A trajetória de vida de Muhammad Ali (Cassius Clay) em versos – Sensacional!

Como tributo ao fenomenal pugilista Muhammad Ali – também conhecido pelo seu nome original Cassius Clay (1942 – 2016) – falecido na semana passada, trago a excelente narrativa da trajetória de vida desse admirável cidadão norte-americano, contada em versos, no estilo literatura de cordel, pelo poeta e escritor baiano, radicado no DF, Gustavo Dourado, que foi publicada em um grupo de poetas no Facebook, do qual participo.

Vejam que bela produção literária!

“Muhammad Ali, a lenda do boxe.

Cassius Marcellus Clay Jr

Lutador fenomenal
De Louisville para o mundo
Pela igualdade racial
Deu ao boxe primazia
Com seu toque genial

Kentucky, Estados Unidos
Estado do nascimento
Aos 12 anos de idade
No boxe em movimento
Deu início à carreira
Com todo o seu talento

Com o policial Joe Martin
Aprendeu a boxear
Venceu a primeira luta
Sempre soube conquistar
Pelos direitos civis
Sempre esteve a militar

1959
Venceu torneio nacional
Na categoria médio
Certame colegial
“Luvas de Ouro”, destaque
Campeão primordial

1960
Conquista o título nacional
Da União Atlética Amadora
Peso Médio essencial
Segundo “Luvas de Ouro”
De um lutador magistral

Jogos Olímpicos de Roma
Categoria meio-pesado
Derrota Pietrzkowski
Seu nome é aclamado
Ganha a medalha de ouro
Um vencedor glorificado

Em restaurante de brancos
Não consegue ser servido
O racismo estava em voga
Ali era destemido
Jogou a medalha no rio
Lutador enfurecido

Venceu Tunney Hunsaker
Em luta profissional
Homem sempre aguerrido
Consciência cultural
A luta sempre presente
Contra a infâmia racial

Treinado por Angelo Dundee
Torna-se campeão mundial
Invicto em dezenas de lutas
Campeão monumental
Venceu a Sonny Liston
Ali foi homem sem igual

Como Cassius X Clay
Converteu-se ao Islamismo
Torna-se Muhammad Ali
No Islã o seu batismo
Com a bênção de Maomé
Floresce universalismo

Na revanche contra Liston
Novamente vencedor
Nocaute no primeiro assalto
Um grande conquistador
Ganhou fama mundial
Demonstrou o seu valor

Aliou-se a Malcom X
Ativista militante
Com Martin Luther King
Com seu brado triunfante
No combate à tirania
Cidadania radiante

Talento à flor da pele
Discurso da irreverência
Permanente rebeldia
O grito da consciência
Impávido e resistente
Foi homem de excelência

Recusa-se a lutar no Vietnã
Uma guerra sem razão
Teve o título cassado
Em ato de perseguição
O passaporte foi retido
Sem licença para a ação

Depois de muita luta
E grande indignação
Três anos de batalha
Mudou a situação
A Suprema Corta revogou
A infame decisão

Por longos três anos
Do ringue esteve afastado
Derrotou Jerry Quarry
Ali bem recuperado
Venceu no terceiro assalto
Em Atlanta deu seu brado

Associação Mundial de Boxe
Em evento destacado
“Luta do Século” com Joe Frazier
Por pontos foi derrotado
Ali nunca desistiu
Resistente afamado

Federação norte-americana
Mohamed campeão
Ganhou de Jimmy Ellis
Consagrou-se na ação
Nunca desistiu da luta
Sempre com muita emoção

Na luta com Ken Norton
Ali perdeu o cinturão
Teve o maxilar quebrado
Em grande atribulação
Logo depois em revanche
É novamente campeão

Derrotou a Joe Frazier
Reabilita-se o lutador
“Ruble in the Jungle”
Combate demolidor
Nocauteia George Foreman
Ali foi devastador

Luta contra Joe Frazier
Nova vitória conquistada
“Thrilla in Manila”, Filipinas
A conquista almejada
Vence no 14º assalto
É a glória na jornada

Luta com Leon Sprinks
Ali perde o cinturão
Nova luta com Sprinks
Ali é tricampeão
Em seguida, aposenta-se
Em vida de consagração

Depois fez mais duas lutas
Lutador aposentado
Prenúncio do Mal de Parkinson
Logo foi diagnosticado
Seguiu em busca da cura
Para um mal juramentado

Antes da Guerra do Golfo
Com Saddam, reunião
De 14 prisioneiros
Consegue libertação
Ativista do direito
Cidadania em ação

Jogos Olímpicos de Atlanta
Ali é homenageado
Acende o fogo olímpico
Com seu toque iluminado
Ali, Mensageiro da Paz
Por Kofi Annan foi nomeado

Em Viena, na Áustria
Em evento é premiado
Nos esportes de combate
Seu nome foi destacado
Entre os atletas do século
É nome referenciado

Comitê Olímpico da Itália
Medalha recuperada
Recebeu uma cópia
Da medalha conquistada
Na Olimpíada de Roma
Alegria na jornada

Reconcilia-se com Frazier
Acaba a rivalidade
Desculpam-se das ofensas
É o fim da inimizade
Reina um nova clima
Com mais cordialidade

“Rei do Boxe Mundial”
Por sua vivacidade
Conselho Mundial de Boxe
Dá-lhe credibilidade
Alta distinção civil
Medalha da Liberdade

Humanitarian Awards
Em rara aparição
Cerimônia de destaque
Fez-se a celebração
Muhammad Ali, eterno
Consagrado campeão

Dia 4 de junho
Segue a sua trajetória
Na busca do paraíso
Pela imortal história
Segue pelo espaço-tempo
Nas trilhas de amor e glória

Gustavo Dourado

Publicado emhttps://www.facebook.com/fgcdouradodf/posts/908834569242920.
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Ações sociais e humanitárias, Poesia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para A trajetória de vida de Muhammad Ali (Cassius Clay) em versos – Sensacional!

  1. Lucia Laborda disse:

    Bela narrativa poética! Eu conhecia apenas o lutador famoso e que estava com mal de parkinson. Bom fim de semana!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s