Palavras ao vento – sabedoria!

Transcrevo a seguir reflexão interessante e bastante criativa a respeito de generosidade, da jornalista e escritora brasileira Martha Medeiros. É uma boa sacada na busca do bem viver!

“Falar sozinho é um ato de generosidade, antes de tudo. Vá saber o estrago que causaríamos se falássemos pra valer, olho no olho, tudo aquilo que mantemos guardado, todo o palavreado da raiva, do rancor e do desassossego que fica confinado dentro. Melhor soltar as frases ao vento.”

Anúncios

Sobre JCDattoli

Este blog foi idealizado para compartilhar reflexões e discussões (comentários, frases célebres, textos diversos, slides, vídeos, músicas, referências sobre livros, filmes, sites, outros blogs) que contribuam para a realização e o crescimento do ser humano em toda a sua essência e nas dimensões pessoais e profissionais. Almejo que o ser humano se mostre cada vez mais virtuoso, atento e disposto a servir o próximo em cada momento da sua existência. Atuei profissionalmente por quatro décadas, com bastante intensidade, nas áreas pública e privada. Ocupei de cargos técnicos a postos de chefia e direção. Neste novo momento, pretendo ajudar pessoas a atingir outros patamares na vida – e na profissão. Dedicarei parte do tempo para ações sociais/humanitárias (acabo de retomar o projeto 'música para idosos'), além de assegurar espaços na agenda para reflexões e meditações. Gosto de ler, de praticar atividades físicas e de cantar-tocar violão. A família e as amizades são preciosas matérias-primas na construção do bem viver. Apesar das incongruências, desencontros e descaminhos humanos, tenho por missão dedicar-me mais e mais às pessoas como contributo para um mundo verdadeiramente melhor!
Esse post foi publicado em Frases célebres. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Palavras ao vento – sabedoria!

  1. Zé Rosa disse:

    Eita amigo. Gosto dessa autora, já li vários artigos dela. Mas… sou do tempo em que falar sozinho era sinal de maluquice. E “buling” era alguém bulindo com alguém.
    Abraços,
    José Rosa.

  2. Sandra Fayad disse:

    “Eu falo sozinha. Falo com as plantas, o vento, a chuva, o sol, as ondas do mar. Falo com meu cão, com a vizinha, os pássaros e o ar. Falo com as paredes, o espelho, o retrato, asfalto e com o mato. Eu falo sozinha na cama e na pia da cozinha. Falo…mas falo pouco com meu semelhante. Minha fala é fala pobre, errante.” (Sandra Fayad)

  3. JCDattoli disse:

    Maravilha, Sandra. Obrigado por enriquecer o blog com os seus comentários que trazem a marca e a inspiração da poetisa!
    JC Datttoli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s