“Como exercitar o NÃO” – Para inspirar reconstruções e ressignificados na vida!

Crédito de imagem: Facebook/Vera Lorenzo/Fotos da Linha do Tempo

Faço referência hoje ao inspirador livro “50 coisas para fazer antes dos 50“, da publicitária, empresária, coach e palestrante Vera Lorenzo, lançado recentemente em São Paulo, em evento do qual participei. 

Recomendo a leitura do livro, pelos exemplos de superação e pelos insights poderosos e motivadores que a autora nos oferece!

Para servir de amostra, transcrevo trecho que gostei bastante, a seguir:

“Como exercitar o não

(Vera Lorenzo)*

Repita o não como um mantra. Não quero nada que me faça mal, não gosto do que não me gosta ou de quem não me gosta, não faço o que não quero – e, quando tenho opção para tal, não me obrigo a nada (na vida pessoal), não sigo regras dos outros, não penso igual a todo mundo, não ajo segundo a ordem formal da sociedade, não sou igual a você. Eu sou eu. Você é você. Eu não sou o que os outros querem que eu seja. Você não precisa ser o que os outros querem que você seja. Você pode ser você mesmo.

Tão elementar e tão complexo dizer simplesmente um não. Às vezes, queremos nos envolver com as causas mundiais, salvar o planeta, quando ainda nem salvamos a nós mesmos. Claro que é maravilhoso salvar o planeta, fundamental economizarmos água e cuidarmos do meio ambiente. E o nosso meio ambiente, onde fica? Em segundo plano?

Portanto, é de vital importância que você revolucione a sua mente e, muito mais que isso, que revolucione o seu coração. Só assim terá as forças para revolucionar o mundo.

O primeiro passo é o não. Na reconstrução, retomaremos o sim como tijolo, como estrutura de base. Antes de construir precisamos demolir arcabouços capengas, nos quais nos induzimos a viver e a tornar nosso habitat uma nova morada de liberdade do espírito.

Aí temos uma palavra forte para manter em mente: resiliência. Capacidade do indivíduo de reconstruir-se positivamente frente às adversidades.

Traduzindo em miúdos, você sabre se reconstruir? Tem as ferramentas para renascer? Sabe reconhecer a adversidade e tem a capacidade de encará-la e ultrapassá-la?

Não se engane. O “não” não é simples uma negação, é uma palavra de limites, de não conformação. Seja um eu diferente. Atreva-se.

Enquanto dizemos juntos os nãos, nos preparamos para uma nova fase, porque, quando aprendermos a colocar limites nas coisas de que não gostamos, com que não concordamos, nas pessoas que nos cerceiam, abre-se uma vida totalmente nova para ser construída.

O melhor filme de sua vida ainda está por vir!

*Trecho do livro “50 coisas para fazer antes dos 50”, 2015, Editora Inspira, pgs.85/87.
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Livros e leitura. Bookmark o link permanente.

4 respostas para “Como exercitar o NÃO” – Para inspirar reconstruções e ressignificados na vida!

  1. Sandra Fayad disse:

    Veio a calhar! Estou em um emaranhado de interesses, prazos, dissimulações, estratégias (dos outros), meio enjaulada, amordaçada. A propósito, e para ser mais clara, ofereço este link, relacionado ao assunto do qual estou falando: http://www.sandrafayad.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=130491. A matéria é de 2006, mas vale para 2015. Obrigada pelo texto “Como exercitar o não”.

  2. Passei boa parte da minha vida me condenando por não saber dizer não. Enfim, aprendi e pra mim, foi um alívio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s