Reflexão a propósito do Dia Mundial do Petróleo – Ação X Omissão!?

Uma das coisas que mais me incomodam nos dias atuais é ver a passividade, o baixo nível de conscientização das pessoas com relação aos estragos que os humanos continuamente impõe ao meio ambiente. No Brasil, então, essa letargia é irritante. Basta dizer que praticamente não vemos movimentos de rua a esse respeito e, por consequência, os políticos em geral, e agora os candidatos à Presidência da República quase não tocam no assunto. Claro! Se não há mobilização e pressão popular, o melhor para esses homens públicos é ficar na “moita” e não se comprometer, mesmo sabendo que o nosso país é grande emissor de CO2 e que as nossas reservas florestais e importantes biomas, como a Amazônia e o Cerrado, seguem sofrendo destruição, de toda ordem, a passos largos!

E para instigar a reflexão dos nossos leitores, a propósito do “Dia Mundial do Petróleo”, que se comemora em 29 de setembro, transcrevo a seguir matéria divulgada no blog do Greenpeace (http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Blog/dia-mundial-do-petrleo-algo-a-comemorar/blog/50807/), que também foi publicada na sua conta no Twitter.

Pensem nisso com atenção! Já perdemos demasiado tempo esperando por ações dos governos e o que temos de concreto e eficaz, no geral, deixa muito a desejar. Nesse estado de coisas, o que estamos colhendo é constatar as mudanças climáticas cada vez mais relevantes e agressivas, a falta d’água, secas que se alastram, entre outras consequências cujas vítimas somos nós, habitantes deste planeta. E a tendência (ou certeza) é que o quadro deve piorar nos próximos anos! Vamos abraçar essa causa!?!?!?

“Dia mundial do petróleo: algo a comemorar?

Há mais de um século, usamos o petróleo como principal fonte de combustível. Mesmo após sangrentas guerras ao redor do globo, catastróficos acidentes envolvendo as plataformas petrolíferas e estudos que comprovam que a fonte é totalmente poluente e contribui para o aquecimento global, governos continuam investindo brutalmente no “ouro negro”.

O principal uso do petróleo é no setor de transportes, que contribui diretamente nas emissões de CO2, além de comprometer a saúde da população. No Brasil, a maior fonte de petróleo é o pré – sal, que tem como agravante sua perigosa produção em alto mar. Uma plataforma no meio do oceano está sujeita às intempéries do clima, como ficou claro no acidente da Shell no Alasca em 2013, quando a plataforma Kulluk adernou e encalhou devido ao mau tempo.

Outro exemplo que condena a exploração em alto mar é o vazamento de petróleo que pode afetar de maneira irreversível o ecossistema marítimo. Em 1989, o navio Exxon Valdezdespejou 41 milhões de litros de petróleo em uma área de vida selvagem no Alasca (EUA) e, mesmo após 25 anos do acidente, a população local e os animais continuam sofrendo com os danos causados pelo vazamento.

Investimentos voltados para mobilidade urbana e eficiência energética veicular poderiam reduzir esses impactos. Já é mais do que sabido que o petróleo e outros fósseis podem ser gradualmente substituídos por fontes limpas e renováveis como a energia solar, eólica e a biomassa.

“Precisamos agir imediatamente. Se não o fizermos agora, vamos pagar um preço muito alto. Este é o nosso mundo e o planeta Terra está sendo destruído. Em nome da prosperidade, devemos deixar o planeta Terra em bom estado ambiental, social e econômico. Temos uma responsabilidade moral e política”, afirma o secretario geral da ONU Ban Ki-moon.”

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Ações sociais e humanitárias, Meio ambiente. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Reflexão a propósito do Dia Mundial do Petróleo – Ação X Omissão!?

  1. Aroldo disse:

    Caro amigo,
    Parabéns pela postagem. Sempre lhe admiramos pela coragem e disposição de procurar ajudar às pessoas necessitadas. Um grande abraço. Aroldo.

  2. É impressionante como o governo trata determinadas questões. Especialmente as que parecem ser desconhecidas pelo povo. Muitas até são, pra maioria. E por isso mesmo, fazem questão de deixar essa parcela da população sem cultura, sem condições de entenderem o que de fato, acontece. Pior de tudo é que estamos vendo que a natureza, começa a dar sinais de revolta. Não existe preocupação, nem uma política séria, voltada para o meio ambiente. Se destrói as nossas reservas ecológicas, a fauna, a flora, sem o menor remorso. Porque eles não conseguem vislumbrar além dos seus próprios umbigos. Bjs

  3. Sandra Fayad disse:

    Dáttoli, a matéria é perfeita. Temos que alarmar pelo menos quem se dispõe a ler o que se publica a respeito do meio ambiente. Infelizmente, o Brasil é um país explorável, ignorante e considerado infinito de recursos naturais. Li recentemente que, nos últimos 40 anos, metade da fauna mundial foi extinta. E todos os dias os nossos recursos naturais se reduzem, sem que haja uma ação efetiva para estancar essa sangria. A reunião da AVAAZ em Brasília foi aquela vergonha que presenciamos. Não houve quaisquer desdobramentos positivos até agora. O que podemos fazer? Não sei mais…Triste realidade!

  4. JCDattoli disse:

    Valeu, Sandra. Se não podemos influenciar os governantes mais efetivamente, ao menos fica o registro da nossa indignação com esse estado de apatia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s