Uma bela reflexão sobre a PÁSCOA – Por Jean-Yves Leloup!

 (Ouça o conteúdo em áudio, se preferir. Ao clicar no player novo link será aberto).

Neste domingo, os cristãos pelo mundo afora comemoram a Páscoa, celebrando a ressurreição de Jesus Cristo, que é considerada uma das mais importantes celebrações da igreja cristã. A festa marca o encerramento da Semana Santa.

Carregada de simbolismo pela população em geral, um dos mais populares símbolos da Páscoa é o coelho. Isso decorre da crença, desde os povos antigos, de que o coelho era a representação da fertilidade e do ressurgimento da vida. O ovo, por sua vez, foi adotado como símbolo, e era oferecido aos amigos desde aquela época, por representar o começo da vida. Essa é a razão para o surgimento dos Ovos de Páscoa!

Mas, afinal, o que é Páscoa? O que ela efetivamente representa? O que nos quer dizer? 

A propósito, reproduzo abaixo a excelente mensagem, com rica interpretação sobre essa data, denominada SEDE PASSANTE – O que significa Páscoa?, publicada no blog ‘citbrasil‘, da Universidade Internacional da Paz (Unipaz). O texto é do francês Jean-Yves Leloup, influente escritor, doutor em Psicologia, Filosofia e Teologia, um dos co-fundadores da Unipaz. 

Desfrute a leitura, reflita e tenha uma Páscoa muito feliz! 

SEDE PASSANTE!

 

O QUE SIGNIFICA PÁSCOA?

Este tema da passagem é o tema da Páscoa. Pessah em hebraico, quer dizer passagem. A passagem, no rio, de uma margem à outra margem, a passagem de um pensamento a outro pensamento, a passagem de um estado de consciência a outro estado de consciência. A passagem de um modo de vida a outro modo de vida.

Esta fala de Jesus lembra que somos peregrinos sobre a terra. Somos passageiros. A vida é uma ponte e, como diziam os antigos, não se constrói uma casa sobre uma ponte. Temos que manter, ao mesmo tempo, as duas margens do rio, a matéria e o espírito, o céu e a terra, o masculino e o feminino e fazer a ponte entre estas nossas diferentes partes, sabendo que estamos de passagem. É importante lembrar-se do caráter passageiro de nossa existência, da impermanência de todas as coisas, pois o sofrimento geralmente é de querermos fazer durar o que não foi feito para durar.

A grande Páscoa é a passagem desta vida mortal para a vida eterna, é a abertura do coração humano ao coração divino. É a passagem da escravidão para a liberdade, passagem que é simbolizada pela migração dos hebreus, do Egito para a terra Prometida. Mas não é preciso temer o Mar Vermelho. O mar de nossas memórias, de nossos medos, de nossas reações. Temos que atravessar todas estas ondas, todas estas tempestades, para tocar a terra da liberdade, o espaço da liberdade que existe dentro de nós.

Sede passante! Creio que esta palavra é verdadeiramente um convite para continuarmos nosso caminho a partir do lugar onde algumas vezes paramos. Observemos o que para a vida em nós, o que impede o amor e o perdão, onde se localiza o medo dentro de nós. É por lá que é preciso passar; é lá nosso Mar Vermelho. Mas, ao mesmo tempo, não esqueçamos a luz, não esqueçamos a liberdade, a terra que nos foi prometida!

JEAN-YVES LELOUP

Publicado em – https://citbrasil.wordpress.com/2012/08/13/sede-passante/

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Meditação e Espiritualidade, Motivação e crescimento humano. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s