Seis erros culturais que você deve evitar em alguns países (boas dicas)!

 tribulaciones.es

Replico interessante matéria, publicada no portal Cultura Alternativa, a respeito de hábitos culturais em alguns países. É bom ficar atento às dicas apresentadas e evitar cometar gafes quando das suas viagens. De todo modo, como regra geral para o viajante, antes de se deslocar para o exterior é recomendável ler um pouco sobre a cultura do país a ser visitado e, sendo possível, conversar com alguém que já tenha estado por lá.

Vamos, então, às dicas trazidas na matéria abaixo:

“Erros culturais embaraçosos que você nunca deve cometer

 Erros culturais embaraçosos que você nunca deve cometerCrédito site Veja Abril

Deslizes como assoar o nariz em público na China e cumprimentar alguém em saguões na Rússia estão na lista

Conhecer novas culturas pode ser enriquecedor para muitas pessoas – mas viajar sem conhecer a fundo algumas questões culturais pode acarretar em momentos embaraçosos durante a viagem. Na última terça-feira, autoridades da Malásia prenderam uma turista por ficar nua e posar para fotos no pico mais alto do país, o Monte Kinabalu. Moradores da região acreditam que o ato teria revoltado os espíritos da montanha e causado um terremoto de 6 graus na escala Richter que sacudiu o norte do país no dia 5 de junho.

O incidente é um exemplo de como as crenças e costumes locais não devem ser desrespeitados. Pensando nisso, o blog da Oyster, site de viagens que avalia hotéis pelo mundo todo, compilou uma lista com seis erros culturais que devem ser evitados em determinados países. Confira abaixo seis deslizes que devem ser evitados:

Não levante o braço para acenar na Grécia

Em muitos países do Ocidente, acenar é um gesto amigável e que dificilmente pode ser interpretado de uma forma negativa. Na Grécia, porém, o gesto é considerado um insulto. Conhecido como ‘mountza’, o ato de levantar o braço e acenar com a mão significa um grosseiro ‘vá se danar’ (mas em linguagem mais chula…).

 Não assoe o nariz à mesa na China

O gesto não é bem-vindo em muitos países do mundo, mas na China assoar o nariz em público é uma das principais gafes que o turista pode cometer, uma vez que os chineses consideram a atitude como muito repugnante.

Não cumprimente alguém sob o batente da porta na Rússia

Apertar as mãos é um gesto de saudação em muitas partes do mundo, mas na Rússia existe uma superstição de que cumprimentar alguém dessa maneira sob o batente de uma porta dá azar.

Não peça uma ‘Irish Car Bomb’ em um pub irlandês

O ‘Irish Car Bomb’ é um drink que combina três bebidas irlandesas: cerveja Guinness, uísque Jameson e licor Bailey´s. A bebida é muito conhecida em vários países, mas se pedida em um pub irlandês provavelmente pode ser mal interpretada pelos funcionários do bar. Na Irlanda, o pedido pode ser associado ao terrorismo. É quase como pedir um ‘11 de setembro’ nos Estados Unidos.

Nunca aceite nada com a mão esquerda no Oriente Médio

Em muitos países do Oriente Médio e nações com grandes populações hinduístas, como a Índia, Malásia e Singapura, a mão esquerda é considerada a ‘mão do banheiro’ – aquela que é usada para higiene pessoal em uma ida ao banheiro. Aceitar alimentos, principalmente em locais sagrados como templos, com a mão esquerda pode ser considerado um ato desrespeitoso.

Não entre calçado em casas de países asiáticos

Remover os sapatos antes de entrar na casa de alguém é um sinal de respeito nos países asiáticos. Em alguns países, camas e mesas de refeições são baixas, o que exige maior rigor na limpeza do chão. Na Tailândia, por exemplo, os turistas são convidados a tirar os sapatos antes de entrar em várias lojas.

Fonte Veja Abril

Publicado em – http://www.culturaalternativa.com.br/geral/materias/item/3973-erros-culturais-embaracosos-que-voce-nunca-deve-cometer
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Sem categoria, Viagens. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Seis erros culturais que você deve evitar em alguns países (boas dicas)!

  1. Engraçado como os hábitos e costumes em países diferentes divergem. E isso é complicado para nós, brasileiros, porque tudo aqui é normal. Aceitamos os turistas do jeitinho que são e ainda que estranhemos os hábitos, aceitamos do jeitinho que são.

  2. Zé Rosa disse:

    Caro amigo, bom o post mas…
    A amizade vai permitir fazer algumas observações.
    Sobre ler a respeito do país em que se vai visitar é básico, mas sabemos que pouca gente o faz.
    Saber sobre a cultura, a geografia, a história e a política atual do país é fundamental para quem vai ao estrangeiro, seja lá com que propósito.
    Entretanto, pelo princípio da bilateralidade que rege o direito internacional, eu pergunto: se chega aqui um estrangeiro e comete alguma gafe (ou mesmo arranha nossa língua como é muito comum e se verifica facilmente apenas ao observar um ‘gringo’ aqui em terras tupiniquins) qual a nossa atitude ? Normalmente acatamos o visitante sem problemas, inclusive quanto à língua. O mesmo tratamento para gente brasileira em terras estrangeiras não seria o natural ?

    abraços,

    José Rosa.

  3. Zé Rosa disse:

    Acrescentando:
    hoje para irmos ao estrangeiro, ser for em algum país europeu temos que juntar 4,x reais para conseguirmos 1 euro. Se for nos EUA igualmente temos que juntar 4,x reais para um dólar. E quando chegamos lá o que fazemos ? Gastamos tudo por lá. Mas nem essa consciência a maioria tem. Se estamos pagando, ai a parte qualquer princípio de direito internacional, devemos ser bem tratados !
    Enquanto isso Nélson Rodrigues vai revirando na cova pelo nosso já famoso complexo de vira-lata: https://joserosafilho.wordpress.com/2015/08/04/por-que-os-brasileiros-se-acham-melhores-quando-estao-no-exterior/

    • JCDattoli disse:

      Caro Zé, obrigado pelo comentário.
      Sem dúvida, o brasileiro não leva gafes dos outros muito a sério, sobretudo porque ele tem muito jogo de cintura. É nosso jeito de ser comprovado por diversas pesquisas transculturais. Mas não é assim com muito povos.
      Claro que, de uma maneira geral, o brasileiro viajante, a passeio, também tem algum desconto por aí afora, alguma tolerância, pois turista é turista. Contudo, não tenho dúvida de que, em se tratando de viagens mais formais, de representação, de interesse comercial (negócios) ou mesmo nas circunstâncias em que a pessoa vá se hospedar na casa de alguém no exterior, ou dividir residência com um estrangeiro, convém conhecer características comportamentais (hábitos culturais) como os que foram mencionados na matéria, além de tantos outros, porque em tais circunstâncias o nível de tolerância “deles” fica bem mais reduzido. E esse tipo de publicação, com destaque para diferenças culturais, tem sido divulgado em muitos países, nas variadas línguas. Mas, no fringir dos ovos, a decisão de observar tais “estilos” fica por conta de cada um.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s