Anúncios

“Como os livros podem salvar sua vida” – Um excelente texto!

“…Aliás, arte e cultura têm operado milagres e salvado muita gente de uma morte violenta, como bem lembrou o cantor Criolo. Tem salvado tantas almas quanto as igrejas espalhadas pelo mundo. Mas a literatura não serve de apoio apenas aos marginalizados. Ela ajuda executivos a subirem em suas carreiras, viajantes a conhecerem o globo, apaixonados a fazerem declarações bonitas e deprimidos a enxergarem algum sentido no labirinto da existência.”

Trago hoje uma das melhores reflexões que já vi sobre a importância da leitura, retratadas no excelente texto “Como os livros podem salvar sua vida“, de Fred Di Giacomo, escritor, jornalista e um dos criadores do Gluck Project, blog que investiga e reflete sobre a felicidade.

O texto, impactante, é uma verdadeira aula livre e uma viagem no tempo sobre literatura, que além de tudo ainda oferece muitas dicas de bons livros, para todos os gostos e para pessoas de qualquer faixa etária, status social etc. Leia e aproveite!

 

Marilyn Monroe

“Como os livros podem salvar sua vida

Antes de ter dinheiro para conhecer o mar ali do lado, no litoral paulista, eu já tinha rodado o mundo com os navios de John Silver e Gulliver, tinha ido até o coração da África com Livingstone e admirara o Mississipi em aventuras passadas com Tom Sawyer.  Antes de sonhar em entrar na universidade, eu tivera algumas aulas curtas com mestres como Camões, Darcy Ribeiro e Platão. Eu não tinha uma namorada ainda, mas achava que Romeu e Julieta tinham sido muito ansiosos em se matarem e que o primo Basílio era um tremendo sacana.

Na minha vida, tive três grandes influências: meus pais, os livros e a música – inicialmente cavalgando os três acordes do punk rock. Provavelmente, meus pais – professores – foram a mais importante de todas, porque foram eles que me estimularam a ler desde os 6 anos de idade. Seu grande tesouro era uma biblioteca recheada de livros que me rodearam por toda infância e adolescência. Livros que disputavam espaço com os móveis e pessoas em casa. Livros e seu cheiro de papel novo ou amarelado, espalhados, deitados, catalogados. Livros cheios de nomes estranhos que eu fui decifrando quando aprendi o “bê – a – bá”:  Macunaíma (seria um livro sobre índios?), Trópico de Capricórnio (um livro sobre geografia?), Guimarães Rosa (um homem com nome de flor?). O que aqueles livros grossos e sem figuras tinham de tão legal para tomar a atenção dos meus pais por tanto tempo? Entre um livro da coleção Vaga-Lume e um infantil da Ruth Rocha, fui descobrindo que livros ensinavam, divertiam e viciavam sem grandes efeitos colaterais. Aliás, o único efeito colateral dos livros era te deixar mais inteligente.

Albert Einstein lendo

Os livros foram meu curso de inglês, meu reforço escolar, minha aula de administração, game design e cultura geral. Graças a eles eu tive assunto em mesas de bar, entrevistas de emprego e reuniões de negócio.

***
Cientificamente, já se provou que ler faz muito bem para o ser humano
. A leitura retarda suas chances de desenvolver Alzheimeir, melhora sua memória, reduz o estresse e combate a depressão. Mais que isso: ler te ajuda a escrever melhor, aguça o pensamento analítico e aumenta seu conhecimento. E você pode perder sua casa, seu dinheiro e sua família, mas nunca ninguém poderá tirar seu conhecimento. (A não ser que te façam uma lobotomia, é claro.)
***

Se você quer ficar rico ou garantir a paz mundial. Se você quer entender o sexo oposto ou apenas fazer mais sexo. Se você quer aprender uma língua ou se preparar para o mercado de trabalho, então LEIA. Leia tudo que cair na suas mãos, mas comece com leituras que te agradem. Uma das coisas que mata o prazer da leitura é dar para uma criança de 10 anos a obrigação de devorar as obras de José de Alencar. O menino abre as primeiras páginas cheias de descrição rococó de “O Guarani” e dorme no segundo parágrafo. Quando acorda, vai jogar videogame. Eu adoro videogame , mas acho que todo mundo deve reservar umas horinhas para a leitura no seu dia. E você deve começar lendo o que te dá prazer. Também não vale a pena começar com coisas muito difíceis. Encare a leitura como um jogo: a cada fase você vai evoluindo um pouco. Quando eu tinha 10 anos abri o “Grande Sertão: Veredas” e não entendi uma frase; catorze anos depois, ele se tornou um dos meus livros favoritos. Você é uma pessoa romântica? Leia “Bridget Jones”. Você acha que todos os livros só falam de playboys? Leia “Cidade de Deus”. Você gosta de aventura? Leia “Os Três Mosqueteiros”. Livros não são chatos. Acredite, existem livros sobre sexo e drogas, rock n’ roll. Existe um livro para cada pessoa, você só não achou o seu ainda.

Continua! Leia o texto completo acessando este linkhttp://www.gluckproject.com.br/como-os-livros-podem-salvar-sua-vida/

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Livros e leitura, Motivação e crescimento humano. Bookmark o link permanente.

9 respostas para “Como os livros podem salvar sua vida” – Um excelente texto!

  1. Sandra Fayad disse:

    Caramba! Esta matéria é um verdadeiro achado. É também uma das mais belas lavagens cerebrais que já li. O autor do longo e delicioso texto compartilhado – Fred Di Giacomo – não tem (ou não tinha) nem 40 anos quando escreveu e descreveu a importância da leitura, abordando tudo e todas as áreas da vida. Impressionante também é a quantidade e a qualidade dos autores que ele cita/recomenda. Excelente!

  2. Jose Rosa disse:

    Excelente, vou compartilhar no ZEducando.
    Abraços,

  3. Arnaldo disse:

    Como devorador de livros que sou, adorei!

    E

  4. Gostei muito! A leitura deve ser estimulada desde a infância. Mas é preciso que se tenha habilidade na escolha e é necessário também, que os pais, participem desse processo.

  5. Pingback: Como os livros podem salvar sua vida | ZÉducando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: