Estamos realmente atentos ao que nos rodeia?

Este vídeo publicitário, de apenas 3 minutos, com o título “Estamos realmente atentos ao que nos rodeia?”, põe em evidência o individualismo, a pressa que nos domina cada vez mais e, pior, demonstra que não estamos prestando atenção às pessoas, às coisas e aos acontecimentos próximos de nós. Ilustra com precisão a frieza que termina caracterizando boa parte dos transeuntes nas grandes cidades.

A campanha é impactante e nos chama para uma boa (auto)reflexão!

Segue o vídeo:

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Bom comportamento, Motivação e crescimento humano. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Estamos realmente atentos ao que nos rodeia?

  1. José Paes Landim disse:

    Vivemos a mais trágica inversão dos valores, dominada pelo individualismo, mal atroz, extremamente lamentável, sobretudo pelo fato de as pessoas não perceberem que o corre corre não nos leva a nada, senão desgastes e frustações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s