A Qualidade de Vida é a essência do ‘viver mais e melhor’!

A imagem pode conter: texto

 

Nos meus textos, nas palestras, nos debates por aí afora e, sobretudo, nas páginas do livro LONGEVIDADE – Como se preparar para uma vida longa e bem-sucedida, utilizo expressões simbólicas – e propositais – como, por exemplo, boa velhice, aposentadoria ativa, maturidade plena, idoso bem-sucedido e bela longevidade. A esse respeito, é importante perceber, e gostaria que isso estivesse bem claro, que uma tradução síntese para esses conceitos é, simples e objetivamente, qualidade de vida (QV).

Acontece que, aqui e acolá, noto que esse entendimento não é assim tão pacífico, dada à própria amplitude do termo ‘qualidade de vida’. Então, vou passar alguns pontos. Espero que sejam facilitadores e estejamos todos, assim, na mesma sintonia. Vem comigo!

No conjunto, abstraídas situações excepcionais, estamos vivendo mais e vamos viver mais do que as gerações anteriores. A longevidade, como fenômeno atual e futuro, é uma realidade. Logo, quem se aposenta agora pode desfrutar dessa condição por 30, 40 anos… A questão é, a que preço viver mais? O que todos devem buscar é fazer uma boa preparação para o futuro, pois o que importa é, na verdade, viver mais e melhor. Cunhei e tenho repetido esta frase:

Já que você vai viver mais, não abra mão de planejar o seu futuro!

E nesse espírito do chegar longe com qualidade de vida, estamos falando de bem viver e bem-estar no tempo da maturidade! É preciso estar consciente a esse respeito. Por óbvio, quanto antes, melhor!

Não se pode desconhecer (ou ignorar) isso, pois o viver mais, fortalecido a cada dia pela continuada expansão da expectativa de vida, é um prêmio que merece ser desfrutado. Mencionei, semanas atrás, um provérbio judaico que vale a pena repetir aqui:

“Para o ignorante, a velhice é o inverno. Para o instruído é a estação da colheita”.

Conceituando e entendendo o termo ‘qualidade de vida’

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), “é a percepção do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações.”

Logo, é a aferição de como a pessoa se sente em relação à vida que leva, é um medidor da sua percepção em relação à vida hoje. É sua sensação de bem-estar considerando sua condição de vida. Portanto, compreende aspectos/fatores mais objetivos (ou materiais) e, em grande medida, aspectos subjetivos (sutis e imateriais). Aqui, chamo a atenção para a importância das expectativas e objetivos criados pela própria pessoa. Isso fará grande diferença e influência na sua percepção de QV. Assim, é fácil concluir que excesso de ambição e demasiado apego pelo “ter”, além de serem gatilhos para estresse e ansiedade, entre outros potenciais problemas, acabam virando uma armadilha que compromete a qualidade de vida!

Qualidade de vida X Padrão de vida

De outro lado, é importante não confundir qualidade de vida com padrão de vida. PV é a dimensão econômica, financeira e patrimonial do modo de viver, incluindo bens e serviços, estilo de vida e status. Pressupõe alto poder aquisitivo. Ter bom padrão de vida não significa que haja qualidade de vida na sua plenitude. Ou seja, alto PV não assegura, por si só, que exista elevada sensação de QV.

Não é por acaso que considero os cinco grandes fatores a seguir como determinantes para que se tenha qualidade de vida (são importantes individualmente mas exercem influência, positiva ou negativa, sobre os demais e, consequentemente, sobre o resultado geral. O conjunto deve prevalecer):

Financeiro – renda atual e futura, investimentos p/o presente e o futuro, moradia, patrimônio em geral…

Físico – devem ser levado em consideração os aspectos da saúde, a autonomia, as dietas, as atividades físicas etc.

Contatos sociais – amizades (quantidade/qualidade), em especial por ser este um fundamental sistema de apoio e principal fator de correlação para a felicidade, segundo pesquisas.

Propósito/missão de vida – ter clareza sobre o que quer – e o que não quer – ser/ter/fazer na vida, o que dá real motivação para levantar da cama a cada dia e decidir fazer o que efetivamente lhe dá prazer e faz sentido. Compreende também a dimensão espiritual.

Intimidade – relacionamento familiar e, principalmente, afetivo.

Aliás, a imagem que utilizo de início foi o tema de postagem que publiquei na minha fanpage no Facebook, em 20 de janeiro.

E para fechar…

Incorpore a qualidade de vida como uma filosofia permanente e desfrute de colheitas preciosas e mais duradouras nestes tempos de longevidade em alta. É com você!

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, Psicologia e comportamento, Saúde. Bookmark o link permanente.

4 respostas para A Qualidade de Vida é a essência do ‘viver mais e melhor’!

  1. Eliana Cristina de Lemos Ornellas disse:

    Boa noite Clovis!

    Excelente explanação. Quase uma síntese do seu bom livro.
    Contatos sociais, amigos, principalmente esse item, me faz uma pessoa feliz. Os outros são secundários para o meu “bem viver “.

    Parabéns por sua postagem.

    • JCDattoli disse:

      Obrigado, Eliana. Fico feliz que tenha gostado. E depoimentos como esse seu são muito importantes para validar o que escrevemos. Sobretudo, nos incentiva!
      Também, grato pelas palavras elogiosas!
      Abração.

  2. dulcedelgado disse:

    Importantes esses cinco pontos e tentar equilibrá-los!

    O pior são aqueles cujas pensões de reforma não dão sequer para comer decentemente nem para os remédios que necessitam, como acontece com tantos idosos no meu país…
    Padrão de vida não traz felicidade, é certo..mas ajuda a cumprir alguns desejos latentes e a dar disponibilidade mental para aproveitar bem esse tempo que deveria ser tão rico!

  3. JCDattoli disse:

    É uma honra ter você como seguidora, prezada Dulce, e ainda mais poder contar com os seus comentários sempre pertinentes, vindos de além-mar. Muito grato!
    Você toca no ponto que é dos mais evidentes. Se é verdade que ter riqueza não assegura qualidade de vida, lato sensu, nem felicidade verdadeira, também é verdade que a carência financeira – que deixe de atender necessidades essenciais e de assegurar uma vida equilibrada e digna – compromete as condições para um viver com qualidade, como falei na postagem. Os cinco fatores precisam estar em níveis aceitáveis, cada um de per si, sob pena de impossibilitar a almejada boa QV.
    Forte abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s