Um poema mais do que oportuno: A Origem da Fome – Bráulio Bessa!

Neste espaço aberto para as artes, aos fins de semana, faço referência a comentário das professoras Regilma Varela e Eliza Viana, da Escola Municipal Professora Francisca Avelino, Taipu-RN, registrado a propósito de postagem anterior que fiz aqui sobre o poema RECOMECE, de Bráulio Bessa. Elas, gentilmente, transcreveram, com merecidos elogios, outra poesia desse genial poeta cearense, que além de bela é por demais oportuna, por conta de tudo o que temos passado no Brasil. Como não poderia ser diferente, segue a reprodução do poema, abaixo.

Vejam que reflexão e que conclusão trazem o poeta, em seus versos, ao buscar entender A ORIGEM DA FOME. Pura genialidade!

E para trazer a devida emoção, assistam ao vídeo com Bráulio Bessa declamando o referido cordel, logo a seguir:

A origem da fome

Eu procurei entender
Qual a receita da fome
Quais são seus ingredientes
A origem do seu nome
Entender também porque
Falta tanto o de comer
Se todo mundo é igual
Chega dá um calafrio
Saber que o prato vazio
É o prato principal

Do que é que ela é feita
Se não tem gosto, nem cor
Não cheira, nem fede a nada
E o nada é seu sabor
Qual o endereço dela
Se ela tá lá na favela
Ou nas brenhas do sertão
É companheira da morte
Mesmo assim não é mais forte
Do que um pedaço de pão!
Que rainha estranha é essa
Que só reina na miséria
Que entra em milhões de lares
Sem sorrir, com a cara séria
Que provoca dor e medo
E sem encostar um dedo
Causa em nós tantas feridas
A maior ladra do mundo
Que nesse exato segundo
Roubou mais algumas vidas!

Continuei sem saber
Do que é, que a fome é feita
Mais vi que a desigualdade
Deixa ela satisfeita
Foi aí que eu percebi
Por isso que eu não a vi
Eu olhei pro lado errado
Ela tá em outro canto
Entendi que a dor e o pranto
Era só seu resultado!

Eu achei seus ingredientes
Na origem da receita
No egoísmo do homem
Na partilha que é má feita!
E mexendo num caldeirão
Eu vi a corrupção
Cozinhando a tal da fome
Temperando com vaidade
Misturando com maldade
Pro pobre que lhe consome!

Acrescentou na receita
Notas superfaturadas
1 K de desemprego
30 verbas desviadas
Rebolou num caldeirão
20 gramas de inflação
E 30 escolas fechadas!

Sendo assim,
Sendo assim, se a fome é feita
De tudo que é do mal
É consertando a origem
Que a gente muda o final
Fiz uma ponte ligeiro
Se juntar todo dinheiro
Dessa tal corrupção
Mata fome em todo canto
E ainda sobra outro tanto
Pra saúde e Educação!
(Bráulio Bessa).

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Poesia, Vídeos diversos. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Um poema mais do que oportuno: A Origem da Fome – Bráulio Bessa!

  1. Zé Rosa disse:

    Muito bom, vou reproduzir no ZEducando. Abs.

  2. Pingback: A origem da fome | ZÉducando

  3. Poema maravilhoso e intenso pena que é real. Ele é um poeta genial merece todo nosso respeito e admiração. Parabéns

  4. Maria Lúcia Rocha disse:

    Obrigada! Isso foi um presente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s