Crescimento pessoal e realização – Texto III

Reflexão.Sucesso

Crescimento pessoal e realização – Texto III

Dando continuidade ao ciclo de reflexões semanais aqui no blog sobre esse tema, enfatizo hoje a necessidade de que, em um processo de planejamento de vida, e antes de partir para definições mais materiais, do tipo ‘o que fazer’ (definição de grande objetivo futuro, metas e plano de ação), é recomendável que a pessoa avalie duas variáveis muito relevantes, com vistas a estabelecer: 1) o seu papel ou propósito de vida, elaborando o que se chama de missão, de preferência por escrito; e 2) as suas principais crenças.

Com relação à primeira variável, a pessoa precisa definir e estar consciente, portanto, quanto a: i) razão da sua existência (que chamei no primeiro texto de senso de missão); ii) como gostaria que fosse lembrando quando da sua morte. Esse senso de orientação é que vai determinar a sua trilha de ação pessoal nos próximos anos, de preferência olhando vários anos à frente (longo prazo). E esse componente “filosófico” é fundamental quando se pensa em levar uma vida estruturada, com conseqüência, real sentido e efetividade.

Como dizem os estudiosos dessa área, a partir do momento em que você se esclarece, define e incorpora a sua missão (a sua razão de vida), além de você ter muito mais chances de obter satisfação e realização/felicidade na sua caminhada, você passa a ter maior capacidade de resiliência e de superar obstáculos sem sofrimentos. Isso porque você estará motivado para seguir adiante, para cumprir a sua missão, e com isso os percalços e insucessos temporários ficarão minimizados em virtude do propósito maior que você definiu e abraçou.

Segundo Viktor Frankl, no seu livro Em Busca de Sentido, “o ser humano é capaz de viver e até de morrer por seus ideais e valores!”

Quanto à segunda variável, trata-se de dimensão psicológica que você precisa trabalhar nesse processo de elaboração do seu plano de vida de agora em diante: as suas crenças. Você tem de avaliar no que acredita!

E por que isso é importante?

Segundo Brian Tracy, no seu famoso livro METAS: COMO CONQUISTAR TUDO O QUE VOCÊ DESEJA – MAIS RÁPIDO DO QUE JAMAIS IMAGINOU, citado no texto anterior, publicado no dia 12 passado (https://obemviver.blog.br/2014/08/12/crescimento-pessoal-e-realizacao-texto-ii/), …“talvez a mais importante de todas as leis mentais seja a Lei da Crença. Segundo esta lei, tudo aquilo em que se acredita com convicção torna-se real.”

A questão é que as crenças podem ser positivas (fortalecedoras) ou negativas (limitantes). Então, a maneira como a pessoa se apresenta na vida, a sua capacidade de avançar, de atingir novos patamares, de se realizar, ou, ao contrário, de retroceder, assim como a velocidade e a intensidade com que essas coisas acontecem, têm tudo a ver com as suas crenças.

Brian Tracy comenta que, no Século passado, os psicólogos descobriram o que denominaram de AUTOCONCEITO, que resulta da “soma de suas crenças, atitudes, sentimentos e opiniões sobre si mesmo e seu mundo.” Isso se aproxima do que qualificamos comumente de percepção individual, ou a forma de se enxergar e de enxergar o mundo, que é exatamente o caldo acumulado, pessoal (e individual), de referenciais, crenças e opiniões. E, sem dúvida, cada pessoa tem a sua.

Assim sendo, o grande problema ao crescimento do indivíduo reside nas crenças (auto) limitantes, ou seja, aquelas que a pessoa impõe a ela própria, sem que seja consistente/verdadeira, e que vai funcionar como barreira e limitação. Considerando o que preconiza a Lei da Crença, acima enunciada, esse tipo de crença se transformará em verdade para a pessoa. Com efeito, Tracy acrescenta que “Se você acredita nisto, passará a agir como se fosse deficiente nesta área específica do talento ou da aptidão. Superar as crenças autolimitadoras e as limitações autoimpostas freqüentemente é o maior obstáculo entre você e a realização de todo o seu potencial.”

E prossegue:

“Suas crenças são adquiridas e não inatas. O lado bom das crenças é que todas elas são aprendidas. Podem, portanto, ser desaprendidas, especialmente quando não forem úteis.”

“Segundo o Dr. Alfred Adler, o homem ocidental tem como herança natural sentimentos de “inferioridade” que começam na infância e freqüentemente persistem na idade adulta. Por causa de suas crenças negativas, a maioria delas errônea, muitas pessoas equivocadamente se consideram limitadas em sua inteligência, talento, capacidade, criatividade ou aptidão. Em praticamente todos os casos, tais crenças são falsas.

O fato é que você tem mais potencial do que seria capaz de usar em toda a sua vida. Ninguém é melhor nem mais inteligente que você. As pessoas simplesmente são mais inteligentes ou melhores em áreas diferentes e em períodos diferentes.”

E assim, ao refletir – honestamente – sobre as suas crenças, nesse processo de reposicionamento para o seu crescimento e realização na vida, seja em que dimensão for, imagine as crenças que lhe fortalecem, que ajudam na sua jornada de transformação e sucesso, e desafie (e desarme) as crenças limitantes, não verdadeiras, que vinham lhe impingindo restrições e, muito provavelmente, frustrações.

Atendido esse panorama filosófico e psicológico, que servirá de pano de fundo para os seus novos rumos, ficará mais facilitado e consistente o processo de definição dos objetivos, metas e ações pessoais para o seu crescimento na vida, seja na dimensão individual (interna e externa) ou na profissional, como mencionado nos textos precedentes.

Voltarei na próxima semana com novas reflexões e insights sobre o tema em desenvolvimento.

JC Dattoli – Brasília, 19/8/2014.

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir ao próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (levar música ao vivo para casas de idosos é uma das frentes de atuação, iniciada em 2007), além de assegurar espaços na agenda para o exercício do autoconhecimento e para a meditação, no caminho da evolução pessoal permanente . Gosto de ler, de aprender coisas novas, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Motivação e crescimento humano. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Crescimento pessoal e realização – Texto III

  1. Achei o tema muito oportuno e esclarecedor, nessa época em que vimos a juventude meio perdida. Muitos andam tão perdidos, que nem ao menos se questionam, a respeito do seu papel, dentro da sociedade e na sua própria vida.
    Bjs

  2. JCDattoli disse:

    Obrigado, Lúcia, pelo reforço. É isso mesmo!
    Abs

  3. Pingback: Reconheça suas CRENÇAS – Vale a pena estar atento! | O Bem Viver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s