Ajudar outras pessoas faz bem para a saúde, afirma pesquisa!

Com o propósito de estimular a boa cidadania e a prática do bem, já fiz publicações aqui a respeito dos benefícios para a saúde (física/mental) de quem pratica atividade social, voluntária. Está comprovado, por diversos estudos, que ser solidário com pessoas necessitadas e praticar a caridade traz uma conexão e energia que fazem muito bem. 

Com efeito, no meu livro LONGEVIDADE, ao falar sobre a importância de exercer atividades voluntárias (capítulo 8 VOLUNTARIADO – páginas 157/163), apresentei, entre alguns conceitos e informações diversas, resultado de pesquisas publicadas no site da organização norte-americana Create the Good, evidenciado benefícios reais para a saúde e o bem-estar de quem atua como voluntário(a), em especial na fase da maturidade e da aposentadoria, a saber:

“aumento da autoconfiança, mais forte ligação à comunidade e melhoria da saúde e bem-estar;”

“apresentação de taxas de mortalidade mais baixas, de maior capacidade funcional e de menor risco de depressão comparado com as pessoas, da mesma faixa etária, que não realizam esses tipos de atividade”.

Convém salientar que existe distinção entre doação e ação voluntária. A doação tem caráter estanque, é pontual. Já o voluntariado, na sua plena acepção, tem a ver com ações continuadas, o que pressupõe o envolvimento e a criação de vínculos.

Para reforçar essa abordagem, reproduzo matéria publicada no portal eletrônico da revista GALILEU, no último dia 4, trazendo mais evidências sobre benefícios proporcionados pela atitude de fazer o bem. Confira a seguir:

“Ajudar outras pessoas faz bem para a saúde, afirma pesquisa

 (Foto: Creative Commons / MabelAmber)(FOTO: CREATIVE COMMONS / MABELAMBER)

É melhor ajudar algum conhecido do que uma instituição de caridade. Pelo menos se você estiver pensando nos benefícios para a sua saúde. Essa é a conclusão de um estudo publicado no jornal científico Psychosomatic Medicine: Journal of Biobehavioral Medicine.

Fornecer apoio social a pessoas em necessidade ativa regiões do cérebro ligadas ao cuidado parental — o que está associado a efeitos positivos para a saúde. Em comparação, ajudar uma instituição não tem os mesmos efeitos neurobiológicos.

“Nossos resultados destacam os benefícios únicos de fornecer suporte direcionado e elucida as vias neurais pelas quais dar suporte pode levar à saúde”, escrevem Tristen Inagak e Lauren Ross, da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos.

Para chegar à conclusão, o estudo foi dividido em duas etapas. Na primeira, 45 voluntários precisavam escolher entre auxiliar uma pessoa próxima que necessitava de dinheiro, fazer doações para a caridade ou realizar ações em benefício próprio. Os participantes se sentiram mais conectados socialmente e consideraram que o apoio  era mais eficaz quando destinado a um conhecido.

Em seguida, os participantes passaram por uma avaliação emocional (com uso de ressonância magnética funcional) para avaliar a ativação de áreas específicas do cérebro ao fornecer apoio social. Independentemente de quem ajudaram, as atitudes positivas foram relacionadas ao aumento da ativação do estriado ventral e da área septal, regiões anteriormente ligadas a comportamentos de cuidado parental em animais.

No entanto, a área septal ficou mais ativa quando as pessoas forneciam o apoio direcionado a alguém, resultando em uma redução na atividade da amígdala, que tem relação com o sentimento de medo e estresse.

Na segunda parte do experimento, 382 participantes forneceram informações sobre o seu comportamento em relação às atitudes de apoio, sendo submetidos a uma tarefa diferente de avaliação emocional com varredura funcional por ressonância magnética.

Mais uma vez, aqueles que relataram dar apoio mais direcionado aos outros também apresentaram uma redução na atividade na amígdala. Em ambos os casos, dar suporte não direcionado (como doação para caridade) não se relacionou à redução das atividades da amígdala. “Os seres humanos aproveitam as conexões sociais e se beneficiam quando agem a serviço do bem-estar dos outros”, segundo os autores.

Um estudo anterior, também publicado na Psychosomatic Medicine, afirmou que dar suporte social tem efeitos positivos nas áreas do cérebro envolvidas em respostas ao estresse e à recompensa. Esse estudo sugeriu que fornecer apoio — não apenas recebê-lo — pode trazer benefícios à saúde física e mental.

A ligação entre o aumento da ativação do área septal e a diminuição da atividade da amígdala “sugerem um caminho neural pelo qual dar apoio acaba influenciando a saúde que é destinada a formas específicas de apoio, como ajudar pessoas que já conhecemos”.

Veja a publicação original em: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/09/ajudar-os-outros-faz-bem-para-saude-diz-pesquisa.html

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Ações sociais e humanitárias, Saúde. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Ajudar outras pessoas faz bem para a saúde, afirma pesquisa!

  1. Minha intuição já vem me dizendo isso faz tempo, e qualquer um pode chegar à mesma conclusão. Basta observar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s