguir entre o certo e o errado; e

3) dicas do mundo real, de práticas simples, para pais e educadores, sobre como ensinar/reforçar o sentimento de empatia. Isso, ao que tudo indica, fará muita diferença na vida dessas pessoas e fará um mundo de maior bondade!

Gracia Lam/The New York TimesCada pessoa nasce com determinado número de neurônios responsáveis pela participação em respostas empáticas Imagem: Gracia Lam/The New York Times

Vale a pena ler o referido artigo. Clique no link abaixo e confira:

https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/12/13/empatia-pode-ser-ensinada-saiba-como-incentiva-la-nas-criancas.htm?utm_medium=10todaybr.20181217&utm_source=email&utm_content=article&utm_campaign=10today

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Educação, Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s