Como usar o tempo livre para aumentar a sua criatividade

De volta hoje com o tema CRIATIVIDADE, para enfatizar que pesquisas seguem, cada vez mais, comprovando que períodos de ócio, ou melhor, de paradas “estratégicas” fazem bem para a saúde física e mental, além de ensejar a obtenção de respostas que na pressão e ocupação plena normalmente não acontecem. Assim, esses estudos têm demonstrado, reiteradamente, que estar mais relaxado, despreocupado, facilita e oportuniza a criatividade. É na linha da conhecida tese do “ócio criativo”, trazida décadas atrás pelo sociólogo italiano Domenico de Masi, que na época chocou muita gente e mereceu interpretações equivocadas por aí afora.

A propósito, reproduzo o artigo “Como usar o tempo livre para aumentar a sua criatividade“, de Ana Prado, publicado esta semana no blog da revista Super Interessante.

Por essas e outras vamos entendendo, com maior clareza, que precisamos permanentemente estar atentos ao nosso ritmo de vida e, principalmente, fugir de muita pressão e ocupação exacerbada da nossa mente. Como evidenciado, a saúde e a capacidade criativa vão agradecer. Na verdade, essa pesquisa comprova que uma vida equilibrada, sem excessos, é sempre melhor. Isso é diferente de largar tudo e ficar “com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar”, como dito naquela canção de Raul Seixas!

Leia, reflita e confira as dicas apresentadas no texto, a seguir:

 

“Como usar o tempo livre para aumentar a sua criatividade

Acredite: ficar horas vendo TV não vai te ajudar aqui

Você pode gostar do seu trabalho, mas provavelmente passa por fases em que não consegue ter ideias novas e sente que está só cumprindo ordens sem pensar em muita coisa, certo? E essa falta de criatividade não atinge só a vida profissional – ela pode fazer com que nos sintamos meio sem rumo de modo geral. Se você está vivendo isso, a culpa pode ser de como tem usado o seu tempo livre.

Emma Seppälä, diretora de ciências do Centro para Pesquisa e Educação em Compaixão e Altruísmo da Universidade de Stanford, defende que as melhores ideias vêm do relaxamento. E há muitas provas para isso. “A criatividade acontece quando sua mente está sem foco, sonhando acordada ou ociosa”, escreveu ela em um artigo para o site Quartz. O problema é que temos impedido nossa mente de vaguear por aí. “No trabalho, estamos intensamente analisando problemas, organizando dados, escrevendo – atividades que requerem foco. Durante o tempo de inatividade, mergulhamos em nossos telefones enquanto estamos em uma fila ou nos perdemos na Netflix por horas”, completa.

A menção à Netflix é importante: é comum associarmos esse programa caseiro a descanso, mas a verdade é que ficar vendo séries sem parar exige que nossa mente esteja constantemente processando informações, assim como ficar mexendo no celular. Nesses casos, nós nunca nos permitimos ficar ociosos. Para ajudar a resolver esse problema, Seppälä listou algumas dicas:

Faça todos os dias uma caminhada – sem levar seu celular

Além de ser bom para a saúde física, caminhar regularmente favorece a criatividade – desde que você não fique o tempo todo no celular. “Um estudo de 2014 (…) descobriu que as pessoas que faziam caminhadas diárias obtiveram maior pontuação em um teste que mede o pensamento criativo do que as pessoas que não o fizeram”, escreve a pesquisadora. E tem mais: aqueles que passeavam ao ar livre mostraram-se mais criativos do que outros que haviam caminhado em esteiras. Ou seja: tem que sair de casa, mesmo.

Saia de sua zona de conforto

Faça coisas para fugir da rotina: desenvolva uma nova habilidade, viaje para novos lugares e socialize com pessoas de fora da sua bolha social. “Estudos mostram que a diversificação de suas experiências irá ampliar seu pensamento e ajudá-lo a pensar em soluções inovadoras”, diz ela.

Dedique mais tempo para a diversão

E aqui estamos falando de diversões mais “bobinhas” mesmo, como brincar com seu cachorro, juntar amigos para algum jogo clássico tipo Twister ou mesmo jogar umas partidas de futebol amador. “Os humanos são os únicos mamíferos que não brincam mais na idade adulta. Isso é uma vergonha, porque um estudo da psicóloga Barbara Fredrickson, autora do livro Positivity [Positividade], mostra que a diversão, impulsionando o bom humor, nos faz sentir mais felizes e mais inventivos”, explica.

Legal, mas e quem está tão cheio de coisa para fazer que parece impossível parar por um minuto? Bem, primeiro, lembre-se de que só pegar o celular ou ficar lendo notícias inúteis – algo que você talvez faça vez ou outra mesmo durante o expediente – não é descanso. Faça pausas que são realmente pausas para o seu cérebro, tomando um cafezinho ou indo falar pessoalmente um oi para um colega de trabalho.

Em segundo lugar, organize suas tarefas de modo a sempre alternar entre uma mais simples, que permita à mente vaguear, e outra mais complexa. Isso já pode ser o suficiente para não deixar sua mente sobrecarregada.

(foto: Dulla | lettering: Thales Molina/Superinteressante)

P.S.: Neste blog, eu costumo explorar com frequência as várias formas como a ciência pode nos ajudar a alcançar objetivos e usar melhor nosso tempo – e tenho o enorme de orgulho de anunciar que esse projeto virou livro. “Seja mais produtivo. Agora” está nas bancas e livrarias de todo o Brasil!

Fonte – http://super.abril.com.br/blog/como-pessoas-funcionam/como-usar-o-tempo-livre-para-aumentar-a-sua-criatividade/

 

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Saúde. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Como usar o tempo livre para aumentar a sua criatividade

  1. Eliana Cristina de Lemos Ornellas disse:

    Sensacional!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s