Respirar com consciência lhe fará viver bem melhor!

Resultado de imagem para respiração profunda                                   Crédito de imagemNitro News Brasi

Ter estratégia para manter o equilíbrio emocional nos dias de hoje, de tantos desafios, agitação e insegurança, passa a ser grande diferencial para a saúde pessoal e para o sucesso na carreira

Vez por outra, ao fazer palestra sobre o tema Planejamento da Aposentadoria, na qual realço a importância do fator Autoconhecimento e Espiritualidade, entre diversos outros, ouço comentários e recebo pedidos de sugestões sobre estratégias para situações de desequilíbrio emocional e, mais precisamente, para casos de elevado nível de ansiedade, dado o entendimento corrente de que aquele estado (ansiedade) não é positivo para a saúde da pessoa.

No geral, tenho realçado que a ansiedade é sinal de que a pessoa se encontra vivendo mais no futuro e menos no momento presente, o que acaba dando margem ao surgimento de uma série de doenças da mente, que também adoecem o corpo, segundo a vasta literatura disponível sobre o tema, muitas das quais já mencionadas em minhas postagens ao longo dos últimos anos.

Sem entrar em situação específica e, claro, sem prejuízo de consulta aos profissionais da área de saúde, tenho sugerido, e não é de agora, que um recurso bastante recomendado para promover o equilíbrio emocional é a prática da meditação, por facilitar o autoconhecimento, permitir que a pessoa coloque foco no momento presente, no agora, saindo assim do turbilhão de pensamentos e de preocupações tão comuns dos tempos atuais. Tal sugestão, de meditar e incorporar o exercício da atenção plena, baseia-se na constatação de que se trata de estratégia (ou atitude) notoriamente eficaz e que está ao alcance de todos, por ser de adoção relativamente simples, porque é de graça e sem contraindicações!

A respiração consciente para o reequilíbrio emocional e o bem-estar

Ao fazer tal sugestão, claramente me refiro, como providência inicial, básica e essencial, à incorporação do hábito da respiração consciente, plena, profunda, diafragmática. Saiba que todo método (ou escola) de meditação que conheço, e não são poucos, orientam a iniciação pelo processo respiratório, por levar o meditante, naturalmente, a viver o momento presente, a estar no “agora”.

Com efeito, fazer essa prática por alguns instantes, regularmente, e sempre que necessário, é o ponto de partida para a paz interior, para aquietar a mente e para a recomposição do equilíbrio emocional. Esteja certo(a) de que fazer paradas para a boa respiração contribuirá significativamente para que você se sinta melhor, desapegando-se de cargas trazidas por situações vividas no passado ou projetadas para o futuro e, mais ainda, em condições de administrar as inúmeras situações que desafiam o nosso equilíbrio emocional no dia a dia!

Indo direto ao ponto, ao incorporar o hábito da respiração consciente você chega, de forma natural e rápida, à vivência do momento presente e passa a experimentar a prática da ‘atenção plena’, esta bastante evidenciada nos dias atuais. Tal estado, assim, representará para você uma ajuda substancial no equilíbrio corpo-mente.

Como respirar?

Não há complicação a esse respeito. É tudo muito fácil. A respiração consciente (profunda) requer colocar o foco no ato (processo) de respirar, no inspirar e expirar lentamente, trabalhando o diafragma – músculo que separa as cavidades torácica e abdominal, na região do baixo abdômen -, que você percebe expandir e contrair ao respirar corretamente.

De toda maneira, quem quiser ler um pouco mais sobre método e condições para uma respiração correta, pode conferir no Apêndica 1 (“Como praticar a meditação – Orientações gerais para principiantes), do livro LONGEVIDADE, de minha autoria, assim como em algumas postagens feitas no blog, entre as quais recomendaria estas duas: https://obemviver.blog.br/2014/05/07/pratique-a-meditacao-voce-so-tem-a-ganhar/ e https://obemviver.blog.br/2014/07/22/como-praticar-a-meditacao-algumas-dicas/.

Benefícios gerais com a prática

Segundo afirmam diversos especialistas (psicólogos, terapeutas em geral, profissionais do coaching, entre outros), inclusive com respaldo em pesquisas científicas feitas mundo afora, adotar o hábito da respiração profunda lhe proporcionará inúmeros benefícios importantes e imediatos, resultantes do reequilíbrio emocional, cabendo destacar, como exemplos:

Promove a regulação de importantes hormônios e de funções como frequência cardíaca, temperatura corporal, metabolismo e digestão;

Reduz/elimina a ansiedade antes da tomada de decisões relevantes/difíceis (fechamento de um negócio, participar de reunião, fazer apresentação etc.);

Faz a mente ficar mais centrada, inspirada e pronta para encontrar soluções;

Melhora o foco (capacidade de colocar atenção no essencial);

Proporciona mais disposição para as atividades;

Melhora as condições cognitivas, do humor e do sono.

Quando devo entrar nesse estado de atenção plena, ou seja, respirar de forma consciente?

A resposta é: todos os dias, idealmente em horários regulares, e sempre que precisar!

No geral, recomenda-se fazer a respiração (meditação) pela manhã, antes de começar as atividades, e também antes de dormir, todos os dias. O tempo de prática vai depender da sua disponibilidade, gosto e necessidade. Poucos minutos já valem. Mas, em face das turbulências dos tempos atuais e da realidade do dia a dia, que parece estar cada vez mais estressante, é muito recomendável que você incorpore o hábito das paradas para fazer respiração consciente sempre que necessário. Tal prática, cabe registrar, vem ganhando adeptos mais e mais, por pessoas das mais diversas atividades no Brasil e no mundo, o que inclui, por exemplo, personalidades de sucesso e de agenda apertada, como artistas e executivos de grandes corporações, conforme publicamente divulgado.

O que importa é lançar mão da respiração profunda sempre que precisar manter-se centrado(a) e com maior controle das emoções. Portanto, pode ser praticada várias vezes ao dia.

Em síntese, estas são algumas situações típicas que requerem o uso da respiração plena: para aliviar ansiedade, medo, tensão, insegurança; para quando se sentir pilhado(a), com elevado estresse e perdendo o controle; para recarregar a bateria (energizar-se), para desfocar-se de um problema que o(a) aflige e para o qual não está encontrando solução…

Espero que essas dicas lhe sejam úteis. Depois me conte, registre o seu comentário, traga a sua experiência e enriqueça a abordagem. Desde logo, muito obrigado!

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Meditação e Espiritualidade, O ser humano no contexto das organizações, Psicologia e comportamento, Saúde. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Respirar com consciência lhe fará viver bem melhor!

  1. Arnaldo disse:

    Belo e inspirador Post, Dattoli. Parabéns!!!

  2. Sergio Roberto Silva Dattoli disse:

    Nossas emoções são livres e selvagens..ora nos conduz a momentos maravilhosos ora ao desconhecido…..

  3. dulcedelgado disse:

    Aprender a respirar/estar atentos a esse acto vital é uma dádiva para nós, corpo e mente. E ajuda-nos a lidar com tudo de uma forma mais tranquila. Pelo menos torna um pouquinho mais fácil…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s