Excelente artigo: Apresentações de impacto – Uma abordagem atual da oratória

 Resultado de imagem para apresentações poderosasexpressarbem.com.br

“Falar bem em público está ao seu alcance. O poder da palavra está mais presente do que nunca, seja no mundo real ou no virtual.”

Volto a realçar a importância da competência de saber falar em público. Isso é requisito para projetar a pessoa onde quer que atue, indistintamente, valendo para a carreira/mercado de trabalho convencional, para a atuação como profissional autônomo, para o exercício de atividades de caráter social, classista, religioso, esportivo etc.. É cada vez mais inverossímil chegar ao sucesso como líder, nos dias de hoje, sem demonstrar habilidade comunicativa. Saber falar em público, pois, é fundamental.

A esse respeito, trago hoje excelente artigo de Gérson Bonani, co-fundador e diretor do Instituto Fenasbac de Educação Corporativa, um profissional de reconhecida autoridade na área de comunicação, com vasta atuação como executivo, instrutor, consultor e palestrante. No artigo, a seguir transcrito, Gérson enfatiza o poder de uma boa apresentação pública e da oratória, para o que se utiliza de modernos referenciais, hoje considerados recursos indispensáveis para chamar a atenção da audiência e para causar impactos que levem a melhores resultados. E graças à sua expertise, traça esboço do que e como a pessoa deve fazer para aprimorar sua capacidade comunicativa.

Assim, presente a convicção de que fazer boas apresentações é habilidade que pode ser desenvolvida, leiam e tirem o melhor proveito desta rica abordagem e das dicas preciosas que o texto oferece:

“Apresentações de Impacto – Uma abordagem atual da Oratória

Gérson Bonani*

 

A força-tarefa da Operação Lava Jato denunciou na quarta-feira, 14 de setembro, oito pessoas por corrupção e lavagem de dinheiro. Entre elas está o ex-presidente.  Os procuradores fizeram uma longa e minuciosa apresentação à imprensa em que sustentaram suas graves acusações. Abstraindo-se do caráter político-partidário de que se reveste o tema, você diria que os procuradores fizeram uma boa ou má apresentação? Passaram a impressão de que são eles mesmos ou deram a impressão de uma imagem diversa?  Foram ou não impactantes o suficiente? Usaram bem ou mal os recursos audiovisuais? Pense na hora em que você também, cedo ou tarde, com menor ou maior repercussão, terá que falar em público. O que faria de modo diferente dos procuradores?

No momento atual, profissionais de qualquer carreira passaram a ter mais uma atribuição em suas rotinas de trabalho: fazer apresentações. E isso está valendo até mesmo para quem não atua em áreas em que falar em público costuma ser mais comum, como publicidade, vendas ou recursos humanos. A competência de fazer boas apresentações passou a ser um requisito de seleção de executivos ou critério de desempate para promoções.

Uma pesquisa efetuada pela Data Popular com quinhentos executivos constatou que as apresentações fazem parte da rotina de quase 100% dos respondentes. Mas a pesquisa revelou ainda que 73% dos entrevistados não se sentem seguros ao fazerem apresentações.

Em outras palavras, ninguém escapa:  falar em público e fazer boas apresentações são habilidades que precisam ser desenvolvidas. Ao contrário do que se diz no senso comum, competência comunicativa não é dom de poucos predestinados. Todas as pessoas possuem um estilo peculiar que pode ser explorado para fazer apresentações com êxito. Você já reparou que falar bem em público é uma qualificação profissional indispensável para o século XXI? É o modo mais eficaz de mostrar a pessoa quem você é, quais são os seus pontos interessantes, como sua personalidade e motivações estão relacionadas com o que você faz.

Falar em público é tão importante que a competência comunicativa deveria ser ensinada em todas as escolas. Na verdade, antes da era dos livros, ela era considerada parte essencial da educação, embora com um nome que hoje parece antiquado: Oratória. Em plena era da conectividade, deveríamos ressuscitar essa nobre arte e torná-la uma das bases da educação: leitura, escrita, matemática e Oratória. Oratória significa simplesmente a arte de falar em público de forma estruturada e deliberada, com a intenção de informar, educar, persuadir, ou entreter a audiência.

Mas é preciso adequar a Oratória para a era moderna. A Oratória refere-se ao conjunto de regras e técnicas adequadas para produzir e apresentar um discurso e apurar as qualidades pessoais do orador. O fato é que a Oratória evoluiu. Precisamos agregar contribuições úteis para uma nova competência comunicativa, em tempos virtuais e de interatividade. As mais recentes contribuições à Oratória são, ao lado do advento do PowerPoint e do Key Note, as técnicas de Storytelling e o formato TED Talks.

 

O Storytelling resgatou a forma milenar de comunicação humana, desde os primórdios.  Realiza-se o discurso por intermédio de contar estórias (ou histórias) relevantes em uma estrutura narrativa a que estamos muito acostumados hoje em dia, presentes em histórias em quadrinhos, ficção literária, videogames, publicidade e séries de TV. Mescla conceitos dos arquétipos de Jung, das forças inconscientes de Freud e dos ritos de passagem de Arnold Van. O “storyteller” alinha seu discurso a recursos audiovisuais impactantes, simples e poderosos. A grande força do storytelling vem do seu efeito inspirador, que permite às pessoas interpretarem a estória a partir das suas próprias experiências e criarem significado.

Não é difícil. Todos nós sabemos contar histórias. Você certamente conta histórias conhecidas para os filhos e sobrinhos, e inventa outras. Você, em seu cotidiano, conta um caso, relata o que ocorreu no caminho para o trabalho, descreve um encontro com um velho amigo, uma viagem realizada, conta uma anedota, diz para seu cônjuge como foi o seu dia. Repare, contar histórias já faz parte de seu repertório, naturalmente. Aliás, faz parte da transmissão oral do homem desde seus primórdios. O Storytelling apenas ajuda você a fazer o que já sabe, só que de maneira estruturada.

TED, acrônimo de Technology, Entertainment, Design; em portuguêsTecnologia, Entretenimento, Design, é uma série de conferências realizadas em todo o mundo, destinadas à disseminação de ideias.  Suas palestras são limitadas a dezoito minutos, e os vídeos são amplamente divulgados na internet. Os talks (falas), são cuidadosamente organizados em um roteiro, sempre estruturados em um tom intimista e ensaiados à exaustão.

No formato TED a razão se mostra mais eficaz quando acompanhada de emoção: bombas inesperadas de surpresa, enredos de detetive, recursos audiovisuais e outros mecanismos que propiciem plausibilidade. O formato TED faz questão de preservar o estilo próprio do apresentador. Procura achar o ponto ideal para ele começar a contar a história e criar uma sequência narrativa natural e emocionante.

Chris Anderson, em seu livro TED Talks – O Guia Oficial do TED Para Falar em Público, menciona casos reais incríveis de pessoas comuns que fizeram palestras TED fantásticas, os quais incentivam você e todos nós a crer que somos capazes de dar uma palestra impactante. “Seu objetivo não é ser um Winston Churchill ou um Nelson Mandela. É ser você. Se você é cientista, seja cientista; não tente ser um militante. Se for artista, seja artista; não tente ser um acadêmico. Se for um sujeito comum, não queira simular um impressionante estilo intelectual; seja esse sujeito comum. Você não tem obrigação de fazer uma multidão se pôr de pé com uma Oratória notável. Um tom de conversa pode funcionar muito bem. Na verdade, para a maioria das plateias, é bem melhor assim. Se você sabe conversar com um grupo de amigos durante o jantar, também sabe falar em público”.

Mas nada de susto. Falar bem, com naturalidade e desenvoltura, é algo que pode ser aprendido, com facilidade.  Recomendo fortemente a você, interessado em fazer apresentações orais simples e convincentes, participar de um curso presencial atualizado e sustentado na Psicologia Positiva, trabalhando os pontos fortes do aluno. É importante que não imponha ao participante o uso de um estilo que não seja o seu. Que incorpore os conceitos mais recentes de Oratória: o StoryTelling e TED Talks. Tenho visto cursos a distância sobre Oratória que, sinceramente, não vejo como possam produzir resultado algum. Oratória é aprendida na prática, ao vivo, em grupo, em sala de aula. Um curso presencial desta natureza não pode prescindir de um programa que contenha os pontos descritos no quadro a seguir.

 

Construção da competência comunicativa

Como lidar com o medo

Como lidar e empregar a emoção na narrativa

Por onde começar (construção da ideia)

Preparação do roteiro

Técnicas de apresentar

Respiração

Voz e presença

Vocabulário

Persuasão

Apresentações em situações especiais

Storytelling e TED Talk

Gestos e Postura

O cenário

Figurino e aparência pessoal

Recursos audiovisuais e multimídia

Gravações em vídeo das apresentações

Avaliação de pontos fortes

 

É importante que todas as apresentações sejam gravadas em vídeo, o que permite que o participante não só veja sua evolução, como possa identificar seus pontos fortes de apresentador. Há necessidade ainda de que o curso contenha dicas muito práticas sobre como falar com naturalidade e improviso, conseguir o envolvimento dos participantes, organizar melhor as ideias ao falar, usar a seu favor o tom, a dicção e a impostação de voz, proporcionando ao aluno aplicar a Oratória para se comunicar melhor com o público, realizar reuniões, diálogos, apresentações, palestras, aulas e atendimento a clientes. O aprendizado precisa acontecer em um clima de abertura e camaradagem, com a preocupação de não expor o participante ao estresse.

Falar bem em público está ao seu alcance. O poder da palavra está mais presente do que nunca, seja no mundo real ou no virtual. Você pode até não ser o chefão, nem o bam-bam-bam especialista, mas uma boa apresentação sem dúvida pode abrir portas e transformar para sempre sua carreira.

gerson-bonani-foto*Gérson Bonani

Palestrante, consultor e instrutor em diversos programas de treinamento e educação corporativa, no País e no exterior, nas áreas de Criatividade e Inovação Organizacionais, Trabalho em Equipe, Liderança, Comunicação e Apresentações. Dirigiu o Centro de Treinamento do Banco Central do Brasil, onde também exerceu o cargo de chefe da Secretaria de Comunicação. Foi o chefe da Assessoria de Comunicação da Agência Nacional de Aviação Civil. Co-fundador e diretor do Instituto FENASBAC de Excelência Profissional. Vem formando líderes e comunicadores em entidades como STF, SICOOB, CONFEA, Ministério da Defesa, Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e muitas outras instituições públicas e privadas. email: gbonani@hotmail.com.
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Liderança, O ser humano no contexto das organizações. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Excelente artigo: Apresentações de impacto – Uma abordagem atual da oratória

  1. Godofredo Massarra disse:

    Excelente texto desse profissional excelente que é o Gerson Bonani!
    Massarra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s