João Bosco e sua canção Jade: Um show! (vídeo)

Neste espaço musical de todos os sábados, vamos reviver mais uma música que marcou época. Trago vídeo com o excelente artista João Bosco, exímio violonista, cantor e compositor mineiro, interpretando sua canção JADE, um clássico da nossa MPB, lançada em 1989.

Vejam neste vídeo, link abaixo, como João Bosco, bem à vontade, nos presenteia com uma interpretação refinada. Em suma, cada vez melhor!

Para matar a curiosidade a respeito da letra dessa canção singular, leiam o que disse Thiago de Castro, em comentário publicado no seu blog O Garboso (https://ogarboso.wordpress.com/2008/11/05/deixa-eu-te-dar-a-letra-2-%E2%80%93-jade-joao-bosco/): 

“Não sei o que veio primeiro, se a letra, ou a música. Mas é mais provável que a música, com suas nuanças orientais, tenha inspirado João Bosco a escrever uma letra que se coadunasse com essa aura persa. É uma ode a uma musa, eleita, talvez, como já pontuei, por conta da própria música. Jade é uma odalisca, uma dessas moças de rosto afilado e olhos levemente puxados e verdes (da mesma cor da pedra), morena, linda. “É coisa rara de ver”.

O que me deslumbra na letra é o que costumam chamar de apanhado de palavras que fazem parte de um mesmo campo cognitivo e que, ao final, formam um conjunto hipnotizante, não necessariamente conexo, mas que nos reporta ao mundo que é descrito. Já no segundo verso, isso fica evidente: Jade é “uma jóia do Xá…”. Xá é um título de origem persa dado aos monarcas. Jóia também nos faz lembrar esse mundo, ou não?

Veja quantas palavras fazem parte desse campo cognitivo: Jade, jóia, Xá, Sésamo, tara, imã, Babá, Ali, talismã. E faz uso de outras palavras com terminação em ã para reforçar esse vocabulário, o que deixa a música ainda mais hipnótica, como em maçã, manhã e cubanacã.”

Curtam:

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s