Meio ambiente – O que está acontecendo com o Cerrado – Isso é da sua conta!

                                       No water

O meio ambiente vem sofrendo continuamente pela ação humana, por inúmeros motivos, o que estamos cansados de saber. Contudo, há sempre alguma nova descoberta (ou constatação) nessa área para nos surpreender. Notícias dão conta de que o nosso Cerrado, que é chamado de o “berço das águas” em nosso país, está sofrendo séria degradação. E é sobre isso que falo hoje.

Vocês têm noção do que está acontecendo com esse importantíssimo bioma no Cerrado brasileiro? Se não, vou lhes passar algumas informações.

O site Planeta sustentável publicou matéria, no último dia 11, com o título Dia Nacional do Cerrado: é preciso salvar o berço das águas do Brasil, que transcrevo a seguir:

“Segundo maior ecossistema brasileiro, o Cerrado é a região de savana mais rica do planeta. Ele concentra 5% da biodiversidade mundial e 30% da biodiversidade brasileira. Além de toda esta riqueza, é um bioma que possui grandes reservas subterrâneas de água doce que abastecem as principais bacias hidrográficas do país: Amazonas, Tocantis/Araguaia, São Francisco, Paraná e Paraguai.

Não é preciso dizer então que a preservação deste ecossistema é fundamental para o equilíbrio ambiental do Brasil e de todo planeta. E hoje, 11/09, comemoramos o Dia Nacional do Cerrado.

Infelizmente, há poucos motivos para celebração. De acordo com dados do Ibama e do Ministério do Meio Ambiente, nas últimas décadas houve uma redução de 48,4% do Cerrado. A taxa de desmatamento é mais alta do que na Amazônia. E se este processo continuar, pesquisadores afirmam que este bioma brasileiro pode desaparecer em 50 anos.

Se isso acontecer, a geração de recursos hídricos no país pode ser gravemente afetada. O Cerrado é considerado uma verdadeira caixa d’água no coração do território do país. Ele fica localizado exatamente entre os outros quatro biomas brasileiros – ele faz a ponte entre Caatinga, Mata Atlântica, Pantanal e Amazônia.

O Cerrado é como uma espécie de floresta invertida. Enquanto as árvores amazônicas têm copas enormes e raízes pequenas, no centro do Brasil as árvores são menores, mas com raízes muito grandes. Elas funcionam como uma esponja, captando água e a distribuindo por toda região.

Entre as várias entidades que trabalham pela proteção deste bioma estão o WWF-Brasil, que ao longo deste mês está divulgando a campanha Salve o Cerrado. A organização acredita que desenvolvimento sustentável é a solução, ao aliar produção e conservação do meio ambiente. E defende também o aumento de unidades de conservação nesta área.

Dos mais de 2 milhões de km² de vegetação original, resta menos da metade do Cerrado. Ajude a salvar esta riqueza natural do Brasil através da conscientização de mais e mais pessoas.” Fonte – http://planetasustentavel.abril.com.br/noticias/dia-nacional-cerrado-preciso-salvar-berco-aguas-brasil-799560.shtml?.

Para melhor compreensão, vejam o vídeo (curtinho) Você conhece o Cerrado?, produzido pela organização não governamental WWF-Brasil (http://wwf.org.br), com uma demonstração bem ilustrada do que é o Cerrado, a sua importância, a destruição já ocorrida e as ameças para a raça humana. Eu confesso que fiquei impressionado! Clique no link –

Coincidentemente, a escritora e poetisa Sandra Fayad, uma pessoa notoriamente atenta e dedicada às questões ambientais, comentou nesta quarta-feira, 17, no Facebook: “Brasília, Goiânia e demais cidades próximas estão fervendo de calor e secura. Ironicamente, é no nosso cerrado que se formam as seis principais bacias hidrográficas brasileiras, ou seja, é o berço de rios como São Francisco, Paraguai, Paranaíba, Tocantins, Araguaia, Amazonas. Por esta razão, o bioma que está desaparecendo (até hoje não teve seu uso regulamentado) recebe o apelido de Berço das Águas.

Gente, eu fico “de cara” com isso!!! “Bora” fazer alguma coisa???”

Assim, diante desse quadro, entendo ser necessário acompanhar de perto o que está acontecendo e, na medida do possível, exercer algum tipo de pressão junto às autoridades, com vistas à adoção de medidas concretas que evitem a continuação dos danos ambientais ora em curso no Cerrado brasileiro. Se não agirmos, todos poderemos enfrentar graves consequências no futuro, ainda piores do que a escassez de água já observada nos dias atuais em alguns lugares do nosso país. Pensem nisso!

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Ações sociais e humanitárias, Meio ambiente. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Meio ambiente – O que está acontecendo com o Cerrado – Isso é da sua conta!

  1. Sandra Fayad disse:

    Obrigada por me citar no seu texto perfeito, com apelo simpático e ao mesmo tempo firme. A preservação do que ainda resta do cerrado deve ser objeto de mobilização geral no sentido de transformar em Lei a sua utilização, com regras claras e punições exemplares para as infrações. Penso que é fundamental a união dos vários grupos focados nessa meta, a elaboração, divulgação ampla de um planejamento subscrito pela população, para obtermos bons resultados a curto prazo. Há muito o que fazer, desde pequenas interferências relacionadas ao tratamento de lixo até proibição de retirada de mata nativa para plantio de grandes lavouras e formação de pastos em áreas potencialmente vitais para a manutenção e recuperação deste tão importante Bioma.

    • JCDattoli disse:

      Obrigado, Sandra, pelo comentário, com sugestões pertinentes para um início de debate sobre a necessidade de ação para proteger o Cerrado. Sinto muito claramente que precisamos, eu, você e pessoas dispostas organizarmos alguma iniciativa. Me incomoda perceber que a população, incluindo os seus representantes no Legislativo, é muita passiva em relação às causas voltadas para a preservação do meio ambiente. Aliás, é lamentável!
      Abs

  2. Sandra Fayad disse:

    Matéria amplamente divulgada e lida por várias pessoas simpáticas ao tema.

  3. JCDattoli disse:

    Legal, Sandra. Vi os compartilhamentos que você fez. Ao menos estamos fazendo a nossa parte. Acredito que aumentaremos essa corrente!

  4. Vejo com muita tristeza o descaso com a biodiversidade do nosso país. Muitos lá fora vêm o Brasil como o salvador do mundo, exatamente pelas nossas condições climáticas e áreas de ricas reservas ambientais. Inclusive muitos pesquisadores retiram daqui matéria prima para indústria farmacêuticas, enquanto somos omissos e permissivos a tudo. Não ha interesse em preservas nossas reservas, nem mesmo a tão falada e conhecida floresta amazônica.
    Se considerássemos que a preservação dessa área e desse cerrado fosse importante e decisivo para debelar muitos problemas em nosso país, já seria um grande começo. Mas, infelizmente, não é isso que acontece. Aqui tudo é um jogo de interesses. As necessidades ficam restritas em mãos de grandes latifundiários, que desconhecessem, ou ignoram, a importância da sua preservação para todos, em benefício próprio.
    Grande post, parabéns!

    • JCDattoli disse:

      Legal, Lúcia, pela sua visão e comentário bastante apropriado. Temos, sem dúvida, um grande caminho pela frente com vistas à preservação ambiental aqui no Brasil. Mas, por isso mesmo, precisamos ir à luta, enquanto ainda se pode fazer alguma coisa!
      Valeu!

      • Sandra Fayad disse:

        Com certeza, Lucia Laborda. Há muitos aspectos envolvidos relacionados à ambição desmedida e à falta de políticas claras e bem elaboradas. A construção de Brasília trouxe muitos benefícios para o País, mas foi também determinante para a destruição do cerrado, pois não se criou um mecanismo de controle eficiente do desmatamento, via legislação e fiscalização.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s