ANSIEDADE: Mais uma reflexão sobre esse mal dos dias atuais!

Volto ao tema ANSIEDADE, esse estado de desordem mental que afeta crescente número de pessoas em todo o mundo, já considerado o mal do Século. Com o intuito de promover maior compreensão a respeito desse preocupante fenômeno de adoecimento humano, transcrevo a seguir o interessante artigo Reflexão sobre Ansiedade, publicado na Revista Terceiro Milênio deste mês.  Boa leitura e boas reflexões!

“Reflexão sobre Ansiedade

O mundo está querendo tudo para ontem! Ultimamente quase todos com quem eu converso ou convivo relatam sentimentos de ansiedade elevada. Muitos estão tomando medicamentos para ansiedade, cuja função é relaxar os músculos e desacelerar as atividades neurológicas, proporcionando uma breve ilusão de bem-estar momentâneo, sem nenhuma solução real e duradora.

O problema é que estamos condicionados a estar em qualquer lugar, menos onde realmente estamos. A nossa mente inquieta está sempre em qualquer lugar, menos onde realmente estamos, sempre buscando a felicidade e bem-estar em lugares, pessoas e coisas que estão fora da nossa realidade mental e física.

O que é ansiedade? O que é esta correria interna e externa? Para onde estamos indo? Como sabemos quando chegamos lá? Segundo os índios norte-americanos, nós do ocidente estamos sempre ansiosos para chegar a algum lugar, sendo que eles estão tranqüilos sabendo que já chegaram.

Já ouvi muitas pessoas falarem: “Eu sou ansioso mesmo, sou assim!”.Preste atenção: sempre que você usa a frase “Eu Sou…”, pense bem antes de colocar a próxima palavra. Nunca fale que você é uma coisa que você não quer ser. Ansiedade não é seu estado normal de ser, é apenas um estado emocional temporário. A doença começa quando a ansiedade permanece como estado prolongado do ser.

É bom lembrar que a ansiedade, quando se trata de expectativa dos eventos e acontecimentos da vida, é normal. O problema começa quando você deixa de se ocupar positivamente e começa a se pré-ocupar negativamente. Quem sofre de ansiedade, sente uma necessidade de estar sempre fazendo coisas compulsivamente como forma de fugir do seu momento presente.

Normalmente as pessoas ansiosas são nervosas, apreensivas e têm dificuldades na concentração e na reflexão. Também tem dificuldades de dormir e os pesadelos são freqüentes devido ao excesso de atividade mental, pois a mente não descansa suficientemente mesmo quando estão dormindo.

Existem também sensações corporais, como o excesso de transpiração, taquicardia, transtornos respiratórios, dores de estômago, má digestão, perturbações intestinais e outras alterações do sistema nervoso.

A realidade é que nós não apenas vivemos no mundo, mas o mundo também vive em nós. A nossa vida e tudo em nossa volta é exatamente a projeção da realidade do mundo que vive em nós, e o mundo que vive em nós está muito acelerado e na medida em que a ansiedade, as preocupações, a competitividade e as cobranças aumentam internamente, o mesmo também aumenta externamente como uma projeção da realidade coletiva.

Imagine que você está dirigindo um carro cuja capacidade da velocidade é de 220 km/h. Mesmo sabendo que o limite da velocidade segura e controlável na auto-estrada é de até 120 km/h, você se encontra acelerando incontrolavelmente na velocidade de quase 200 km/h, indo para 220km/h, sabendo que o veículo já está fora do seu controle, mas você não está conseguido parar. Assim que muitos estão percebendo a sua vida hoje: acelerada e fora de controle!

Vamos então entender o que realmente está acontecendo. Ao observar bem de perto, você percebe que você não é o único que está pisando no mesmo pedal do acelerador. Seu chefe está pisando no mesmo pedal, seus pais, filhos, parentes, amigos, sociedade. Os bancos também estão pisando no mesmo pedal com taxas absurdas e até o governo está pisando no mesmo pedal com impostos e contas fora da realidade mundial. Na verdade, o mundo todo com suas preocupações apocalípticas também está com pé no mesmo pedal e eles estão colocando a pressão sobre o seu pé no acelerador, fazendo com que você acelere cada vez mais para produzir, competir e atender a necessidade de todos. Isto te pressiona perigosamente para que você acelere internamente e conseqüentemente, acelere externamente, gerando um aumento da ansiedade na sua vida!

Acredito que a primeira coisa a fazer é parar, desligar, sair e respirar! Precisamos sim, desacelerar internamente e conseqüentemente externamente. Como? É preciso estabelecer o seu limite seguro de velocidade na vida e começar a pedir para todos tirarem os pés do seu pedal de acelerador e depois você mesmo pode começar a tirar o pé do acelerador e assim reduzir a pressão interna e externa.

Se somos seres inteligentes, então como se explica o fato de muitas pessoas neste momento estarem sofrendo de ansiedade no momento presente, por eventos e coisas que aconteceram no passado? Enquanto outros estão sofrendo com ansiedade por eventos e coisas que ainda não aconteceram e que provavelmente não irão acontecer no futuro?

Pois bem, precisamos começar a esvaziar a nossa mente de lixos do passado e dissipar os vícios de sofrimento e ansiedade e criar espaço e tempo para o novo. Precisamos também desacelerar e esvaziar o nosso espaço físico do acúmulo de coisas que não precisamos mais para criar o espaço e o tempo para o novo. Precisamos cobrar menos de nós mesmo e dos outros, competir menos e cooperar mais e principalmente amar, honrar e celebrar a nossa existência neste planeta.

Agora vamos refletir sobre as práticas para lidar com a ansiedade do dia-a-dia através da intrigante relação entre ela e o tempo e o espaço. A sua percepção do espaço tem muito a ver com a sua percepção do tempo e a sua percepção do tempo também tem muito a ver com a percepção da ansiedade na sua vida.  Perceba que quando você está dentro de uma sala ou de um quarto com muitas mobílias, mesas, cadeiras, armários, etc., principalmente com mesas ou mobílias grandes no meio da sala, a sua percepção do tempo é acelerada.

Quando faço treinamento em empresas sempre aconselho que ela adote um estilo simples de mobiliar as salas de trabalho com poucas mesas e cadeiras, somente o necessário. O motivo é que quando você trabalha dentro de um espaço apertado ou cheio de mobílias, a sua percepção do tempo é de fato acelerado. Você chega no trabalho às 8 horas da manhã e num piscar de olhos já é a hora do almoço, e então você percebe que conseguiu fazer muito pouco e conseqüentemente começa a se sentir ansioso.

Ao contrário, quando você mora ou trabalha num espaço amplo com poucas mobílias, a sua percepção do tempo também é ampliada e você percebe realmente que o tempo passa mais devagar e você sente que conseguiu fazer mais coisas em menos tempo. Perceba que o tempo passa diferente quando você está no campo do que quando está na cidade ou no meio de muitas pessoas.

Da mesma forma, quando o espaço da sua mente está cheio de pensamentos e preocupações, como uma sala cheia, você percebe o tempo mais acelerado e então você começa a se sentir ansioso. Na medida em que você começa a esvaziar a mente e as preocupações, a sua percepção do tempo também muda e desacelera e você começa a aliviar a ansiedade.

Acho realmente que muitos estão sentindo a percepção acelerada do tempo e dos eventos pois a nossa realidade externa é a projeção da nossa realidade interna e a realidade interna da maioria das pessoas hoje é a da ansiedade. Estamos correndo demais na tentativa de fazer, fazer e fazer e de suprir tantas necessidades na vida, de competir e realizar as coisas, que estamos esquecendo de ser e viver!

Acredito que no caminho de ser, fazer e ter existem vários sinais indicando saídas para você parar, sentir, respirar e simplificar a sua jornada na vida!  Aprenda a separar o tempo para ser, o tempo para fazer e o tempo para ter e assim você poderá criar equilíbrio em sua vida.

Se você está passando por um momento de ansiedade em sua vida e com dificuldades de lidar com a percepção interna do tempo acelerado, então preste atenção nestas dicas:

• Comece a organizar as suas prioridades. Com tantos projetos na vida e com a percepção de tão pouco tempo, a falta de organização pode provocar ansiedade;

• Planeje seus projetos de vida e trabalhe com antecedência: organize os pensamentos e as idéias e depois reúna os recursos físicos, mentais e materiais que você vai precisar. Depois faça o que precisa ser feito com tempo de sobra, para evitar correria.

Muitas pessoas têm o habito de focar sempre no lado negativo da vida. Para lidar com a ansiedade precisamos manter uma atitude positiva, colocando sempre o foco no lado positivo de qualquer situação. Lembre- se de que enquanto estamos vivos, tudo que pode acontecer já está acontecendo, mas a sua vida não se trata do que está acontecendo, a sua vida se trata do que você está fazendo com o que está acontecendo em qualquer situação!

Aja sempre da melhor maneira possível. Não viva os problemas 24 horas. Sempre aja no momento presente para resolver o que dá para resolver e depois volte a atenção para sua vida. Os problemas existem para serem resolvidos e a vida existe para ser vivida!

Procure sempre a maneira mais simples e eficaz de ser, agir, viver e trabalhar. Não faça tudo sozinho, peça ajuda quando precisar. Algumas pessoas entram na armadilha da ansiedade pela dificuldade de dizer não ou pela relutância ou preguiça de dizer sim! Eles se sobrecarregam na tentativa de agradar todo mundo, esquecendo de si próprios! Aprenda mesmo a dizer não para aquilo que você não quer e sim para aquilo que você quer. E lembre-se sempre de pedir ajuda quando precisar!

Nos momentos de ansiedade pare e procure prestar mais atenção na sua respiração. Lembre-se de respirar deliberadamente fundo e lento. Lembre-se que enquanto o mundo está querendo tudo para ontem e acelerando o futuro, você pode começar a desacelerar e viver sabiamente dentro do tempo real da vida: no momento presente com amor, paz, alegria e leveza!

Publicado originalmente em – http://www.terceiromilenionline.com.br/artigos/reflexao-sobre-ansiedade

Escrito por – Rex Thomas Fundador (www.rexthomas.com.br).

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Saúde. Bookmark o link permanente.

6 respostas para ANSIEDADE: Mais uma reflexão sobre esse mal dos dias atuais!

  1. Sandra Fayad disse:

    Compartilhei na minha lina do tempo. Acho que veio a calhar para este momento político tão instável e pesado que estamos vivendo. Parabéns pela iniciativa de postar esse texto, Dáttoli.

  2. Gardênia Rocha disse:

    Esse texto foi muito útil pra mim. Obrigada!

  3. Esse imediatismo e a correria contra o tempo, as cobranças por mais agilidade, o excesso de trabalho e tarefas, têm deixado o homem ansioso e isso é preocupante. Porque a ansiedade leva ao estresse e esse, tem influência sobre o metabolismo, o que vem contribuir para uma sobrecarga no organismo. Isso, não só a mexe com a pressão arterial, mas, traz muitas outras consequências. Pior é saber que talvez, seja irreversível, pelo próprio aceleramento da vida, pela disputa de espaço, etc…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s