APOSENTADORIA: Prepare-se para desfrutar desse prêmio!

   portal.ufes.br

Desde a minha atuação profissional em organizações públicas, o que ocorreu até recentemente,  o tema Aposentadoria tem merecido especial interesse da minha parte, ante a constatação de que muitas pessoas se frustram e não sabem aproveitar essa maravilhosa etapa da vida pós-emprego. Essa, registre-se, é uma situação que se verifica pelos quatro cantos do mundo, com maior agravamento sobre os homens!

E considerando que, na atualidade, o segmento de Preparação para a Aposentadoria é um dos nichos da minha atuação como Coach e como Palestrante, escrevi artigo, com o título “APOSENTADORIA: Prepare-se para desfrutar desse prêmio!”, como aperitivo para o livro  sobre esse tema que estou ultimando e que pretendo ver publicado em breve.

O artigo vai a seguir transcrito:

“APOSENTADORIA: Prepare-se para desfrutar desse prêmio!

José Clovis B. Dattoli*

 

retirement-2

 

Todas as pessoas que têm emprego formal, ou mesmo todo empresário ou trabalhador autônomo, que contribua regularmente para a previdência oficial, farão jus, em determinado momento da vida, ao benefício da aposentadoria. Ou seja, todos serão aposentados. E tendo isso em mente, vou tratar neste artigo sobre a APOSENTADORIA, mais especificamente sobre a importância de o trabalhador se preparar – o quanto antes – para ser um aposentado feliz, desfrutando plenamente dessa maravilhosa etapa da vida pós-trabalho.

Inicialmente, eis o que disse Isabel Allende, senhora chilena de 71 anos, jornalista, escritora e apaixonada pela vida, em sua palestra para o TED, How to Live Passionately – No matter your age: “…O significado de aposentadoria é celebração (da palavra espanhola ‘jubilación’). Até aqui nós pagamos a nossa dívida com a sociedade. Estamos quites. Agora, com a aposentadoria, é o nosso tempo. É o grande momento…”!

Objetivo

Além de chamar a reflexão para o que significa a aposentadoria, essa importantíssima etapa na vida das pessoas, o texto objetiva instigar aposentandos (pessoas que estão prestes a adquirir, ou exercer, o direito à aposentadoria) a:

  1. Refletir sobre a importância de estarem preparados (capacitados) para ingressar na etapa da vida também chamada de pós-emprego, e com isso minimizar riscos de frustrações, de isolamento, de insatisfação, de adoecimentos etc.;
  2. Elaborar o seu projeto de vida estruturado, bem refletido e planejado, como base para que essa jornada que se descortina seja plena, de novas descobertas, satisfação e felicidade!

Ressalto que a abordagem e as estratégias aqui apresentadas podem também se aplicar para quem já está aposentado e, não estando satisfeito, quer reorientar a sua vida.

Constatação

Apesar de a aposentadoria ser um prêmio para quem trabalhou durante tanto tempo, preocupa a constatação de que muito trabalhador, no Brasil e pelo mundo afora, ao se aposentar acaba se frustrando com a chegada dessa etapa da vida, não encontra sentido para os seus dias sem a rotina do trabalho, fica insatisfeito, triste, infeliz, o que acaba levando-o ao adoecimento, às dependências e pode mesmo precipitar a ocorrência da sua morte, conforme demonstram pesquisas realizadas no Brasil e em outros países.

Mas, por que isso acontece? Porque essas pessoas não se prepararam para enfrentar essa grande mudança em suas vidas, deixar a rotina do trabalho e ter as horas, os dias e todo o tempo livre! Tal constatação não deixa de ser um paradoxo no mundo dos humanos, mas é isso mesmo que acontece com um número significativo de aposentados. Não saber o que fazer com o prêmio da aposentadoria é muito mais comum do que você pode imaginar!

Sem dúvida, afastar-se do trabalho e romper a convivência com colegas após muitos anos de trabalho rotineiro representa uma impactante transição de vida, uma grande mudança e, consequentemente, um enorme desafio para muitos que viveram significativa parte da vida vinculada a um ambiente de trabalho no qual estabeleceram fortes vínculos (emocionais, de amizade, de realização etc.) e com o qual têm associado a sua imagem e a sua própria identidade. Como sabemos, é comum os trabalhadores serem chamados pelo seu nome (ou sobrenome) adicionado ao nome da organização para a qual trabalha (ou atuou por muito tempo). Desse modo, se a pessoa não estiver preparada, ela estará incorrendo em elevado risco de infelicidade e adoecimentos de toda a natureza para a sua vida de aposentado.

No filme As Confissões de Schmidt, tendo Jack Nicholson como personagem principal, no papel de um executivo recém aposentado, está retratada com bastante propriedade uma situação de despreparo para a aposentadoria. O filme, lançado em 2003, traz interessantes insights e pode despertar para aspectos da vida cotidiana que, se observados e cuidados a tempo, com a maior anterioridade possível, podem contribuir para que a etapa da aposentadoria seja muito mais venturosa.

Com isso, quero enfatizar a necessidade de que o futuro aposentado se dedique ao processo de preparação e, por conseguinte, estruture o seu projeto individual de vida para efetivamente desfrutar a jornada da aposentadoria. E essa preparação será, muito provavelmente, a mais importante capacitação que a pessoa terá feito em toda a sua jornada de vida. Até porque, cabe enfatizar que o tempo de desfrute da aposentadoria é cada vez mais longo, em face do aumento da longevidade e expectativa de vida que se registram crescentemente pelos quatro cantos do mundo.

Defendo ainda que essa preparação reforce a atitude do aposentando, o seu comando mental, para que esteja convicto da sua opção pela aposentadoria e não vacile diante de certo estigma ainda existente na sociedade, de se olhar aposentado como alguém que deixa de ser útil, de se associar aposentadoria com velhice e doença etc. Como está evidente, jogo no time dos que consideram que ser idoso é uma virtude. Se a pessoa não se rotular como “velha” (no conceito de ultrapassada e inservível), a sua vivência e idade avançada têm que ser exaltadas e utilizadas a seu favor, com discernimento, inteligência e sabedoria, que lhe permitirão aproveitar bastante cada momento e enxergar com lentes mais precisas o que as pessoas mais jovens, que estão na luta e correria diárias, não se apercebem.

A quem se destina mais diretamente este texto?

Esta abordagem sobre planejamento de vida, com ênfase na preparação para a aposentadoria, ou também denominada de planejamento do pós-carreira, é destinada a todas as pessoas que: 1) Já adquiriram o direito à aposentadoria, mas continuam trabalhando (na ativa); 2) Estão aposentadas, mas não estão satisfeitas (não encontram sentido) nessa fase da vida, com sérios riscos à saúde e à sua qualidade de vida; 3) São legalmente aposentadas, mas se encontram trabalhando regularmente (situação bastante comum no serviço público) e têm pela frente que vivenciar em definitivo a fase do pós-emprego; e 4) Estão próximas de adquirir o direito a aposentadoria, mas se sentem inseguras e com receios de enfrentar essa fase sem o trabalho regular, ou simplesmente querem fazer um adequado planejamento para essa nova etapa na vida.

O que considerar e como se preparar?

A preparação para a aposentadoria (PPA), que no dizer de Ricardo Moragas (livro APOSENTADORIA – Uma oportunidade de vida, Ed. Paulinas) “é um processo de formação e informação”, requer do aposentando parar para refletir, planejar e tomar decisões que assegurem as condições básicas e principais para uma aposentadoria feliz. Essa preparação deve resultar na elaboração do seu projeto de vida e precisa levar em conta diversos e importantes aspectos, entre os quais recomendo:

Autoconhecimento e espiritualidade – Nesse contexto, será fundamental definir o seu propósito de vida a partir de agora (a missão), ter em mente sonhos e objetivos etc. Considero este o ponto mais importante!

Relacionamento familiar e social (com o cônjuge, com demais familiares, com amigos, descoberta de novos amigos para socialização, intercâmbio de conhecimentos e experiências, oportunidades de novas ocupações etc.) – Conflitos familiares e isolamento social são muito mais graves na aposentadoria. Esteja consciente a esse respeito!

Planejamento financeiro (finanças pessoais) – Por si só não assegura felicidade, mas sem o equilíbrio financeiro a aposentadoria feliz estará comprometida. A propósito, recente pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), divulgada na matéria “Maioria dos brasileiros não se prepara para a aposentadoria”, no portal EXAME.com, em 6 de abril deste ano, informa que cerca de 58% dos brasileiros não se preparam para se aposentar, resultando em complicações financeiras nessa etapa da vida.

Saúde e qualidade de vida – Um tesouro a ser cuidado com todo carinho, cada vez mais!

Outra atuação profissional (segunda carreira) – Um caminho de realização e felicidade que é seguido por muito aposentado, numa tendência mundial crescente, em razão do aumento da longevidade.

Tornar-se empreendedor – Sempre uma possibilidade tentadora, mas que merece ser avaliada com muito critério por conta dos riscos envolvidos.

Transmissão de conhecimentos e experiência (ensino, palestras, consultoria, coaching…) – Uma alternativa enobrecedora e que leva realização para um bom contingente de aposentados, principalmente para quem exercia atividades de natureza intelectual ou que requeriam grande especialização.

Adquirir novos conhecimentos, habilidades etc. – Desenvolver-se em área de interesse e que dá prazer gera felicidade, segundo a psicóloga e pesquisadora Angelita Scardua (vide https://obemviver.blog.br/2015/04/14/o-gosto-pela-aprendizagem-como-fator-de-felicidade-confiram/). Além do mais, fazem muito bem para o corpo e a mente.

Voluntariado – O ser humano mostrando-se virtuoso e se tornando essencialmente melhor. Com certeza você se sentirá bem e evoluirá ao participar de atividades para ajudar pessoas, em especial aquelas com alguma necessidade ou em situação de risco, ou para o cuidado de animais ou a proteção da natureza, para ações educativas em geral, para proporcionar momentos de alegria para doentes e idosos, entre muitas outras possibilidades de atuação voluntária.

Existem basicamente três formatos de PPA como opções para o aposentando:

– Promovida, organizada e custeada pela empresa/instituição empregadora (cursos com equipe própria ou por intermédio de profissionais contratados (in company);       

– Realizada junto a instituições que oferecem esse tipo de capacitação no mercado (turmas abertas), de iniciativa do aposentando, podendo haver patrocínio financeiro total ou parcial pelo empregador;

– Mediante a contratação de profissional especializado para a capacitação individual (processo de coaching de aposentadoria), de iniciativa do aposentando.

Interessante registrar que, por conta das minhas interações sociais e, em especial, pela minha atuação como conselheiro em uma associação de aposentados, no Distrito Federal, observo vários aposentados que demonstram estar bem, satisfeitos com a vida e desempenhando ocupações diversas, das quais se destacam: segunda carreira; ensino, consultoria e assessoria; ações voluntárias de diferentes naturezas; atuação intelectual (literatura, criação e manutenção de blogs e sites, participação em grupos de discussões etc.) e aquisição de novos conhecimentos e habilidades.

Pelo que tenho percebido, esses aposentados bem sucedidos preservam parte da agenda diária para a família, relaxamento e lazer, até para não perderem de vista sua condição de aposentado. A exceção, por óbvio, fica por conta daqueles que optam pela segunda carreira profissional, que normalmente exige dedicação integral.

Quem deve oferecer a preparação para a aposentadoria?

Prover a preparação para a aposentadoria, além do natural interesse de muitos trabalhadores que vão adquirir direito à aposentadoria, deve ser interesse da empresa/instituição empregadora. Justifico essa assertiva com vários porquês: está prevista na Política Nacional do Idoso (Leis 8.842/1994 e 10.741/2003); é questão de responsabilidade social com os seus empregados e familiares; é questão de senso ético (é entendido como bom para as pessoas); é economicamente vantajoso pela relação custo do programa versus redução com gastos futuros com planos de saúde; é baixo o valor a ser despendido com o programa; melhora a simpatia dos empregados pela organização; fortalece a imagem institucional; aumenta o êxito na preparação de sucessores e na gestão do conhecimento (capital intelectual).

Mas, considerando a nossa realidade brasileira, a PPA deve ser de interesse permanente das associações de empregados e dos sindicatos, além das instituições mantenedoras de fundos de previdência fechada e das administradoras de planos de saúde, especialmente as de autogestão. E sendo um pouquinho rigoroso, deveria ser primariamente de responsabilidade do Poder Executivo Federal, como formulador de políticas públicas, no papel de indutor de programas de preparação para a aposentadoria, com mecanismos que abrangessem todos os poderes públicos e esferas de governo, assim como o setor privado.

Arrematando, por tudo o que foi dito anteriormente, assumir a aposentadoria de forma abrupta e sem a devida preparação é assumir elevados riscos que podem comprometer a qualidade de vida do aposentado, trazendo adoecimentos e infelicidade nessa etapa da vida tão importante, que é a da aposentadoria. Segundo pesquisas internacionais, mencionadas na matéria “Aposentar-se? Só na hora certa”, publicada na Revista Veja e replicada no site ‘methodus.com.br’, há comprovadas correlações entre riscos de morte e aposentadoria precoce e/ou sem planejamento.

Uma mensagem final

A perspectiva da aposentadoria é momento único para reflexões, para pensar em si, para se descobrir. Aquele que se preparar e assumir novos significados e propósitos para a vida terá muito mais chances de ser feliz nessa jornada que se inicia, na qual ilimitadas possibilidades o esperam – e por tempo cada vez maior. Então, entre em ação já: mãos à obra para ter o seu plano de vida, cuide de executar as etapas planejadas e, com isso, não dê chance para o “azar”! 

*José Clovis B. Dattoli – Palestrante e Personal & Professional Coach, com ênfase nas áreas de planejamento de vida e carreira, liderança e preparação para a aposentadoria. É aposentado do Banco Central do Brasil (BC), tendo acumulado vasta experiência em cargos estratégicos no BC e em outras  organizações públicas e privadas. Atualmente preside o Conselho de Administração da Associação. Brasiliense de Aposentados do BC (Abace). “
Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano. Bookmark o link permanente.

16 respostas para APOSENTADORIA: Prepare-se para desfrutar desse prêmio!

  1. Sandra Fayad disse:

    Excelente introdução ao trabalho bem estruturado com o objetivo de preparar os aposentandos. Gostei muito das informações, citações, esclarecimentos sobre o processo para conseguir vencer essa importante etapa da vida. Parabéns pela matéria.

    • JCDattoli disse:

      Obrigado, Sandra, pelo incentivo. Estou nessa cruzada, que faz parte de algumas ações alinhadas com o meu propósito de vida – ajudar pessoas a serem melhores – e, para tanto, sei que conto com a sua costumeira colaboração!
      Abraço.

  2. José Roberto Nery disse:

    Valeu Primo: texto de excelente qualidade. Parabéns.

  3. ADEMIR LEAL CLAVEL disse:

    Gostei tanto do artigo que já distribui para uns 20 colegas e amigos em fase de pré-aposentadoria. Aguardo a publicação do livro e desejo receber um devidamente autografado pelo ilustre amigo. Abs.Ademir

  4. Luiz Ribeiro. Brasília disse:

    Obrigado, caro JCDATTOLI, por compartilhar os seus conhecimentos e ensinamentos nesta temática tão importante para nós, os humanos. Os ensinamentos são importantes, sobretudo para aqueles que desde cedo tiveram que ir a luta em busca da própria sobrevivência e de repente, pois tempo voa, se vêem na condição de aposentando ou aposentado e não sabem como parar, embora sinta que o freio do tempo, começa a agir.
    Sucesso!

  5. Alvir Hoffmann disse:

    Muito bom e útil, Dattoli. Embora já aposentado, eu ainda não consegui assumir essa realidade. Por sorte, tenho conseguido seguir trabalhando, porém sei que devo me preparar para se aposentar definitivamente em algum tempo.

  6. Massarra disse:

    Excelente, Dáttoli! Interessante: uma amiga minha contratou os serviços de um Coaching para tratar de sua aposentadoria. O resultado: concluiu-se que precisava haver uma preparação maior e somente no final deste ano ela deve se aposentar, com melhores condições para usufruir essa nova etapa da vida. Um abraço.

  7. Excelente! Mais uma postagem super importante. Creio ser um assunto de interesse geral. E, virá trazer muitos esclarecimentos. Já vi alguns casos dos aposentados entrarem em depressão.
    Parabéns pelo projeto do livro! Desde já desejo sucesso!

  8. Parabéns JCDattoli!!

    Excelente texto! Muitas observações importantes para quem está chegando nessa fase da vida.

    Abraço e sucesso!

    Fulgêncio Bomtempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s