Ética nas Redes Sociais

Resultado de imagem para o bom uso das redes sociais Imagem SlideShare

A exemplo da postagem que fiz em 17 de outubro passado (https://obemviver.blog.br/2016/10/17/como-identificar-a-veracidade-de-uma-informacao-e-nao-espalhar-boatos/), vez por outra trago aqui algum texto sobre o significativo volume de boatos e de fraudes que toma conta das redes de comunicação que trafegam pela Internet. Há, sem dúvida, a necessidade de ampliarmos os cuidados para não estimular essa onda reprovável!

A propósito desse e de outros aspectos envolvendo comportamento ética no uso das redes sociais, reproduzo excelente e oportuno texto de José Augusto Varanda, colega e amigo, publicado na sua página no Facebook Ética e Organizações.  O texto dá ênfase para os ambientes de trabalho mas, com os devidos ajustes de contexto, tem ampla aplicação.

Recomendo a leitura, a seguir:

“Ética nas Redes Sociais

Felizmente hoje vivemos num País em que, a duras penas, conquistamos o direito à liberdade de expressão e de opinião, mas isso não quer dizer que podemos sair por aí ofendendo, caluniando, difamando ou mesmo levantado suspeitas sobre pessoas, produtos ou organizações sem que estejamos sujeitos a responder por isso, até mesmo judicialmente.

Ao longo de minha atuação em comissão de ética, não raras vezes fui procurado por alguém ofendido em decorrência de algo postado por um colega na rede de comunicação interna. Quando o presumido ofensor era questionado, também não raramente se mostrava surpreso e até mesmo irritado com a interpelação, por entender que apenas estava exercendo seu direito e que a comissão de ética não deveria ‘controlar’ as conversas em rede social. Isso mostra que nem sempre há clareza sobre os limites da celebrada liberdade de expressão. Era preciso explicar que não havia controle algum sobre a rede, mas que a comissão estava apenas cumprindo sua obrigação de investigar uma denúncia apresentada por alguém que se sentiu ofendido.

Estamos diante de um boom das redes de relacionamento. A cada dia surgem novas opções, às quais muitas pessoas logo aderem e passam a divulgar conteúdos de cunho pessoal e profissional. É preciso muita atenção. Ser ético nas redes sociais não é uma tarefa fácil e alguns cuidados precisam ser tomados, para que você não comprometa sua imagem perante seus amigos ou sua empresa.

A primeira questão que surge é o uso das redes sociais no horário de trabalho. As organizações lidam com isso de diferentes formas. Algumas bloqueiam totalmente ou parcialmente o uso da internet corporativa, mas ainda assim o acesso pode se dar por meio de equipamentos particulares. De qualquer forma, é importante que o profissional esteja ciente de que qualquer permissão implica em limites, uma vez que você está ali para trabalhar e não para passar o tempo nas redes ou pesquisando em sites que não tenham relação com o seu trabalho. Assim, se lhe for permitido fazer uso da internet durante o expediente, tenha sempre em mente que isso deve ser feito sem prejuízo de seu rendimento no trabalho. Sem dúvida alguma, a internet é uma ferramenta indispensável e o bom uso dela um grande aliado no desenvolvimento do seu trabalho, mas quem não o faz com bom senso e sabedoria acaba saindo perdendo.

Nesse contexto, você deve também evitar:

– Fotos em situações comprometedoras ou incompatíveis com sua imagem profissional, como aquela com cara de ébrio no churrasco de fim de semana. Os posts comemorando com muita ênfase a chegada da sexta-feira também podem indicar alguém insatisfeito com sua profissão;

– Relaxar no português. Muito embora as pessoas hoje em dia assumam uma postura mais liberal, já sendo bem assimilado o uso de gírias e abreviações, os excessos devem ser evitados. Mais uma vez cabe aqui o bom senso;

– Emitir opiniões radicais ou polêmicas, que possam ofender ou irritar pessoas de pensamento contrário ao seu. Pense bem antes de abordar um assunto dessa natureza. Se decidir, mesmo assim, fazer a postagem, tome muito cuidado com as palavras e fuja de posicionamentos que possam ser interpretados como racistas, preconceituosos ou xenófobos;

– Repercutir informações não checadas, principalmente quando ofensivas. Hoje, lamentavelmente, é muito comum a disseminação de informações falsas nas redes sociais, que podem comprometer irremediavelmente a imagem de alguém, de algum produto ou de uma organização. Se não há certeza é melhor não postar. Um bom roteiro para não cair nessa armadilha aparece resumido na foto abaixo;

– Discutir questões relacionadas a sua organização ou ao seu ambiente de trabalho fora dela(e). Essa sempre foi uma prática abominável desde os tempos em que era restrita às conversas de bar. Pegava muito mal, mas a repercussão não era assim tão grande. Agora, imagina o alcance disso nas redes sociais!

Em suma, trate de preservar não só a sua imagem mas, também, o seu emprego e a sua carreira!

Fonte – https://www.facebook.com/eticaeorganizacoes/
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano, O ser humano no contexto das organizações. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Ética nas Redes Sociais

  1. Lucia Laborda disse:

    Esse é o reverso da moeda. A liberdade de expressão, num país onde a educação e cultura, são esquecidas, acabam fazendo com que as pessoas, não tenham limites.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s