Viva por uma missão e você terá foco, energia e motivação verdadeira!

Divulgo meu novo artigo, desta feita refletindo sobre a importância – e a necessidade – de se viver por uma vocação, uma causa, um propósito, uma missão. Mostro, ao final, que uma vida com sentido é a que vale a pena. Leiam a seguir:

“Viva por uma missão e você terá foco, energia e motivação verdadeira!

Resultado de imagem para viver por uma causaImagem – Pinterest

Missão é o propósito que atrai a pessoa para a vida!

É esse senso de orientação que vai determinar a sua trilha de ação e para o que você canalizará as suas melhores energias nos próximos anos, que tanto é válido para o seu lado pessoal quanto para os seus encaminhamentos profissionais.

Ao identificar e abraçar a sua missão pessoal você passa a viver uma vida orientada, muito mais focada, com sentido.

Quando você tem essa clareza e vive, de fato, por uma causa, a verdadeira motivação pessoal desperta. Com isso, você vai levantar da cama diariamente com disposição, porque sabe que tem um propósito a cumprir!

Agora, explorando mais um pouco, por que isso é tão importante?

Porque…

  • A pessoa tem consciência sobre o que quer ser e fazer na vida, passa a lutar por uma causa que lhe realiza e que, provavelmente, transcenderá em benefícios para outras pessoas, comunidades, instituições etc;
  • Confere uma dimensão espiritual (e nobre) para a existência do indivíduo;
  • Ao identificar – e assumir – esse senso de orientação, a pessoa deixa de ficar atirando para todo lado, pois tem clareza da trilha a seguir e sabe aonde quer chegar;
  • Mais ainda, ao seguir uma missão, sabe a construção que quer fazer e que legado quer deixar como marca da sua existência;
  • Com esse espírito, a pessoa vê elevada (ou fortalecida) a sua sensação de utilidade e se mostra bem mais determinada e disposta para a vida;
  • Motivação, satisfação com a vida e sentimento de realização estarão muito mais presentes e consistentes ao longo da jornada;
  • A capacidade de resiliência individual se eleva. Com isso, passa a suportar mais facilmente as adversidades que encontrar no trajeto.

Mas, por que estou falando sobre isso?

As questões existenciais, como “Quem sou eu?”, “Para que eu existo?”, “O que eu quero da vida?” instigam o homem desde sempre, e de pronto nos remetem às reflexões dos antigos e famosos filósofos gregos. Contudo, se engana quem imagina que pensar sobre tais questões é atitude despretensiosa, sobre algo que não leva a qualquer consequência prática. Ao contrário, os relatos e as observações nos mostram que buscar respostas para tais questões faz toda a diferença para a vida da pessoa, para a sua realização e sensação de felicidade.

Nada obstante, é também verdadeira a constatação de que somente uma minoria tem clareza a esse respeito. E essa é uma deficiência de abrangência bastante geral, pois independe de nível de instrução, classe de renda, cor da pele, gênero, e até mesmo faixa etária do indivíduo. O nível de “despreocupação” sobre isso é tão grande que pessoas fazem carreira profissional, muitas das vezes com grande esforço e investimento financeiro, sem ter identificada a sua missão de vida. Decidem seguir uma profissão sem encontrar um propósito maior que lhes dê sentido. Ingressam na aposentadoria e desperdiçam o tempo livre adquirido, a chance de fazer coisas diferentes e grandiosas, justamente porque não abraçaram uma causa que lhes mobilizassem e transmitisse efetiva motivação para viver cada dia.

Aliás, o notável psiquiatra austríaco Viktor Frankl, fundador da escola da Logoterapia (um método psicanalítico chamado de ‘terapia do sentido’), ao escrever o seu marcante livro “Em Busca de Sentido” registrou exatamente a importância de se ter um propósito para viver, como resultado das suas observações em campos de concentração nazistas, dos quais também foi vítima. Segundo Frankl, as pessoas que no campo de concentração demonstravam um ardente (real) desejo de sobreviver eram exatamente as que possuíam a maior capacidade de sobrevivência, pois possuíam um sentido que justificasse suas vidas.

Ilustrando isso com outro contexto, o lendário Nelson Mandela demonstrou que o seu propósito de unificar a África do Sul lhe deu a resiliência e lhe fez superar os terríveis 27 anos de prisão, nove dos quais em solitária, que apesar de tudo não foram o bastante para lhe tirar o ânimo. Ao contrário, ao adquirir a liberdade, voltou à sua causa maior, foi eleito Presidente e transformou-se, definitivamente, no admirável Líder daquela Nação.

Acontece que, como já disse, muita gente, talvez a maioria, ainda não encontrou o seu propósito. Em termos profissionais, isso significa, para muitos, insatisfação e infelicidade, ainda que estejam indo bem na carreira e auferindo boa remuneração. Nesse ponto, não custa lembrar o que diz o famoso coach Anthony Robbins: “Sucesso sem felicidade é fracasso!”

A propósito, matéria sobre carreiras, publicada pela revista EXAME – edição de 18/1/2017, informa que, segundo revelado em pesquisa do instituto Gallup, que ouviu 224 mil trabalhadores espalhados por 142 países, “somente 13% dos adultos dizem gostar do que fazem em seu emprego.” Além disso, de acordo com estatística apresentada pelos professores Bill Burnett e Dave Evans, da Universidade Stanford, dos Estados Unidos, “80% das pessoas não sabem qual é sua paixão ou têm mais de uma paixão na vida e não sabem qual delas escolher para seguir como profissão. E isso mostra uma grande fragilidade dessas pessoas. Saber o que ama fazer (paixão), o que faz bem, o que lhe diferencia perante os outros, é um dos fatores antecedentes e críticos para a definição do seu sentido (propósito) de viver. Precisa, portanto, estar identificado e bem esclarecido!

Como encontrar (ou ter mais clara) a missão de vida?

Sem prejuízo do esforço individual para evolução em termos do autoconhecimento, cujas fontes de estímulo e ajuda podem ser as mais diversas, recomendo, como alternativa eficaz para esse fim, contar com o apoio do método e das ferramentas do coaching. Estimular, com técnicas adequadas, a identificação dos talentos individuais e das coisas que mais lhe agradam realizar e, em harmonia com os valores mais significativos para a pessoa, também identificados em um processo de personal coaching, são etapas necessárias e requisitos essenciais para facilitar a descoberta do que a pessoa ama fazer (sua paixão) e, ainda, do que almeja realizar daí para a frente, inclusive para deixar marcas positivas da sua existência (missão e legado).

Verdade seja dita, para muitos esse processo pode ser mais demorado, vai requerer uma construção mais cuidadosa, com a devida maturação, boas reflexões e até mesmo “testes” de consistência. Mas tudo valerá a pena e, acredite, ao final as lentes se tornarão mais cristalinas e as perspectivas pessoais restarão muito mais consequentes e motivadoras!

Ao trazer esta abordagem, devo enfatizar que não pretendo fechar os olhos para a realidade que move as pessoas, para a maneira como o mundo real gira no cotidiano, sobretudo diante da necessidade primária, ou pragmática, que homens e mulheres têm de obter uma estabilidade financeira e, em primeiro plano, até mesmo de conseguir a própria sobrevivência. A intenção deste autor é provocar reflexões (ou insights) sobre o tema, sobre essas questões existenciais tão significativas para a vida e que, como evidenciado, normalmente são deixadas em plano secundário.

Em síntese, por tudo o que tenho pesquisado e vivenciado até aqui, asseguro que, ao identificar e assumir um propósito para viver e, em função disso, ao definir objetivos claros para alcançar ao longo da sua caminhada, você estará muito mais fortalecido(a) e motivado(a). Até porque, sem juízo de valor, uma vida com sentido é a que tem significado e a que promove real satisfação-felicidade para o indivíduo. Portanto, viva por uma missão e seja feliz!

Dattoli perfil social *Clovis Dattoli 

√ É Coach Executivo e de Negócios, Coach de Vida e Palestrante. Tem larga experiência executiva e de liderança. http://www.clovisdattoli.com.br  –  Email: jcdattoli@dattoli.com.br

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Meditação e Espiritualidade, Motivação e crescimento humano, Saúde. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Viva por uma missão e você terá foco, energia e motivação verdadeira!

  1. Sandra Fayad disse:

    Excelente aordagem, Dáttoli. Você é um primoroso pesquisador, conhecedor do assunto e conferensista. De fato, o sucesso só pode ser assim chamado se ocorrer dentro de um ambiente de felicidade, harmonia, paz. Fora disso, é um erro de formatação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s